conecte-se conosco


Nacional

Marco Aurélio repudia ação de cartório em esconder dados de Flávio Bolsonaro

Publicado

Nacional


source
Marco Aurélio afirmou que atitude representa falta de transparência do cartório
O Dia

Marco Aurélio afirmou que atitude representa falta de transparência do cartório

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello , repudiou a omissão de documentos na escritura da mansão comprada pelo senador Flávio Bolsonaro . Em entrevista ao Estadão , Mello afirmou que a ação é “condenável e muito ruim em termos de avanço cultural”.

De acordo com o jornal, o 4º Ofício de Notas do Distrito Federal, responsável pela escritura da casa, teria omitido informações do senado e da esposa, como rendimentos, CPF e CNPJ, informações públicas, acessível a qualquer cidadão e contrária as práticas adotadas por cartórios brasileiros.

Para o decano do STF, a decisão de omitir as informação não condiz com o que propõe a Constituição Federal. Marco Aurélio ressaltou a falta de transparência na retirada dos documentos da escritura.

“Vem-nos da Constituição Federal, do artigo 37, que atos administrativos, como no caso o ato do cartório, são públicos, visando ao acompanhamento pelos contribuintes e a busca de fiscalização. É incompreensível a omissão. E por que omitir? Há alguma coisa realmente que motiva esse ato, porque nada surge sem uma causa”, afirmou Mello. 

Veja Também  Bruno Covas: prefeito de SP segue internado e sem previsão de alta

“É tudo muito ruim em termos de avanço cultural. A boa política pagou um preço incrível, abandonando a transparência e a publicidade. Algo condenável a todos os títulos”, repudiou. 

Você viu?

Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) comprou uma mansão avaliada em R$ 6 milhões, em Brasília, na última semana. O senador foi questionado por ter um salário abaixo dos padrões necessários para comprar uma casa de alto valor.

No ato da compra, o “filho 01” de Jair Bolsonaro afirmou que realizou um financiamento junto ao Banco de Brasília (BRB) no valor de R$ 3,1 milhões, divididas em parcelas de R$ 17 mil pelo próximos 30 anos. No entanto, o empréstimo não teria a contabilização de juros nas parcelas oferecidas ao senador.

A escritura da casa foi feita em Brasilândia, cerca de 50 km de Brasília. Questionado sobre a distância, Marco Aurélio Mello afirma não entender o motivo da distância entre a casa e local de entrega das documentações.

Veja Também  Doria e Carlos Bolsonaro trocam farpas: "Até minha calça apertada está cara"

“É estranho que não se tenha feito a escritura num cartório de Brasília propriamente dita”, afirmou ao Estado de S.Paulo

Em sua defesa, o titular da unidade, Allan Guerra, afirmou que tomou a atitude após a decisão de restrições da Lei de Proteção de Dados e alegou que não houve motivação política para a omissão das informações.

Outros membros do judiciário entendem que a atitude deverá ser investigada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Território (TJDFT) ou pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) . As instituições judiciárias ainda não se pronunciaram sobre a possibilidade de abertura de inquérito.

Comentários Facebook

Nacional

Céu nublado e garoa durante o dia nesta quarta em São Paulo

Avatar

Publicado


source
Previsão do tempo em São Paulo
Governo do Estado de São Paulo

Previsão do tempo em São Paulo

Céu nublado com chuviscos ao decorrer do dia marcam a previsão do tempo desta quarta-feira (21), feriado de Tiradentes, na capital paulista. O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) divulgou que a mínima será de 15 °C e a máxima de 22 °C.

 As condições climáticas favorecem garoas e chuviscos durante todo o dia, através da umidade trazida pelos ventos. O sol retorna, gradativamente, ao decorrer da semana. A umidade do ar em São Paulo oscila entre 60% e 95%.

Comentários Facebook
Veja Também  Envolvido no caso das "rachadinhas", Queiroz é visto na sede do governo do Rio
Continue lendo

Nacional

Doria e Carlos Bolsonaro trocam farpas: “Até minha calça apertada está cara”

Avatar

Publicado


source
Doria e Carlos Bolsonaro trocaram farpas no Twitter nesta terça
O Antagonista

Doria e Carlos Bolsonaro trocaram farpas no Twitter nesta terça

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e o vereador do Rio e filho do presidente da República, Carlos Bolsonaro (Republicanos) trocaram provocações nas redes sociais nesta terça-feira (20). O filho do presidente acusou o tucano de ser o responsável pela alta de preços em São Paulo. O governador respondeu que a culpa “é do papai”, se referindo a Jair Bolsonaro.

“O presidente diminui impostos de combustíveis, alimentos e medicamentos, então os santos governadores aumentam os seus… então, a turna do quarto escuro junto com grande parte da mídia coloca a culpa em quem? Uma caninha 51 e uma calcinha de lycra tamanho P para quem errar”, provocou o vereador.

Veja Também  Caso Henry: delegado diz que Monique teve chances de denunciar Dr. Jairinho

Doria, então, publicou uma imagem com o levantamento do IBGE que mostra o percentual de aumento de preços de diversos itens de alimentação básica, creditando a inflação ao presidente Jair Bolsonaro e chamando seu filho Carlos de ‘Tonho da Lua’.

“Tonho da Lua em mais um surto. Até Ruthinha sabe que a culpa dos preços altos é do papai. Brasil tem inflação acumulada de 87,5% nos 12 meses encerrados em fev/21 – IBGE. Só a família que vive de rachadinha não sofre com aumento de preços”, rebateu o tucano.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana