conecte-se conosco


Nacional

‘Não acredito que o Enem irá piorar a pandemia’, diz Ministro da Educação

Publicado

Nacional


source
enem
Reprodução/Internet

‘Não acredito que o Enem irá piorar a pandemia’, diz Ministro da Educação

Em Curitiba desde o final da manhã para acompanhar as medidas sanitárias aplicadas nas salas de aula para a aplicação do Enem, o ministro da educação, Milton Ribeiro, declarou que “não acredita” que a realização do Enem irá piorar a pandemia de coronavírus em curso no Brasil.

“A gente não sabe o futuro, mas não acredito que irá piorar. Não só o Enem [pode piorar a pandemia]. Você andou de avião esses dias? Existe toda uma regra, mas você senta ao lado da pessoa no embarque. O que pensamos é que os cuidados estão sendo tomados. Os portões foram abertos meia hora mais cedo para evitar aglomeração, e não podíamos dispensar o Enem de novo, porque os alunos mais pobres é os que seriam mais prejudicados”, declarou o ministro.

Ribeiro usou como argumento a lei 12.711/2012, que reserva 50% das vagas em universidades públicas para alunos oriundos de escolas públicas, e que isso compensaria eventuais problemas de estudantes que tiveram dificuldades em acompanhar aulas remotamente em 2020.

Veja Também  Rio Acre registra nova alta e situação de calamidade se intensifica na região

Você viu?

Cinco mil alunos já declararam falta por sintomas da Covid, segundo ministro

Sobre o adiamento da prova no estado do Amazonas, Ribeiro falou que “por ordem expressa do presidente Jair Bolsonaro, e sensíveis ao que acontece no Amazonas, nós transferimos as provas para os dias 23 e 24 de fevereiro”. Nesta data, o exame também será aplicado para pessoas privadas de liberdade e para alunos que argumentaram estarem infectados ou com sintomas da Covid-19 neste momento. De acordo com o ministro, 5 mil estudantes fizeram esse pedido.

Ribeiro segue para o Palácio Iguaçu, sede do governo estadual, e almoça com o governador Carlos Massa Ratinho Júnior (PSD), o vice-governador, Darci Pianna, e o secretário estadual de educação, Renato Feder. Depois segue para Goiânia acompanhar o encerramento das provas. À noite, o ministro concede uma coletiva de imprensa em Brasília com um balanço do Enem.

Veja Também  Fachin ordena que Justiça analise recurso de Lula contra Lava Jato

Comentários Facebook

Nacional

Governador do DF anuncia lockdown no estado a partir de segunda-feira (1º)

Avatar

Publicado


source
Ibaneis Rocha, governador do DF, que terá lockdown a partir do dia 1º de março
Reprodução

Ibaneis Rocha, governador do DF, que terá lockdown a partir do dia 1º de março

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciou nesta quinta-feira (25) que vai decretar lockdown a partir de segunda-feira (1°) para conter o avanço da Covid-19. As informações são do Metrópoles.

“Vamos fechar tudo, exceto serviços essenciais, das 20h às 5h”, disse.

“Estamos com 92% de UTIs ocupadas e vamos tomar as providências aos poucos, na medida do que for necessário. Por enquanto, essas são as providências urgentes”, afirmou o governador.

O Distrito Federal tem, até o momento, 4.791 mortes por Covid-19. São 292.714 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

Em atualização, aguarde novas informações

Comentários Facebook
Veja Também  Rio Acre registra nova alta e situação de calamidade se intensifica na região
Continue lendo

Nacional

PGR pede arquivamento de investigação contra Rodrigo Maia e seu pai na Lava Jato

Avatar

Publicado


source
Rodrigo Maia (DEM-RJ) e seu pai, Cesar Maia (DEM), foram investigados pela Polícia Federal em agosto do ano passado
Agência Brasil

Rodrigo Maia (DEM-RJ) e seu pai, Cesar Maia (DEM), foram investigados pela Polícia Federal em agosto do ano passado

A PGR (Procuradoria Geral da República) enviou uma manifestação ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo o arquivamento de uma investigação sobre supostos pagamentos da Odebrecht ao deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) e a seu pai, o vereador Cesar Maia (DEM-RJ).

O caso diz respeito a uma investigação concluída no dia 26 de agosto de 2020 pela Polícia Federal , que indiciou o ex-presidente da Câmara e seu pai por crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e caixa 2 .

Segundo a PGR, não havia, no relatório da PF, provas suficientes para apresentar denúncia contra Rodrigo e Cesar Maia.

“Em que pese a comprovação de registros de entrada do parlamentar federal investigado e de João Marcos Cavalcanti na sede da Odebrecht, de 2008 a 2012, não foi possível confirmar que esses encontros ocorreram para solicitação de vantagem indevida, entrega de senhas ou mesmo de valores em tese ajustados”, disse a  subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo.

Veja Também  Rio: Armas usadas para matar bicheiro foram utilizadas em outros 2 assassinatos

Apesar de optar pelo arquivamento, a subprocuradora da PGR diz que a medida não signifita, em absoluto, “falta de verossimilhança das conclusões feitas pela autoridade policial neste ou em outros inquéritos, mas tão somente a inviabilidade de se dar prosseguimento a esta investigação a partir dos elementos de prova carreados a estes autos”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana