conecte-se conosco


Tecnologia

Instagram e Messenger tiveram problema para enviar mensagens nesta quinta-feira

Publicado

Tecnologia


source

Tecnoblog

Mensagens do Instagram ficam fora do ar nesta quinta-feira
Unsplash

Mensagens do Instagram ficam fora do ar nesta quinta-feira

O Facebook Messenger ficou fora do ar para usuários em diversos países nesta quinta-feira (25), e isso acabou afetando algumas contas do Instagram – já que ele está sendo integrado às DMs do Direct. Podia surgir a mensagem “Infelizmente ocorreu um erro, tente novamente” ou “Conectando…”. A falha foi resolvida.

Você viu?

Instagram Direct e Messenger fora do ar

No DownDetector, usuários do Messenger reclamaram que o serviço esteve fora do ar hoje tanto no desktop como no celular, exibindo o aviso “Sem conexão com a internet” mesmo se você estiver conectado.

“Estou tendo problemas para acessar o Messenger no celular e através do Facebook; aparece que está aguardando rede e não envia nem recebe mensagens”, diz um dos relatos. “Perde a conexão com o servidor toda hora”, afirma outro.

Isso acabou respingando no Instagram , porque o Facebook está integrando o Direct e o Messenger em uma mesma infraestrutura. Como o processo é gradual, nem todo mundo sofreu com esse problema.

Praticamente todos os comentários na página do DownDetector sobre o Instagram mencionam uma falha com as mensagens : não há como enviar DMs, ou a lista de conversas não atualiza de forma automática.

Em dezembro de 2020, ocorreu um erro semelhante: o Instagram não conseguia mandar mensagens e o Messenger dava erro. O WhatsApp , que opera em uma infraestrutura diferente, não foi afetado.

Veja Também  Cachorro-robô urina cerveja e anda conforme o ambiente; veja

Comentários Facebook

Tecnologia

Vírus brasileiro se disfarça em apps e rouba dados bancários; saiba se proteger

Avatar

Publicado


source
Vírus infecta celulares Android
iStock

Vírus infecta celulares Android



Um malware brasileiro está se espalhando entre usuários Android através de apps infectados disponíveis na Play Store . Chamado de Brata, ele permite que um malfeitor assuma o controle completo do smartphone da vítima e roube informações.

Segundo a McAfee, os apps maliciosos (OutProtect, PrivacyTitan, GreatVault, SecureShield e DefenseScreen) se apresentam como ferramentas de segurança e têm em média de mil a cinco mil instalações, mas alguns deles, como o DefenseScreen, chegam à marca de 10 mil instalações.

Descoberto pela Kaspersky em setembro de 2019, o Brata é uma ferramenta de acesso remoto (Remote Acess Tool, RAT) que permite a um criminoso roubar a senha de bloqueio do aparelho, capturar tudo o que acontece na tela, executar ações, desbloquear um aparelho, agendar o início de atividades, iniciar um keylogger (que registra tudo o que é digitado), injetar texto em apps de terceiros, ocultar chamadas e manipular a área de transferência (clipboard).

Originalmente, o malware visava apenas os usuários brasileiros. Mas com o tempo, seus operadores se diversificaram e adicionaram também suporte ao espanhol e inglês. Em qualquer idioma, o Brata vasculha o smartphone para determinar se tem algum dos apps “alvo” instalado, e mostra uma falsa tela de login deste app.

O alvo dos bandidos, claro, são credenciais bancárias , já que 65% das transações bancárias no Brasil são feitas através de smartphones. E uma vez que os criminosos têm seus dados, o prejuízo vem rápido.

Veja Também  Instagram ganha versão mais leve e sem anúncios no Brasil

Você viu?

“O criminoso brasileiro é muito imediatista, ele quer ter um ganho de forma rápida, é o que eles chamam de ‘correria’. Se eles pegam sua credencial agora, em menos de 30 minutos sua conta vai ser invadida ou seu cartão vai ser clonado, é super rápido. Eles têm essa agilidade porque sabem que as equipes anti-fraude também estão trabalhando, então querem aproveitar o momento”, diz Fabio Assolini, Pesquisador Sênior de Segurança na Kaspersky.

Mas não só as credenciais bancárias que são valiosas. Dados pessoais, como nomes completos, endereço, número de CPF, etc. podem ser usados para habilitar outros golpes no futuro.

Segundo Assolini “as informações pessoais do usuário vão apoiar a fraude financeira. Com o passar do tempo os bancos passaram a exigir alguns dados para confirmar operações e o criminoso se viu num mato sem cachorro. Então o que eles começaram a fazer? Investir esforços na obtenção de dados pessoais . Alguns criminosos viram oportunidade nisso e constroem sistemas gigantescos com um monte de bases de dados vazadas e vendem esses dados como um serviço para outros criminosos.”

Como se proteger do Brata

A McAfee recomenda que os usuários não confiem em um app só porque ele está na Play Store . E que desconfiem de mensagens dizendo que uma “atualização” de um app é necessária, já que no Android as atualizações são feitas automaticamente pela Play Store em segundo plano, sem intervenção manual do usuário.

Veja Também  Instagram é considerado a pior empresa do último mês pelo Reclame Aqui

Antes de instalar um app, leia sua descrição, o nome do desenvolvedor, a nota e as avaliações deixadas por outros usuários. Muitos desenvolvedores compram notas e avaliações numa tentativa de dar legitimidade a seus apps, mas ainda assim entre elas pode haver usuários reais dando um alerta de que se trata de um golpe.

Preste também atenção às permissões que um app pede quando instalado: elas devem ser condizentes com os recursos oferecidos pelo app. Não há motivo para um bloco de notas pedir permissão para gerenciar chamadas, ou um app de fotografia acessar suas mensagens. Isso pode ser sinal de más intenções.

Por fim, nunca clique em links desconhecidos enviados em mensagens ou e-mails. Esta é uma das principais formas que os malware têm para se espalhar: uma vez que um aparelho é infectado, uma mensagem com um link é enviada para todos os contatos, na esperança de que algum deles clique no link e infecte seu aparelho também.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Samsung promete lançar Galaxy mais poderoso do mundo neste mês; veja o vídeo

Avatar

Publicado


source
Samsung promete Galaxy mais poderoso
Divulgação/Samsung

Samsung promete Galaxy mais poderoso

Na noite desta terça-feira (13), a Samsung anunciou um novo evento Galaxy Unpacked que será realizado em 28 de abril. Na ocasião, será apresentado “o Galaxy mais poderoso”, como afirma a publicação. Um rápido teaser também foi divulgado, mostrando uma espécie de “cubo” com um lado emitindo luz, como numa espécie de tela.

Embora não existam detalhes adicionais sobre o produto, os eventos Galaxy Unpacked, em sua maioria, são voltados para smartphones . Ainda hoje, entretanto, os notebooks Galaxy Book Pro e Pro 360 tiveram uma certificação e imagens reais divulgadas. A julgar pelo tamanho da suposta tela mostrada no teaser, o lançamento dos portáteis na data anunciada também faz sentido – bem como de um possível celular dobrável .

De qualquer forma, o título “O Galaxy mais poderoso está chegando” deixa claro que se trata de um produto de ponta. De acordo com o ZDNet Korea , a Samsung ainda pretende lançar um notebook com o chip Exynos 2200, sucessor do Exynos 2100, chip do Galaxy S21 , no Unpacked 2021.

Veja Também  Cachorro-robô urina cerveja e anda conforme o ambiente; veja

Você viu?

Também vale considerar que o evento “PC Unpacked” havia sido mencionado em um suposto calendário de eventos da Samsung. Divulgado por Evan Blass, o documento cita a data original como 14/04. Caso esteja correto, em junho deverá acontecer o lançamento do Galaxy Tab S7 Lite ; em julho, o lançamento do Galaxy A22 5G ; e em agosto deverá acontecer um “FE Unpacked”, voltado para o Galaxy S21 FE .

O que esperar dos notebooks no Galaxy Unpacked?

São esperados dois notebooks: Galaxy Book Pro e Galaxy Book Pro 360 . Eles devem contar com teclado (com teclas numéricas) de ponta a ponta e telas de 13,3 e 15,6 polegadas. No segundo modelo, a tela poderá girar em 360º para que o dispositivo também possa ser usado como um tablet . Os rumores também apontam taxa de atualização de 90 Hz nas telas e suporte à S Pen .

Se os rumores se confirmarem, os novos Galaxy Book Pro devem trazer processadores Intel Core i3, i5 e i7, mas nenhuma variante com Exynos foi citada. Eles devem contar com GPU Intel Iris XE, RAM LPDDR4 e armazenamento em SSD . No modelo com tela maior, é esperada uma GPU Nvidia GeForce MX450.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana