conecte-se conosco


Saúde

São Paulo promete entregar 40 milhões de doses da CoronaVac até abril

Publicado

Saúde


source
Butantan promete entrega de 40 mil doses até abril
Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Butantan promete entrega de 40 mil doses até abril

O governador João Doria reforçou, na manhã desta terça-feira (26), a expectativa de que o Instituto Butantan produza 40 milhões de doses da vacina CoronaVac até abril. A afirmação foi feita após a confirmação do envio de 4,5 mil litros de insumos que deverão chegar ao Brasil no dia 3 de fevereiro.

“Na sequência, após os 4,5 mil litros iniciais, há outro volume de 5,6 mil litros que está processo avançado de liberação, totalizando 11 mil litros, para a produção de vacinas”, frisou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. Segundo ele, a chegada de 5,4 mil litros de insumos vai originar 8,6 milhões de doses até 20 dias depois que se cumprir o ciclo de controle de qualidade.

Covas aina lembrou que as doses já produzidas com os insumos recebidos anteriormente começarão a ser liberados diariamente ao Ministério da Saúde a partir de sexta-feira, 29.

Com os dois lotes, o diretor afirma que o Butantan voltará ao esquema inicial de entregas ao Ministério da Saúde, com expectativa dos 40 milhões de doses até abril, com possibilidade de fornecer ainda outras 54 milhões de doses. O Butantan, porém, reforçou a urgência com que o Ministério da Saúde deve sinalizar o interesse ou não de aumentar o lote.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Planejamento sofre mudança e Brasil terá 6 milhões de doses a menos em março

Avatar

Publicado


source
Agora, serão 38 milhões de doses para o mês de março
Reprodução: BBC News Brasil

Agora, serão 38 milhões de doses para o mês de março


Um novo cronograma para entrega de vacinas contra a covid-19 divulgado pelo Ministério da Saúde , nesta quarta-feira (4), apresentou mudanças. Antes, a previsão era que a pasta entregasse 46 milhões de doses de imunizantes em março, mas agora, a pasta só terá 38 milhões, o que representa uma redução de 6 milhões de doses. 


Segundo a pasta, quatro milhões de doses da Astrazeneca que seriam importadas da Índia não devem chegar a tempo e a Fundação Oswaldo Cruz ( Fiocruz ), que produz a vacina no Brasil, recebeu insumos da China atrasados. O Ministério esperava ainda 400 mil doses da Sputinik V , mas estas só devem chegar em abril.

Veja Também  Justiça de Santa Catarina nega pedido de leito para paciente com Covid-19
Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Fiocruz detecta variantes do coronavírus em três regiões do país

Avatar

Publicado


Variantes do coronavírus Sars-CoV-2 foram detectadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) como prevalentes em três regiões do país. Por meio de testagens com o novo protocolo de RT-PCR, desenvolvido pela Fiocruz Amazônia, foi descoberto que em 10 estados das regiões Sul, Sudeste e Nordeste a predominância é das variantes conhecidas, que podem ser a P1, identificada inicialmente no Amazonas, B.1.1.7, no Reino Unido, e B.1.351, na África do Sul.

Essas variantes são potencialmente mais transmissíveis e podem estar relacionadas aos aumentos vertiginosos de novos casos nos estados que fizeram parte da pesquisa da Fiocruz. “Dos oito estados avaliados neste recorte apenas dois não tiveram prevalência da mutação associada às variantes de preocupação superior a 50 %: caso de Minas Gerais, com 30,3% das amostras testadas como positivo para a mutação e, Alagoas, com 42,6%. Nos demais estados, mais de 50% das amostras foram identificadas com a mutação associada às ‘variantes de preocupação’”, informou a Fiocruz em comunicado técnico divulgado nesta quinta-feira (4) .

Veja Também  Ministro da Saúde avalia reabrir hospitais de campanha na região Sul do país

De acordo com a Fiocruz, a alta circulação de pessoas e o aumento da propagação do vírus Sars-CoV-2 tem favorecido o surgimento de ‘variantes de preocupação’ no Brasil, como é o caso da variante P1, identificada no Amazonas. O comunicado alerta para um cenário preocupante que alia o perfil potencialmente mais transmissível dessas variantes à ausência de medidas que possam ajudar a conter a propagação e circulação do vírus.

O comunicado destaca ainda como fundamental a adoção das medidas que possam reduzir a velocidade da propagação e o crescimento do número de casos, como a restrição da circulação e das atividades não essenciais e a implementação imediata de planos e campanhas de comunicação, o fortalecimento do sistema de saúde, e a necessidade de constituição de um pacto nacional para o enfrentamento da pandemia no país.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana