conecte-se conosco


Cuiabá

Comitê garante diálogo sobre modal para evitar sobrecarga no trânsito a longo prazo

Publicado

Cuiabá


Luiz Alves

Clique para ampliar

Políticas públicas bem implementadas devem ser embasadas em dados técnicos, que além de aspectos econômicos, precisam avaliar o bem-estar e necessidades da população no presente e também no futuro. Em Cuiabá, a falta de transparência na apresentação das propostas do que seria o melhor modal de transporte público vem provocando embate entre Estado e município. Para o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, a capital jamais deveria ser tratada ‘apenas’ como mera expectadora sem direito a debater ou conhecer medidas que irão impactar na vida de mais de 600 mil pessoas.  Pinheiro defende o diálogo, por meio da criação de um Comitê, que tem a atribuição de garantir essa interlocução. Durante audiência pública na semana passada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Pinheiro lembrou que esse processo democrático, de ouvir os prefeitos das cidades envolvidas, foi o adotado, inclusive, na época em que o Governo do Estado optou pela implantação de um novo sistema de modal.

Na presidência do Comitê de Análise Técnica para Definição do Modal de Transporte Público da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, criado por Pinheiro no último dia 22 de janeiro via decreto municipal, está Juares Samaniego, secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Sustentável e atual presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso.

Veja Também  Cuiabá Prev reforça necessidade de realização de prova de vida e recadastramento bienal dos inativos

Com a publicação do decreto e o estabelecimento das Secretarias Municipais de Cuiabá como únicas instituições cativas do Comitê, levantou-se a dúvida se esta não seria uma forma do prefeito da capital, apesar de propor o diálogo, tomar a decisão do modal a ser implantado exclusivamente para si.

De acordo com Samaniego, o decreto apenas regulamenta a constituição técnica do Comitê e para além disso, serão convidadas instituições, como FIEMT, Sinduscom-MT, CREA_MT e CAU-MT para colaborar com o debate nas reuniões, que devem ser abertas para participação pública também.

“O comitê foi criado para dialogar sobre o melhor modal para Cuiabá e Várzea Grande. Então logicamente que o prefeito Emanuel Pinheiro vai ouvir a sociedade e as instituições. Assim como vai ouvir Várzea Grande e o Governo do Estado. O que acontece é que, o prefeito não pode convocar servidores de outras instituições para compor o Comitê, mas eles serão convidados e também podem solicitar a participação”, ressaltou.

Levando em consideração a projeção do crescimento populacional nos últimos 10 anos, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), percebe-se um aumento de 67 mil pessoas no montante populacional de Cuiabá entre 2010 e 2020. De outra perspectiva, o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), aponta um incremento de 6.922 automóveis nas ruas da capital de janeiro de 2019 a janeiro de 2020. “Sempre vou defender o diálogo, que todos os segmentos sejam ouvidos, esta é a conduta da minha gestão”, pontuou o prefeito de Cuiabá.

Veja Também  Cuiabá recebe Coronavac apenas para lactantes e segunda dose dos atrasados; sem imunizantes, capital não poderá vacinar demais grupos a partir desta quarta (22)

Os números serão utilizados como base para uma projeção a longo prazo do desenvolvimento populacional da capital, para então mensurar qual seria a necessidade do transporte público de Cuiabá nos próximos 20 anos, por exemplo, e a partir daí, dialogar sobre o modal que melhor atenda essa expectativa de crescimento.

Comentários Facebook

Cuiabá

Motoristas do transporte coletivo rodoviário e urbano começam a ser vacinados contra a Influenza

Publicado


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A campanha de vacinação contra a Influenza foi liberada para mais um grupo prioritário nesta terça-feira (22). A partir de agora, os motoristas, cobradores e auxiliares do transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso já podem procurar as unidades básicas de saúde do município para receber a dose da vacina da gripe.

Mesmo com a abertura do novo grupo prioritário, continuam sendo imunizadas pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, idosos, professores e caminhoneiros.

O coordenador de Programas Estratégicos da Secretaria Municipal de Saúde, Wellington Assunção Ferreira faz um alerta sobre a importância de se vacinar contra a gripe, uma vez que a procura nos postos de saúde está baixa. “Devido à pandemia, grande parte da população só está preocupada em ser vacinada contra o coronavírus, mas as pessoas precisam entender que o vírus da gripe também é perigoso e pode levar ao óbito. Pedimos às pessoas que fazem parte dos grupos contemplados que procurem uma unidade básica de saúde e se vacinem contra a gripe”, disse o coordenador. A vacina protege contra a Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

Veja Também  Com tutorias disponíveis de segunda a sexta, Prefeitura inicia aulas do Enem Digital

Todos os postos e centros de saúde estão realização a vacinação contra a gripe, com exceção das seguintes unidades: PSF Osmar Cabral / Liberdade, PSF Nova Esperança, PSF Pedra 90 lll e lV e PSF São Gonçalo, na região Sul; PSF Novo Horizonte e CS Ana Poupina, na região Leste; PSF Santa Amália /Jd. Araçá, PSF Santa Isabel I e II e PSF Santa Isabel III, na região Oeste.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Prefeito defende que preferência da população sobre modal de transporte seja respeitada

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

O prefeito Emanuel Pinheiro voltou a defender a autonomia da população, usuária do transporte coletivo, para que possa ter o direito de escolher qual o melhor modal, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ou o Ônibus de Trânsito Rápido (BRT). Segundo o chefe do executivo municipal, a preferência do gestor pode não definir o que é melhor para a população e, daí a importância de realizar um plebiscito para a consulta.

A proposta de convocar a população às urnas para decidir sobre o melhor modal de transporte para a capital e a cidade vizinha Várzea Grande, foi apresentada pelo deputado Federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho), em audiência pública em fevereiro, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). No último dia 18, o  Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) instaurou um processo para analisar o pedido de plebiscito sobre a escolha entre o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e o Ônibus de Trânsito Rápido (BRT). Em 25 de maio, a Câmara de Cuiabá aprovou a realização com 17 votos favoráveis e três contrários.

“Desde quando era deputado, eu defendi o VLT por considerar mais moderno. Mas agora, como gestor de Cuiabá, eu avalio como primordial ouvir a opinião da população. Se após, a realização do plebiscito ficar definido a preferência pelo BRT, então eu ficarei satisfeito também”, ressaltou Pinheiro.

Veja Também  Prefeito Emanuel Pinheiro pede apuração na Corregedoria da Polícia do uso político da Deccor

O prefeito também elogiou a postura do presidente do Tribunal Regional Eleitora (TRE), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, em assinalar positivamente para a consulta pública. “O presidente do TRE é um democrata por natureza, o homem da lei. Com isso, quem ganha é o povo de Cuiabá”, frisou Pinheiro.

O prazo para a realização do plebiscito é de 90 dias, a partir da aprovação da Câmara de Vereadores e realização da comunicação ao TRE. Ainda não há uma data prevista para quando o legislativo municipal vai colocar o tema em pauta.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana