conecte-se conosco


Saúde

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas

Publicado

Saúde


O Brasil teve o registro de 61.963 infectados e 1.214 mortes por covid-19 em 24 horas. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta terça-feira (26).

Situação epidemiológica no Brasil.Situação epidemiológica no Brasil.

Situação epidemiológica no Brasil. – Divulgação/Ministério da Saúde

Com estes óbitos, o total de número de pessoas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus subiu para 218.878. Ainda há 2.847 falecimentos em investigação por equipes de saúde.

O número de casos acumulados atingiu 8.933.356. 

Ainda há 915.823 pessoas com casos ativos em acompanhamento por profissionais de saúde. Outras 7.798.655 pessoas já se recuperaram da doença.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao Ministério da Saúde.

Estados

Na lista de estados com mais mortes, São Paulo ocupa a primeira posição (51.838), seguido por Rio de Janeiro (29.043), Minas Gerais (14.328), Ceará (10.363) e Pernambuco (10.222). As Unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (835), Acre (856), Amapá (1.036), Tocantins (1.353) e Rondônia (2.149).

Em número de casos, São Paulo também lidera (1,71 milhão), seguido por Minas Gerais (699,2 mil), Bahia (570 mil), Santa Catarina (564 mil) e Rio Grande do Sul (532,9 mil).

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Veja Também  ‘Me sinto na fase mais difícil de uma guerra’, diz enfermeira de hospital lotado

Saúde

Rio anuncia vacinação de pessoas com 79 anos na próxima semana

Avatar

Publicado


O município do Rio de Janeiro vacinará pessoas com 79 anos ou mais na próxima semana contra a covid-19. O anúncio foi feito na manhã de hoje (27) pelo prefeito Eduardo Paes, em seu perfil no Twitter. Segundo o calendário anunciado pelo prefeito, os postos de saúde aplicarão a vacina entre a segunda (1º) e a quarta-feira (3).

Na segunda-feira, os postos de saúde e clínicas da família funcionarão de meio-dia às 17h. Na terça e quarta, o horário será das 8h às 17h. As vacinas também poderão ser aplicadas no Planetário da Gávea, no Museu da República (no Catete), no Tijuca Tênis Clube e na Igreja Nossa Senhora do Rosário, no Leme.

Também poderão se vacinar, na terça e quarta-feira, os profissionais de saúde com mais de 60 anos que ainda não tenham se vacinado.

Veja Também  DF decreta lockdown total a partir deste domingo

Vacinação hoje

A prefeitura do Rio começou a vacinar a população em geral no início de fevereiro, de forma escalonada, de acordo com a idade. Hoje, por exemplo, estão sendo vacinados os idosos com 80 anos e aqueles com mais de 80 anos que ainda não haviam sido vacinados.

O prefeito participou hoje de um evento no Parque Madureira que contou com a vacinação de Tia Surica, um ícone da escola de samba Portela. “Que bom que chegou o dia dela [Tia Surica]. Tomara que chegue o dia de todos nós, mas principalmente das pessoas mais velhas”, disse Paes.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Agência dos EUA aprova uso de vacina da Johnson & Johnson, eficaz com uma dose

Avatar

Publicado


source

Olhar Digital

Vacina da Johnson & Johnson
Foto: Reprodução/Facebook J&J

Vacina da Johnson & Johnson

Em breve, os Estados Unidos terão mais uma vacina contra Covid-19. Nesta sexta-feira (26), o comitê responsável pelas vacinas da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) do país aprovou por unanimidade o imunizante da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, que receberá a aprovação de uso emergencial no país.  

Nesta semana, a FDA já havia apresentado um parecer positivo sobre a vacina, mas com a votação do comitê, não há mais barreiras para a distribuição em massa. A agência já comunicou tanto a empresa quanto membros do governo responsáveis pela campanha de vacinação, e a autorização pode sair já neste sábado (27).

O documento publicado pela FDA confirma que a vacina da Johnson & Johnson demonstrou 66,9% de eficácia na proteção contra casos de nível moderado a grave em 14 dias após a aplicação e 66,1% após 28 dias.

A proteção contra casos graves conferida pela vacina foi de 85,4% no geral. Analisando diferentes faixas etárias, foi possível perceber que a eficácia neste caso foi maior entre os adultos mais jovens (18 a 59 anos), com 91,7% de redução de riscos. Já entre quem tem 60 anos ou mais, a eficácia foi de 70,3%, mas o baixo número de casos acumulados nesta população traz incerteza sobre esse percentual.

Veja Também  Agência dos EUA aprova uso de vacina da Johnson & Johnson, eficaz com uma dose

Você viu?

A vacina da Janssen pode ter um impacto forte na campanha de imunização no país, que tem vacinado a população em ritmo acelerado. O fato de ser a única comprovadamente eficaz com apenas uma dose permitiria ampliar mais rapidamente a cobertura vacinal. O contrato assinado com a empresa garante o fornecimento de 100 milhões de doses aos Estados Unidos, com opção de aquisição de mais 200 milhões.

O país também tem usado em grande escala as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, que se demonstraram amplamente eficazes em estudos clínicos, mas foram testadas apenas em um regime de duas doses.

A permissão também poderia ser um bom sinal para o Brasil, onde a vacina da Johnson & Johnson foi testada, então a Anvisa já tem boa parte dos documentos necessários para realizar a análise e a aprovação. O imunizante está na lista das negociações em potencial do Ministério da Saúde, mas até o momento não há indicação de que a assinatura do contrato de fornecimento está próxima.

Veja Também  Covid-19: Fiocruz aguarda neste sábado insumo para 12 milhões de doses
Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana