conecte-se conosco


Nacional

Pazuello sairá do Ministério da Saúde antes do fim do inquérito, avalia STF

Publicado

Nacional


source
Ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello
Carolina Antunes/PR

Ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello

O Supremo Tribunal Federal (STF) avalia que o inquérito aberto para investigar as ações do general Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde acabará com sua responsabilização criminal. Segundo a corte, o ministro deve ser afastado antes mesmo do término do inquérito. 

Segundo apuração da CNN Brasil, Pazuello deve deixar o carco para que o governo consiga amenizar o desgaste da investigação.

Assim, o general da ativa teria o mesmo destino que o ministro da Educação Abraham Weintraub, que deixou o Ministério da Educação no ano passado após conflito com o STF.

Você viu?

Na Corte, o que se fala é que a tendência é a de que Pazuello seja incluído no que se chama no universo jurídico de “dolo eventual”, isto é, quando o agente não tem interesse em produzir dano, mas com suas ações ele assume um risco.

Veja Também  Governo pune professores após criticarem Bolsonaro em live de universidade

Consta no inquérito do Supremo, por exemplo, documentos que mostram que o Ministério da Saúde foi avisado com antecedência da falta de oxigênio em Manaus. Pelo menos 50 pessoas morreram pela falta do insumo.

Comentários Facebook

Nacional

Homem vence luta com leopardo para salvar sua família; imagens são fortes

Avatar

Publicado


source
Homem sai ferido, mas consegue matar leopardo para salvar sua família
Reprodução

Homem sai ferido, mas consegue matar leopardo para salvar sua família

Um homem entrou em luta contra um leopardo após o animal atacar a sua família no vilarejo de Bendekere (Índia) e saiu vencedor. Assista ao vídeo abaixo.

Rajagopal Naik chegou em casa de moto quando viu o leopardo sair de uma mata e partir na direção dos seus familiares. O indiano largou o veículo e correu na direção do felino, contou o site “India.com”.

O leopardo chegou a morder uma das pernas do filho de Rajagopal, mas, quando se aproximava da esposa dele, o indiano interveio a tempo.

No meio do confronto, Rajagopal agarrou o pescoço do leopardo com bastante força e o animal acabou morrendo sufocado.

O indiano sofreu vários ferimentos no rosto e na cabeça durante a luta. Uma multidão se reuniu ao redor dele enquanto ele se sentava, bem debilitado, ao lado do corpo do leopardo. Assista:

A cena viralizou nas redes sociais, onde Rajagopal foi saudado como “herói de cinema”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Censurado por criticar Bolsonaro, ex-reitor já teve pesquisa boicotada; entenda

Avatar

Publicado


source
 Pedro Rodrigues Curi Hallal, ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
Reprodução

Pedro Rodrigues Curi Hallal, ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

O ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pedro Rodrigues Curi Hallal, que sofreu censura após criticar o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante uma lime transmitidas pelas redes sociais da Universidade em janeiro , já havia sido atacado pelo presidente da República e aliados. Professor também teve sua pesquisa boicotada pelo governo.

O professor teve de assinar um termo de ajustamento de conduta (TAC) esta semana pelas críticas feitas à gestão do governo federal durante a pandemia.

O embate com Bolsonaro vem de algum tempo. Em janeiro, Pedro Hallal, epidemiologista covid-19 no país, a  Epicovid, foi impedido de falar durante uma entrevista à rádio Guaíba .

À época, Hallal foi questionado pelo apresentador sobre como contraiu Covid-19. Quando ia responder, seu microfone foi cortado, e quem respondeu foi o deputado bolsonarista Bibo Nunes (PSL-RS): “se ele não conseguiu salvar ele, vai conseguir salvar quem?”.

Bibo, aliás, é o responsável pelo processo junto à Controladoria-Geral da União (CGU) que culminou no TAC.

Veja Também  Dois homens assaltam uma unidade de saúde em Manaus

Você viu?

No dia 14 de janeiro, Jair Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais um vídeo editado da entrevista, que tirava o conteúdo de contexto. “Reitor da Universidade de Pelotas. Simplesmente assista”, disse o presidente.

“[Foi] um ataque orquestrado à minha pessoa por um deputado e pelos jornalistas. O deputado falou antes, durante e depois da minha participação. Fui interrompido em minha fala inúmeras vezes. Um exemplo de como não fazer jornalismo isento”, disse o professor ao  Congresso em Foco.

Pesquisa boicotada

Pedro Hallal diz, ainda, que a Epicovid, pesquisa que tinha como objetivo estimar quantos brasileiros já foram infectados pelo novo coronavírus, auxiliando no planejamento do combate à doença, sofreu com o corte do governo federal e censura de dados sobre os indígenas. 

Veja Também  Governador de Minas Gerais anuncia lockdown em duas regiões; veja quais

“Conseguimos financiamento com o Todos Pela Saúde e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O Epicovid nunca parou, só mudou a fonte de financiamento”, diz o professor. 

O professor também alega ter sofrido ameaçar de bolsonaristas, que estão sendo investigadas pela Polícia Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana