conecte-se conosco


Nacional

“Desaparecimento” de delação pode suspender processo contra Witzel; entenda

Publicado

Nacional


source
Wilson Witzel (PSC), governador afastado do Rio de Janeiro
Governo do estado do Rio de Janeiro/Divulgação

Wilson Witzel (PSC), governador afastado do Rio de Janeiro

Por alegar que trecho de 24 minutos da delação premiada do ex-secretário de saúde Edmar Santos tenha desaparecido, a defesa do governador afastado do Rio, Wilson Witzel (PSC) , pede que seja suspenso o processo no Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o acusa de corrupção. De acordo com os advogados de Witzel, a declaração de Edmar Santos seria a principal prova contra ele. Por isso, tentam anular a acusação do suposto caixa único da propina, frisando não haver outras evidências.

Segundo o portal G1, o vídeo da  delação narra o esquema “capitaneado pelo grupo do Pastor Everaldo “, presidente do PSC, que também foi preso na operação. Witzel teria recebido, por meio do escritório de advocacia da esposa Helena Witzel, R$ 554,2 mil em propina.

Diante da demanda feita pela defesa de Witzel , o STJ solicitou que o Ministério Público Federal, autor da ação, se manifeste.

O afastamento do governador por 180 dias ocorreu em 28 de agosto de 2020 por determinação do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. A investigação contra ele foi aberta com base nas informações passadas por Edmar Santos no acordo de delação com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Você viu?

A medida ocorreu ao mesmo tempo em que a PGR , em parceria com a Polícia Federal (PF), cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão contra agentes públicos, políticos e empresários envolvidos, segundo a acusação, em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro do grupo supostamente liderado por Witzel .

A delação corroborou provas obtidas nas operações Placebo e Favorito, realizadas em maio e junho do ano passado, que revelaram esquemas de corrupção envolvendo pagamento às Organizações Sociais na área da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. As fraudes incluem desde compras de respiradores com sobrepreço ou inadequados para o tratamento da Covid-19, superfaturamento em contratos de oito hospitais de campanha e indícios de direcionamento de contratos.

Veja Também  Sol e poucas nuvens nesta quarta em São Paulo

Comentários Facebook

Nacional

Homem é morto com tiro e filho de 17 anos é suspeito do crime

Avatar

Publicado


source
Homem é morto com tiro e filho de 17 anos é suspeito do crime
Polícia Civil de Mato Grosso/Divulgação

Homem é morto com tiro e filho de 17 anos é suspeito do crime

Um homem chamado Clóvis Rodrigues dos Santos, de 50 anos, foi morto, na noite desta última segunda-feira (1), na cidade de Caxias, no Maranhão, com um tiro de arma de fogo. Segundo a polícia, o principal suspeito do crime é o seu próprio filho, um adolescente de apenas 17 anos, que está foragido.

Segundo investigações, o crime aconteceu por volta das 18h30, após a vítima ter tido um desentendimento com o adolescente, que não teve a sua identidade revelada. O motivo da discussão teria sido o sumiço da arma de fogo da vítima. Após a briga com o filho, o adolescente disparou contra o pai que morreu logo após ser atingido na cabeça.

Depois do crime, o adolescente fugiu. A polícia descarta um tiro acidental, já que a arma desapareceu logo após a fuga do adolescente, que ainda não foi encontrado pelos policiais.

Um boletim de ocorrência foi registrado pela mãe do suspeito. Agora, a polícia vai seguir as investigações para descobrir o paradeiro do suspeito do crime.

Você viu?

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

MP que autoriza adesão do Brasil a consórcio de vacinas é aprovada na Câmara

Avatar

Publicado


source
Deputados realizaram votação da MP nesta terça-feira
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Deputados realizaram votação da MP nesta terça-feira

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (2) a Medida Provisória 1.004/20, que abre crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões para a participação do Brasil no consórcio internacional de vacinas Covax Facility , conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades. A matéria perde a vigência à meia-noite de quarta-feira (3) e deve ser votada ainda pelo Senado.

Pelo Covax, a estimativa é que o Brasil receba 10,6 milhões de doses de vacina até o final do primeiro semestre deste ano. A adesão do país ao Covax Facility foi viabilizada com a sanção da Lei 14.121/21, ocorrida na noite de ontem pelo presidente Jair Bolsonaro .

Para o relator da MP , deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), o crédito extraordinário é “ necessário para assegurar o acesso do Brasil a mais vacinas contra a Covid-19 “.

Você viu?

Segundo relatório da Consultoria de Orçamento da Câmara , do crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões, 830,8 milhões foram executados até 24 de fevereiro para o pagamento inicial exigido pelo Covax (R$ 711,6 milhões) e a garantia de compartilhamento de riscos (R$ 91,8 milhões). O R$ 1,68  bilhão restante será usado para pagar as vacinas destinadas ao Brasil.

Veja Também  Pfizer é pressionada a vender vacinas a estados e municípios; entenda

O Covax é o programa apoiado pela Organização Mundial da Saúde ( OMS ) para providenciar vacinas para países pobres e de renda média e começou a distribuição na semana passada em Gana e na Costa do Marfim. A iniciativa pretende garantir uma produção mínima de cerca de 1 bilhão de doses em 2021, com possibilidade de mais 1 bilhão de doses, a serem distribuídas a países com renda per capita baixa ou média.

Além dos acordos com várias farmacêuticas – Pfizer, Novavax, Johnson & Johnson, AstraZenca, entre outras – o consórcio tem aporte financeiro de países ricos. Recentemente, líderes do G7, que reúne as sete maiores economias do mundo, anunciaram que vão dobrar seu apoio coletivo à vacinação anticovid, com US$ 7,5 bilhões (R$ 40,8 bilhões) adicionais.

Veja Também  Hospital no RS aluga contêiner para colocar vítimas de Covid-19

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana