conecte-se conosco


Cuiabá

Residencial Avelino Lima Barros ganha novo espaço de lazer e prefeito destaca meta de levar qualidade de vida a todos

Publicado

Cuiabá


Davi Valle

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, entregou na sexta-feira (22) mais um espaço de lazer na Capital. O bairro contemplado, desta vez, foi Residencial Avelino Lima Barros, com a praça “ACSA Vitória do Espírito Santo Rodrigues”. Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), não houve solenidade de inauguração.

O espaço conta com uma academia ao ar livre, playground, iluminação de LED, pista de caminhada, bancos e lixeiras, jardinagem, paisagismo e uma quadra poliesportiva. 

“Estamos valorizando a vida de quem mora na comunidade e merece essa praça para dar qualidade de vida a todos. É dessa forma que iniciamos mais uma gestão, levando as ações da Prefeitura para mais próximo das pessoas”, cita o gestor, destacando que a gestão continuará atuando dos bairros para o centro. 

O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb), Vanderlúcio Rodrigues, reforçou que, para os próximos 4 anos, a gestão irá entregar cerca de 150 áreas de lazer e já no prazo de 90 dias, serão entregues mais 22 praças. “Uma das minhas missões é continuar os trabalhos de execução desses espaços, para que a população tenha acesso a um espaço humanizado, com área de lazer, quadra de esporte, parques e academia ao ar livre”, disse Varderlúcio. 

Veja Também  Pinheiro reforça diálogo e limite para adotar medidas sem sufocar setores e causar desesperança aos trabalhadores

O vice-prefeito José Roberto Stopa, que atuou na Pasta de Serviços Urbanos, ressaltou que uma das marcas do prefeito Emanuel Pinheiro é a democratização das áreas de lazer que, antes, estavam somente na região central. “Esses espaços de lazer transformam a vida das pessoas. Acredito que o Vanderlúcio irá continuar esse belíssimo projeto”, destacou.

O presidente da Associação de Moradores do Avelino Lima Barros, Jovaldo Facincane da Silva, comentou que o diferencial da praça é a preservação das árvores frutíferas e nativas. Ele lembrou ainda que a área deixou o bairro com uma nova “cara”. 

“Além de trazer uma bela paisagem para o nosso bairro, essa praça trouxe alegria para a criançada, idosos e a todos os moradores. Era um matagal e que trazia medo e insegurança para os moradores. Hoje, alguns aqui até começaram uma nova vida, com vendas de açaí e cachorro quente para ter uma renda extra”, conta. 

 

Comentários Facebook

Cuiabá

“Esse recurso não é por mim, mas sim pelo setor produtivo e pelos trabalhadores”, diz Emanuel ao explicar que vai ao STF

Avatar

Publicado


Fernanda Camargos

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, vai recorrer da decisão em caráter liminar proferida na tarde de hoje (3), pelo desembargador do Tribunal de Justiça, Orlando Perri. O anúncio foi feito em  transmissão ao vivo, direto de Brasília, onde cumpre agenda oficial. Emanuel já determinou à Procuradoria Geral do Município (PGM) a interposição de recurso.

A decisão judicial, que atende ao pleito do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, obriga o Município a adotar as medidas previstas pelo decreto estadual 7.836/2021, desconsiderando a normativa estabelecida no decreto 8.340/2021, anunciado na tarde de terça-feira (2) pelo chefe do Executivo municipal.

“Ainda nesta noite a Procuradoria Geral do Município vai entrar com recurso no Supremo Tribunal Federal para tentar reformar a decisão do ilustríssimo desembargador Orlando Perri. Esse recurso não é por mim, mas sim pelo setor produtivo e pelos trabalhadores. Se eu ficar dois ou três meses, meu salário vai estar na conta, assim como o do governador do Estado. Então, precisamos pensar em quem não vai dar conta de continuar pagando esse preço”, comentou.

Veja Também  NOTA À IMPRENSA - Decisão judicial

Pinheiro reforçou que a característica da gestão do Município é de manter o diálogo com os mais distintos segmentos da sociedade, garantindo a participação de todos antes das tomadas de decisões. Segundo ele, somente respeitando o setor produtivo, os trabalhadores e chamando a responsabilidade para todos é que a guerra contra a Covid-19 será vencida.

“O desemprego ronda a vida dos trabalhadores. E as medidas do Estado foram tomadas sem planejamento e sem diálogo respeitoso com quem gera emprego e renda. Todos sabem que vivemos um novo normal, em que cada um deve dar sua contribuição. O sucesso no combate depende do comportamento de cada um de nós. Restrição de horários sem estudo técnico, sem ouvir ninguém, vai gerar mais aglomerações”, argumenta.

O prefeito citou ainda a declaração do presidente da Câmara Dirigente Lojista (CDL), o empresário Célio Fernandes, que afirma que o decreto do Governo do Estado “irá falir empresas que estavam lutando contra dificuldades por conta da pandemia”.

“Os micro e pequenos empresários estão falindo. A pandemia não tem data para acabar e um setor que emprega tanta gente já está no limite, não aguenta mais. Meu compromisso é errar menos e acertar mais. Por isso, é preciso ter essa preocupação de dialogar. Os trabalhadores querem ver no líder maior uma postura de acolhimento, sensibilidade e solidariedade”, pontuou.

Veja Também  "Esse recurso não é por mim, mas sim pelo setor produtivo e pelos trabalhadores", diz Emanuel ao explicar que vai ao STF

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

NOTA À IMPRENSA – Decisão judicial

Avatar

Publicado


Davi Valle

Clique para ampliar

A Prefeitura Municipal de Cuiabá informa que irá cumprir as medidas determinadas em caráter liminar pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Orlando Perri, na tarde de hoje, 3. A decisão suspende, por ora, os efeitos dos artigos 1º, 2º, § 3º, 5º, 7º, caput, e § 1º, 8º, 14 e 16, do Decreto Municipal n. 8.340, de 2/3/2021, prevalecendo em todo o Estado de Mato Grosso, inclusive, no município de Cuiabá, as medidas impostas nos artigos 1º, 2º e 3º, do Decreto Estadual n. 836, de 1º/3/2021. A decisão foi proferida na tarde de hoje (3), em face de solicitação do Ministério Público de Mato Grosso versando sobre as medidas emergenciais adotadas na tentativa de mitigar os efeitos da pandemia causado pelo coronavírus. 

Comentários Facebook
Veja Também  Pinheiro reforça diálogo e limite para adotar medidas sem sufocar setores e causar desesperança aos trabalhadores
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana