conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil prende integrante de associação criminosa e recupera carga de soja avaliada em R$ 300 mil

Publicado

Mato Grosso


A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), prendeu em flagrante nesta terça-feira (13.04), mais um integrante de uma associação criminosa envolvida em desvios de cargas no estado de Mato Grosso.

A ação resultou na recuperação de uma carga de aproximadamente 85 toneladas de soja desviada e avaliada em R$ 300 mil, além da apreensão de um trator, uma motocicleta e uma caminhonete utilizados na atividade ilícita. 

As diligências iniciaram na segunda-feira (12), após os policiais da GCCO receberem informações anônimas sobre um caminhão com uma carga de soja que estava em posto de combustível em Rondonópolis e que seria levado para o Distrito Industrial do município, para tratativa do destino do carregamento.

Com base nas informações, os policiais da GCCO  passaram a monitorar a movimentação no posto de combustível, ocasião em que viram alguns suspeitos chegando ao estabelecimento em duas caminhonetes e em um veículo Jeep Renegade.

Veja Também  "Comunidade esperava por isso há mais de 10 anos", afirma diretora durante entrega da escola Arlete Maria em VG

Em determinado momento, um dos suspeitos entrou no caminhão e seguiu até o local indicado entrando com a carreta em um barracão. Os investigadores mantiveram vigilância do local e na manhã desta terça-feira (13) decidiram entrar no galpão, onde encontraram a carga de soja no chão (forma característica de desvio de carga), além uma pá carregadeira e outros objetos.

Questionado, o suspeito que estava no local disse que faz negócio com dois suspeitos (pai e filho) que têm a função de mandar a carga desviada para ele, e ainda mencionou uma terceira pessoa que seria responsável pela nota fiscal.

No escritório do suspeito, os policiais encontraram uma pistola .40 com dois carregadores, um com oito e outro com seis munições. No interior da caminhonete, foi apreendida uma maleta com mais dois carregadores de pistolas .380, com 17 munições.

No local, foram encontrados mais três suspeitos, entre eles, o responsável por descarregar os caminhões de soja, e outras duas que disseram estar no local para ver uma máquina de soja. Segundo o responsável pelo barracão, a carga avaliada em torno de R$ 300 mil foi comprada por R$ 160 mil e seria negociada.

Veja Também  Mato Grosso recebe 100.160 doses de vacina nesta terça-feira (18)

Diante das evidências, o responsável pelo barracão e pela carga foi conduzido à Derf Rondonópolis, onde após ser interrogado pelo delegado João Paulo Praisner, foi autuado em flagrante por receptação, posse ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

O inquérito policial será encaminhado para GCCO que dará continuidade às investigações com objetivo de desarticular a associação criminosa.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Governo de MT vai enviar projeto de lei para reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Avatar

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Veja Também  Governador anuncia construção de nova Estação de Tratamento de Água em VG: "trará a solução definitiva para o problema da falta de água"

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo de MT vai enviar projeto de lei que vai reduzir descontos de aposentados e pensionistas

Avatar

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai enviar projeto de lei que visa reduzir os valores descontados dos servidores aposentados e pensionistas que ganham até R$ 9 mil. A proposta ainda deverá passar pelo Conselho da Previdência antes de ser encaminhada à Casa de Leis.

A definição do projeto foi feita após reunião com a Comissão de Previdência da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (17.05), representada pelos deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Allan Kardec e Wilson Santos. Também participaram os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda), Elliton Oliveira (MT Prev) e a primeira-dama Virginia Mendes.

“Fechamos um acordo com a Assembleia e vamos acrescentar um rebate de R$ 3,3 mil para quem ganha até R$ 9 mil, a partir da aprovação dessa lei. Existe um trâmite para que isso aconteça, teremos que submeter ao Conselho da Previdência e depois enviar à Assembleia Legislativa para adicionar esse rebate na base de cálculo”, afirmou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o governador, se aprovado o projeto, os servidores inativos que ganham até R$ 9 mil não terão mais o desconto de 14% aplicado sobre o valor total do rendimento, mas somente sobre os valores acima de R$ 3,3 mil.

Veja Também  "Comunidade esperava por isso há mais de 10 anos", afirma diretora durante entrega da escola Arlete Maria em VG

Ou seja, o servidor aposentado ou pensionista que ganha R$ 9 mil, por exemplo, terá os 14% descontados apenas sobre R$ 5,7 mil, recebendo isenção nos R$ 3,3 mil restantes. Os aposentados que ganham abaixo de R$ 3 mil continuam totalmente isentos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana