conecte-se conosco


Carros

Nissan Kicks chega à linha 2022 com visual renovado e mais segurança

Publicado

Carros


source
Nissan Kicks 2022: SUV passa a ter novo visual que inclui grade dianteira maior e faróis estreitos entre os destaques
Divulgação

Nissan Kicks 2022: SUV passa a ter novo visual que inclui grade dianteira maior e faróis estreitos entre os destaques

A Nissan começa 2021 com uma oportunidade nas mãos. A marca japonesa entra na disputa pelo mercado de 117 mil carros que a Ford abandonou ao deixar a produção nacional para focar apenas na venda de importados. Dessa forma, o Kicks se torna um dos candidatos a captar antigos clientes do EcoSport. Que belo momento para lançar uma reestilização, não?

Mesmo com a pandemia, o Kicks teve bons resultados nos emplacamentos de 2020. Segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos), o SUV compacto produzido em Resende (RJ) emplacou 36 mil unidades no ano passado, superando HR-V (32 mil), EcoSport (24 mil) e o primo Duster (19 mil).

A Nissan espera melhorar o resultado com a reestilização de meia-vida do Kicks 2022. O objetivo do novo modelo será encostar nos líderes VW T-Cross , Jeep Renegade e Hyundai Creta . Para isso, a marca japonesa foi além da estética, e preparou um bom pacote cheio de novidades

Na linha 2022, o Kicks ganha novas nomenclaturas para suas versões. O modelo de entrada é o Sense , disponível com câmbio manual, por R$ 90.390,  e automático do tipo CVT, por R$ 98.390.  

A versão intermediária do Kicks passa a se chamar Advance , partindo de R$ 106.390, enquanto a topo de linha, Exclusive , parte de R$ 116.390 e com Pack Tech passa para R$ 119.390. A chegada nas lojas está prevista para meados de março e já existem 300 unidades em pré-venda. 

Segurança e equipamentos

Para começar, a marca recheou o Kicks com equipamentos de segurança. Na linha 2022, o modelo passa a contar com alerta de colisão frontal, assistente de frenagem, alerta de tráfego cruzado traseiro, monitoramento de ponto-cego e alerta de saída de faixa na versão mais cara. 

Veja Também  Renault comemora crescimento de serviço de carros por assinatura

A marca ainda adicionou faróis dianteiros full-LED, que além de estilosos, também proporcionam maior alcance noturno.Vale lembrar que desde seu lançamento, as versões mais caras do Kicks contam com seis airbags (frontais, laterais e cortina). 

O modelo Exclusive também inclui câmera 360° que facilita todos os tipos de manobra, ar-condicionado digital e sistema de som premium desenvolvido em parceria com a Bose. Mesmo sem contar com um subwoofer para graves mais vigorosos, o kit vai chamar atenção de quem se interessa por música.

Outro detalhe interessante é que desde a versão Advance, o Kicks terá cluster parcialmente digital com tela HD de 7 polegadas, no mesmo arranjo do Versa importado.

Você viu?

A central multimídia de oito polegadas foi atualizada com novo sistema nativo, integrando conexões para espelhamento do celular via Apple CarPlay e Android Auto. A Nissan também incluiu duas entradas USB no console, sendo que uma é do tipo A e outra do tipo C.

Conforto

Sendo esta uma reestilização de meia-vida, o Kicks praticamente não mudou em suas proporções. Ele ganhou alguns poucos milímetros por conta do novo parachoque, mas nada que interfira no visual. 

O modelo mantém 4,29 metros de comprimento, 1,76 cm de largura, 1,59 m de altura e 2,62 m de distância entre-eixos. Apesar de compacto, garante espaço para quatro adultos e uma criança viajarem com conforto. O porta-malas tem generosos 432 litros de capacidade. 

O Kicks mantém o conhecido 1.6 aspirado de 116 cv de potência a 5.600 rpm e 15,5 kgfm de torque a 4.000 rpm como a única opção de motorização. Este pode ser um fator contra o SUV da Nissan em um segmento repleto de rivais com duas opções de motor, muitos deles turbinados.

Veja Também  Jeep Gladiator se prepara para a estreia na Argentina

O grande trunfo dos modelos turbo é aliar economia de combustível e bom desempenho de uma forma que motores aspirados dificilmente conseguem reproduzir. Se você é engenheiro e tem um propulsor aspirado para preparar, terá que escolher se o veículo será econômico, porém deixando a desejar no desempenho; ou se ele deverá impressionar nas acelerações e acabar sendo gastão.

A Nissan escolheu o primeiro caminho. E graças a ele, o Kicks CVT pode aferir 7,7 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada com etanol, e 11,4 km/ na cidade e 13,7 km/l na estrada com gasolina, segundo o Inmetro. A fabricante divulga que o Kicks CVT pode atingir 100 km/h em 12 segundos, com velocidade máxima de 175 km/h.

Durante o nosso test-drive na pista de testes do Haras Tuiuti, no interior de São Paulo, comprovamos que o Kicks mantém as características ideais para um carro urbano. O balanço da carroceria faz o SUV pender para o lado oposto em curvas mais rápidas, mas graças à configuração de sua suspensão, o modelo é um dos melhores da categoria para enfrentar ruas esburacadas. 

Conclusão

O Kicks 2022 comprova que amadureceu desde seu lançamento no Brasil em 2016. Em breve, teremos o modelo em nossa garagem para avaliar como o novo SUV compacto se comporta no dia a dia contra os principais rivais. Até lá, vale uma visita à concessionária mais próxima para conhecer o modelo, principalmente se você for proprietário de um EcoSport.

Veja como ficaram os preços do Kicks 2022

1.6 Sense (manual) – R$ 90.390 1.6 Sense (CVT) – R$ 98.390 1.6 Advance (CVT) – R$ 106.390 1.6 Advance (CVT) Pack Premium – R$ 108.390 1.6 Exclusive (CVT) – R$ 116.390 1.6 Exclusive (CVT) Pack Tech – R$ 119.890



Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros

Google desenvolve recurso para otimizar Android Auto

Avatar

Publicado


source
Ainda não há data para o lançamento da atualização do Android Auto, mas a novidades está prestes a chegar
Divulgação

Ainda não há data para o lançamento da atualização do Android Auto, mas a novidades está prestes a chegar

A Google anuncia que está desenvolvendo novos recursos para otimizar o uso de celulares  conectados no sistema Android Auto . Segundo a desenvolvedora, a próxima atualização deverá resolver os problemas de compatibilidade de cabos conectados nas entradas USB dos veículos.

Um dos grandes impasses do sistema Android é que ele precisa ser otimizado para cada fabricante, de acordo com as especificações do aparelho. Logo, a Google precisa desenvolver a interface considerando que será utilizada pela Motorola , Samsung , Xiaomi e tantas outras marcas. O funcionamento do Android Auto deixa a desejar em algumas delas, justamente por conta da modularidade do sistema.

É normal que alguns aparelhos Android sejam desconectados automaticamente da central multimídia , mesmo que estejam plugados com os cabos originais. Em outros dispositivos, aplicativos podem apresentar erros. A Apple não tem o mesmo problema, pois desenvolveu o CarPlay de acordo com suas especificações próprias.

Veja Também  Renault comemora crescimento de serviço de carros por assinatura

A Google está desenvolvendo um painel de controle semelhante ao utilizado nos computadores e notebooks para a resolução de problemas. Dessa forma, se alguma aplicação não estiver funcionando corretamente, o usuário poderá solicitar a correção dos erros. 

Ainda não há data para o lançamento da atualização do Android Auto . Lançado em março de 2015, o recurso se encontra atualmente em sua versão 6.3.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Como levar carga extra no carro sem ser multado

Avatar

Publicado


source
Suporte de bicicletas pode exigir uso de régua de sinalização, com luzes e placa adicionais
Divulgação

Suporte de bicicletas pode exigir uso de régua de sinalização, com luzes e placa adicionais


Está com o carro cheio e vai utilizar um bagageiro externo ou levar as bicicletas das crianças em um suporte externo? Pois a legislação de trânsito  determina regras para o transporte de cargas do lado de fora dos carros de passeio e comerciais leves.


De acordo com a Resolução nº 349/2010 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), o uso do bagageiro de teto é permitido, mas desde que a carga transportada e do suporte não ultrapassem 50 cm de altura ou o comprimento e a largura máxima da parte superior do veículo. Mesmo o uso do porta-malas também tem regras, com a bagagem sendo limitada à altura da linha dos vidros para não obstruir a visibilidade do condutor.

Veja Também  Google desenvolve recurso para otimizar Android Auto

Nas caso das picapes , é permitido o transporte de cargas com a tampa da caçamba aberta, mas desde que o balanço traseiro (composto pela distância entre o centro do eixo traseiro e o final da carga excedente) não ultrapasse 60% do valor da distância entre os dois eixos do veículo.

Extensor de caçamba é opção dentro da lei para transportar cargas maiores em picapes
Divulgação

Extensor de caçamba é opção dentro da lei para transportar cargas maiores em picapes


Você viu?

A carga extra deve ser sinalizada com uma régua ou extensor de caçamba, equipado um sistema de sinalização luminosa e refletiva. No caso de a placa traseira ficar encoberta, será necessário a instalação de uma chapa adicional ao lado direito da traseira do veículo.

O transporte de bicicletas pode ser feito por meio de suportes específicos no teto (situação em que não se aplica a regra de altura máxima de 50 cm dos bagageiros) ou na traseira do automóvel.

Se o suporte encobrir a placa ou as luzes do veículo, vale a mesma regra das picapes para a instalação de um régua sinalizadora com placa e luzes adicionais.

Veja Também  Jeep Gladiator se prepara para a estreia na Argentina

Multas e punições

Levar carga de maneira irregular pode dar em multa de até R$ 293,47 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação
Divulgação

Levar carga de maneira irregular pode dar em multa de até R$ 293,47 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação


Vale destacar que rodar com a chapa de identificação encoberta é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 293,47, perda de sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e a apreensão do veículo.

A carga em condição irregular em carros de passeio é punida com multa de R$ 195,23 e perda de 5 pontos na habilitação. Já o transporte de carga fora das especificações da portaria em uma picape também é considerado uma punição grave. Nestes dois casos, o veículo fica retido até que seja resolvido o problema da bagagem fora dos padrões.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana