conecte-se conosco


Carros

Vendas de veículos fecham trimestre com queda de 5,4%, aponta Anfavea

Publicado

Carros


source
Vendas no primeiro trimestre de 2021 foram 23% menores que nos últimos três meses do ano passado, diz a Anfavea
Divulgação

Vendas no primeiro trimestre de 2021 foram 23% menores que nos últimos três meses do ano passado, diz a Anfavea



O mercado brasileiro de veículos fechou o 1º trimestre de 2021 com 527,9 mil emplacamentos. Queda de 5,4% na comparação com o mesmo período de 2020. Embora isoladamente não seja um resultado tão negativo dentro do contexto atual do país, esse desempenho fez acender uma luz de alerta para a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos).


Na comparação com o último trimestre do ano passado, a queda nos emplacamentos foi de 23%. Percentual superior ao tradicionalmente esperado para o período, que fica em torno de 15%. Em nota divulgada pela  Anfavea , o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, destaca que, embora a expectativa seja positiva para o segundo semestre, o próximo trimestre será uma “travessia penosa”.

Veja Também  BMW Motorrad lança programa para seminovas certificadas

Você viu?

“Temos três pontos de grande preocupação. Um deles é a situação da pandemia no país, que só deve se estabilizar com a aceleração da vacinação. O segundo é o conjunto dos fundamentos econômicos, ameaçado não só pela pandemia, mas também pelo excesso de ruídos políticos. Finalmente, temos alguns gargalos na produção, sobretudo de componentes eletrônicos, um problema que deve perdurar ao longo do ano”, explica.

Produção

Pandemia e falta de peças ainda preocupam o setor. Por enquanto, GM e Honda estão paradas por falta de insumos no Brasil
Divulgação

Pandemia e falta de peças ainda preocupam o setor. Por enquanto, GM e Honda estão paradas por falta de insumos no Brasil


Apesar da paralisação de algumas fábricas na última semana de março, por conta da falta de componentes ou pelo agravamento da pandemia, a indústria automobilística fechou o período de janeiro a março com produção de 597,8 mil unidades.

Resultado 2% superior ao do 1º trimestre de 2020. De acordo com a Anfavea, várias montadoras conseguiram, num esforço logístico, completar unidades que estavam paradas nos pátios com alguma peça faltando.

O melhor resultado no acumulado do trimestre foi o das exportações, de 95,8 mil unidades, volume 7,6% superior ao dos embarques do início de 2020. O estoque de veículos nas fábricas e nas concessionárias se mantém estável num patamar baixo, de 101,1 mil unidades.

Veja Também  Saiba mais sobre o motor GSE turbo que estreia na Toro e no Compass

Atenta à questão da falta de semicondutores , entre outros insumos, o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, disse à reportagem de iG Carros que, de qualquer forma, é necessário rever os planos logísticos tendo em vista o novo momento global que vive toda a cadeia automotiva.

“Talvez seja melhor não ter apenas uma fonte de fornecedor , para não correr riscos. Por enquanto, teremos que passar por essa fase inicial mais urgente, mas logo essa revisão vai acabar acontecendo”, disse Moraes, que também comentou que ainda não há condições de prever o quanto essa questão da falta de insumos vai afetar as vendas e a produção em 2021.

Ainda conforme Moraes, a única forma de resolver essa falta de semicondutores na indústria automotiva é fazer investimento alto, na produção local, o que não se faz e um dia para o outro, embora a demanda por esse tipo de componente em outros seguimentos da indústria deverá chegar a um ponto de equilibrio em breve.



Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros

Saiba mais sobre o motor GSE turbo que estreia na Toro e no Compass

Avatar

Publicado


source
Motor 1.3 de quatro cilindros é o primeiro da nova família GSE Turbo que estreia na picape Toro da linha 2022
Leo Lara / Divulgação

Motor 1.3 de quatro cilindros é o primeiro da nova família GSE Turbo que estreia na picape Toro da linha 2022

A Stellantis revela mais informações sobre o novo motor GSE T4 . Feito em Betim (MG), o 1.3 turbo faz a sua estreia nos reestilizados Jeep Compass e Fiat Toro. O principal destaque são os números de potência e torque: 185 cv e 27,5 kgfm a 1.750 rpm, que colocam o novo propulsor como o flex mais potente de produção nacional.


O GSE T4 é da mesma família do 1.3 GSE aspirado, lançado em 2016 no Brasil e atualmente empregado nos modelos Cronos, Argo e Strada. Com bloco e cabeçote de alumínio, substitui o 2.0 Tigershark flex aspirado de 166 cv, que era importado do México. Embora exista no exterior uma variação de 150 cv do T4, no mercado brasileiro só haverá espaço inicialmente para uma configuração única.

Veja Também  Honda mostra protótipo que deve servir de base para o novo HR-V elétrico

Você viu?

Apesar do parentesco entre o GSE aspirado e o T4, que inclui o compartilhamento da cilindrada de 1.332 cm³, a semelhança entre os dois propulsores termina aí. Além da sobrealimentação e de trazer um cabeçote de 16V no lugar do 8V, o novo motor turbo usa componentes exclusivos, comando de válvulas variável Multiair III e o sistema de injeção direta de combustível, além de turbo com arrefecimento do tipo ar-água.

Novo motor 1.3 turbo substitui o 2.0 aspirado, que era importado do México, no Jeep Compass reestilizado
Divulgação

Novo motor 1.3 turbo substitui o 2.0 aspirado, que era importado do México, no Jeep Compass reestilizado


De acordo com o Chief Engineer – Flex Fuel Engines da Stellantis, Vittorio Doria, na comparação com o GSE T4 a gasolina já usado no exterior, o propulsor para o Brasil enfrentou uma bateria de testes de adequação para os combustíveis brasileiros.

Isso resultou em modificações como o uso de velas e bicos injetores de nova especificação, a inclusão de um sensor de combustível e ao uso de novos materiais em componentes internos para resistir ao ataque químico do etanol.

Inicialmente, o propulsor será combinado apenas ao câmbio automático de seis marchas, já empregado nas versões flex pré-reestilização da picape Fiat Toro e do SUV médio Jeep Compass .

Veja Também  Saiba como comprar e vender veículos com segurança na internet

Motor modular

Motores 1.3 GSE Turbo vão equipar alguns modelos da Stellantis, entre os quais Jeep Compass e Fiat Toro
LEO LARA/DIVULGAÇÃO

Motores 1.3 GSE Turbo vão equipar alguns modelos da Stellantis, entre os quais Jeep Compass e Fiat Toro


A Fiat confirmou somente as especificações técnicas do 1.3 turbo flex de quatro cilindros. Mas já está confirmada também a produção do GSE T3, uma variação 1.0 do mesmo propulsor. Também programado para ser feito na fábrica de Betim, o propulsor compartilha os componentes principais com o GSE T4 , sendo basicamente o bloco de quatro cilindros, com um cilindro a menos de cilindrada.

A expectativa é que esse motor GSE turbo faça a sua estreia no Progetto Fiat 363, o SUV do Argo que estreia em breve, além dos compactos Argo e Cronos. Fora do Brasil, esse mesmo propulsor em sua versão a gasolina é utilizado também no Jeep Renegade e desenvolve 120 cv, o que abre espaço para o seu uso também no SUV compacto feito em Goiana (PE).

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Fiat Toro 2022 ganha novo motor 1.3 turbo e equipamentos de segurança

Avatar

Publicado


source
Fiat Toro 2022 parte de R$ 114.590 na versão Endurance 1.8 e.TorQ e chega a R$ 187.490 na versão Ultra turbodiesel
Divulgação

Fiat Toro 2022 parte de R$ 114.590 na versão Endurance 1.8 e.TorQ e chega a R$ 187.490 na versão Ultra turbodiesel

A Fiat anuncia a chegada da linha 2022 da Toro , picape intermediária de maior sucesso no Brasil. Além do novo visual, o modelo estreia motor 1.3 turboflex, conexão wi-fi e sistemas de assistência que garantem mais segurança ao motorista. Acompanhe os detalhes:

Por fora, a Toro ganhou inspirações claras dos modelos Ram . As versões Ultra e Ranch contam com grade frontal exclusiva, mais protuberante, com apliques cromados e o novo logotipo da Fiat. O modelo também recebe novas opções de rodas de liga leve com acabamento diamantado.

O modelo também estreia novos recursos de iluminação nas versões mais caras, com um filete de LED que pode assumir duas cores: branco (para o farol convencional) e amarelo (para os indicadores de direção). A Fiat também alterou seu ângulo de ataque para garantir mais segurança em valas, lombadas e terrenos acidentados.

Veja Também  Raridades de duas rodas vão a leilão na Inglaterra no mês que vem

Outra adição da Fiat na linha 2022 da Toro foram os sistemas avançados de assistência ao motorista. Nas versões Ultra e Ranch , a picape traz aviso de mudança de faixas e comutação automática dos faróis. Na detecção de um veículo vindo no sentido contrário, a Toro poderá reduzir automaticamente a intensidade da iluminação para evitar o ofuscamento.

Você viu?

Por dentro, a Toro ganha a nova central multimídia Fiat Connect com design vertical nas versões Volcano , Ultra e Ranch . Ela conta com conectividade Apple CarPlay e Android Auto para o espelhamento de recursos como Waze, Google Maps, Spotify e WhatsApp. O modelo 2022 também estreia o recurso ‘Smart Connect’ que faz a integração completa da Toro com outros dispositivos do usuário.

Por meio da conexão wi-fi, o proprietário poderá ter acesso a informações sobre o veículo pelo celular ou smartwatch. Será possível averiguar o nível do combustível, autonomia e até localizá-lo no shopping. Nos dias mais quentes, o ‘Smart Connect’ permite a climatização prévia do habitáculo.

A Fiat Toro 2022 estreia motor 1.3 turbo flex de desenvolve 180 cv na gasolina e 185 cv no etanol, com 27,5 kgfm de torque. Segundo a fabricante, trata-se do motor flex de maior torque e potência do mercado, com foco na eficiência e baixo consumo de combustível. O motor aspirado 1.8 da família e.TorQ que desenvolve 139 cv de potência e 19 kgfm segue disponível, assim como o motor 2.0 turbo diesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque. 

Veja Também  Conheça 5 esportivos batizados com nomes de pistas de corrida

Na parte de dirigibilidade, a Fiat Toro ganhou novo ‘tuning’ de suspensão – McPherson na dianteira e multibraços na traseira – e direção nas versões equipadas com o novo motor. O raio de giro para manobras teve melhoria de 5%, segundo a fabricante. A Toro 2022 tem capacidade de carga de até uma tonelada. Versões: Endurance (1.8, 1.3 turbo flex e 2.0 turbodiesel) – a partir de R$ 114.590 Freedom (1.3 turbo flex e 2.0 turbodiesel) – a partir de R$ 131.890 Volcano (1.3 turbo flex e 2.0 turbo diesel) – a partir de R$ 144.990 Ranch (2.0 turbodiesel) – a partir de R$ 185.490 Ultra (2.0 turbo diesel) – a partir de R$ 187.990

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana