conecte-se conosco


Política

Dia das Mulheres da AL Social será com vídeos-homenagens exibidos pela TVAL

Publicado

Política


Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

As mulheres são muitas, são diversas, são também fruto da construção de muitas outras mulheres. Para marcar o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a Assembleia Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) está homenageando todas por meio das histórias de seis representantes de comunidades tradicionais da Grande Cuiabá, com vídeos exibidos pela TV Assembleia e disponibilizados nas redes sociais.

O Projeto Mulheres de (re)Existência, de iniciativa da diretora da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira, e da fotógrafa da unidade, Karen Malagoli, busca, por meio da poesia (no sentido amplo da palavra), registrar o olhar das personagens e contar um pouco da história delas, com crônicas e fotos.

Para este Dia das Mulheres, as produções foram transformadas pelo cineasta Luiz Marchetti, também da equipe AL Social, em seis vídeos, com narração da cantora Estela Ceregatti e da poeta Luciene Carvalho.

Entre as seis personagens do projeto, há quilombola, indígena, mulher do campo, pantaneira. Há também a mulher mais velha moradora de Cuiabá, Maria Elisa Conceição, 111 anos de histórias e ensinamentos.

A proposta, segundo Daniella Paula, é narrar histórias de mulheres-bases das demais na sociedade. “São mulheres que têm esse registro de sustentação”, sintetiza.

Um trecho do projeto reflete: “Quantas mulheres existem resistindo? E são essas que sustentam todo um colossal social, psíquico e humano de toda uma sociedade”. E destaca o objetivo de “ecoar as raízes fecundas dessas mulheres, dando imagem e narrativas a partir da poiesis de seis protagonistas do ato de existir”.

Veja Também  Comissão de Segurança Pública quer dados do Governo do Estado sobre efetivo de policiais

Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

A ideia é ampliar o projeto para 12 entrevistadas e fotografadas e promover uma exposição das fotografias com trechos das crônicas. Está previsto também um livro com o conteúdo, físico e virtual.

Neste momento de agravamento da pandemia, foi necessário pensar formas de homenagear a data, respeitando o necessário distanciamento. “A gente propôs que fossem exibidos como vídeos na TVAL, para que a gente conseguisse alcançar um público maior”, explica Dani Paula.

Sobre o processo criativo, Daniella citou Silviane Ramos Lopes da Silva, quilombola da Comunidade Porto Calvário, de Vila Bela da Santíssima Trindade, doutoranda em Sociologia e várias outras facetas elencadas na crônica. “Sil é uma mulher muito forte. Ela não estava escalada, mas a gente sentou com ela enquanto a mãe dela [Maria das Dores, outra personagem] se arrumava e foi impossível não contar a história dela, que já venceu três cânceres e ainda se propõe a ‘suavizar caminhos’”.

Os vídeos de Luiz Marchetti já estão sendo exibidos em horários diversos na TVAL e serão inseridos aos poucos, pelo mês de março, nas redes sociais da Assembleia Social no Facebook e no Instagram (@assembleiasocial).

Veja Também  Projeto de lei incentiva vacinação em empresas privadas

Além de dona Maria Elisa, de Silviane e de Maria das Dores Ramos Lopes da Silva – quituteira da festa de Vila Bela da Santíssima Trindade, compõem esta primeira fase do projeto a indígena da etnia Kurâ Bakairi e advogada Eliane Xunakalo (ora em Várzea Grande, ora na aldeia); Laura Ferreira da Silva, quilombola, artesã e militante da causa negra; e Francileia Paula de Castro, a Fran, também quilombola, pantaneira, agricultora, agrônoma, mestra em agroecologia e militante social.

Foto: KAREN MALAGOLI / ALMT

Para não estragar a surpresa, segue apenas o comecinho de uma das crônicas de Daniella Paula:

Quando a delicadeza faz morada em um sorriso, a gente quer logo habitar. Em Maria das Dores, temos vontade de morar. Fazer ninho. Ficar quietinha em noites de trovão e fazer gargalhada em dias ensolarados.

Mulher pequena, franzina até pouco (“agora que tô ganhando corpo” – exclama), que faz caber todo mundo dentro, desde o primeiro olhar. Tão miúda que o apelido desde sempre é “Cotinha”. Acredito que não seja só pela estatura, mas pela graça singela de ser, pela agilidade de passarinho, por mover os pés como quem faz samba delicado.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Projeto de lei visa suporte psicológico aos servidores públicos durante a pandemia

Avatar

Publicado


O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) é o autor do projeto de lei (PL 215/2021) que institui um programa de suporte psiquiátrico e psicológico aos servidores públicos estaduais que atuam na linha de frente de atendimento aos pacientes diagnosticados com coronavírus (Covid-19).

Para garantir a plena execução do projeto, o governo do Estado poderá firmar convênios ou parcerias com as Prefeituras e o governo federal bem como empresas privadas, cooperativas, associações e outras entidades voltadas a saúde pública.

O parlamentar cita a alteração drástica gerada pela pandemia da Covid-19 no convívio social, o que leva a necessidade de acompanhamento psicológico dos profissionais.

“Os cuidados de prevenção aumentaram a atenção dos servidores nas medidas de higiene e uso de equipamento de proteção individual, sem contar o medo cotidiano no contato com pacientes. Isto devasta, sem dúvidas, o psicológico desses servidores.

Uma pesquisa aponta que sintomas de ansiedade e depressão afetam 47,3% dos trabalhadores de serviços essenciais durante a pandemia de Covid-19, no Brasil e na Espanha. Mais da metade deles — e 27,4% do total de entrevistados — sofre de ansiedade e depressão ao mesmo tempo. Além disso, 44,3% têm abusado de bebidas alcoólicas; 42,9% sofreram mudanças nos hábitos de sono; e 30,9% foram diagnosticados ou se trataram de doenças mentais no ano anterior a uma pesquisa coordenada pela Fiocruz, e feita em parceria com outras instituições.

Veja Também  Projeto de lei incentiva vacinação em empresas privadas

Esses são os principais resultados apresentados no artigo Depressão e Ansiedade entre trabalhadores essenciais do Brasil e da Espanha durante a Pandemia de Covid-19: uma pesquisa pela Web (Depression and Anxiety Among Essential Workers From Brazil And Spain During The Covid-19 Pandemic:a websurvey), aceito na revista cientifica Journal of Medical Internet Research.

Os resultados referem-se a pesquisa feita pela web no início da pandemia na Espanha (entre 15 de abril e 15 de maio) e no Brasil (entre 20 de abril e 20 de maio), contabilizando 22.876 questionários preenchidos. Da amostra total, pouco mais de 16% (3.745) eram trabalhadores em serviços essenciais (principal foco do estudo), sendo 2.842 (76%) brasileiros e 903 (24%) espanhóis. Esses 3.745 responderam “sim” à pergunta: “Você está atualmente trabalhando como profissional de saúde ou de outros serviços essenciais (transportes, alimentação, limpeza)?”.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Botelho confirma emendas para projeto “Marcos Urbanos para Várzea Grande”

Avatar

Publicado


Os 154 anos de Várzea Grande, no próximo dia 15, serão comemorados com a destinação de mais emendas parlamentares. Dessa vez, os recursos serão liberados para a execução do projeto ‘Marcos Urbanos para Várzea Grande’, apresentado nesta terça-feira (20), ao primeiro-secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), que confirmou a articulação junto aos demais deputados para beneficiar a população da cidade industrial.

Botelho recebeu em seu gabinete os representantes da Prefeitura Municipal de Várzea Grande, Fernando Baracat e Izaura Ribeiro, para conhecer detalhes das obras que serão executadas. Num total de investimentos na ordem de R$ 1,2 milhão com a implantação de marcos e obras de arte feitos pelos artistas e artesãos locais, valorizando a cultura da cidade.

“É um projeto que vai destacar a cultura local, bem como o trabalho dos nossos artistas e artesãos. Várzea Grande merece investimentos. Por isso, vamos articular junto com os colegas deputados para unirmos forças e viabilizar os recursos através de emendas parlamentares”, disse Botelho, ao citar o apoio dos deputados Wilson Santos (PSDB), Paulo Araújo (PP), Janaina Riva (MDB), Carlos Avallone (PSDB) e do presidente da ALMT, Max Russi (PSB).

“Trouxemos o projeto para o deputado Botelho conhecer. A intenção é a de comemorar o aniversário de Várzea Grande através de vídeos e eventos sem a presença de público nesse momento de pandemia. Mas, sim, com a movimentação cultural e histórica da nossa cidade. Recebemos a adesão 100% do deputado Botelho que vai recorrer aos seus colegas para nos ajudar a executar esse projeto”, explicou Baracat.

Veja Também  Projeto de lei incentiva vacinação em empresas privadas

PROJETO – No projeto, a Prefeitura Municipal de Várzea Grande assegura o trabalho pela valorização cultural e histórica com o desenvolvimento de projetos urbanísticos de praças, parques e rotatórias, onde nesses espaços constam com ‘Marcos Urbanos’, que além da urbanização e paisagismo destacam monumentos, estátuas e marcos, com referência à história e a cultura local. Objetivo é garantir que o município ganhe pontos de referência com simbologia histórica e cultural, transformando os espaços urbanos, antes sem relevância, em espaços destinados a reverberar para a atual e futura geração sua origem, datas, fatos e personalidades que foram importantes para a história e construção de Várzea Grande.

Dessa forma, dentre os pontos que receberão os investimentos estão:

Rotatória Manga – Avenida Dom Orlando Chaves – a proposta é criar uma árvore solar que durante o dia absorva a luz solar e a noite luzes se acendam com a energia carregada durante o dia;

Rotatória da Ponte Sergio Motta – Avenida Dr. Paraná – a proposta é criar um pórtico de entrada para quem acessa a cidade pela ponte Sergio Motta – Cuiabá, em formato de uma rede. Mais dois bustos de concreto ou bronze, em homenagem ao ministro Sergio Motta e ao médico Dr. Paraná.

Veja Também  Comissão de Segurança Pública quer dados do Governo do Estado sobre efetivo de policiais

Rotatória de entrada UNIVAG – na Avenida Doutor Paraná – confecção de monumento que simbolize o conhecimento do povo de Várzea Grande: Ensino, Pesquisa e Extensão;

Canteiro Central da Avenida Mario Andreazza, cruzamento com a Avenida Aleixo Ramos da Conceição (Estrada da Guarita) – materialização da lenda “Minhocão do Pari”;

– Trevo do Lagarto – instalação de um grande pórtico na entrada da BR-070 (Cuiabá – Cáceres), em formato de uma peça em rede com um V, monumento denominado “Chicote da Fronteira”;

Aeroporto – cruzamento das Avenidas Governador João Ponce de Arruda, Avenida Senador Filinto Muller e Avenida Presidente Arthur Bernardes – instalação do “Monumento Cidade Industrial”;

Rotatória 0km – entroncamento das Avenidas da FEB, Avenida Ulisses Pompeu de Campos, Avenida 31 de Março, Avenida Gov. João Ponce de Arruda – implantação de três monumentos como pontos turísticos.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana