conecte-se conosco


Nacional

Ladrão de bancos, aviões e carro-forte é preso no interior de São Paulo

Publicado

Nacional


source

Agência Brasil

Assaltante foi preso em Limeira (SP)
Governo de SP

Assaltante foi preso em Limeira (SP)

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil de São Paulo prendeu hoje (13), em Limeira (SP), um homem de 45 anos suspeito de liderar assaltos de empresas de transportes de valores, agências bancárias e aviões pagadores.

As investigações da polícia apontam que o suspeito participou dos roubos de malotes em aviões pagadores nos aeroportos de Blumenau (SC), e Viracopos, em Campinas (SP), ocorridos em 2019.

Ele também esteve envolvido nos assaltos de três carros-fortes na rodovia dos Tamoios, em Paraibuna, no Vale do Paraíba, em São Paulo.Em 2016, segundo a polícia, o suspeito participou do ataque a uma transportadora de valores em Santo André, no Grande ABC, e na cidade de Santos (SP).

No mesmo ano, ele liderou a invasão a uma base de transporte de valores no Paraguai, considerado o maior roubo ocorrido até então no país. De acordo com o Deic, o suspeito é um dos precursores da modalidade criminosa conhecida como novo cangaço, em que os criminosos organizam invasões em bando de cidades para assaltar agências bancárias e casas lotéricas.

O suspeito estava foragido desde 2014, quando foi resgatado por integrantes da sua quadrilha do Centro de Detenção Provisória de Franco da Rocha, na Grande São Paulo.

Comentários Facebook

Nacional

Vendedor de açaí é agredido por policiais em SP: “tentaram me matar”

Avatar

Publicado


source
Vendedor de açaí é agredido por policiais militares em São Paulo
Reprodução/redes sociais

Vendedor de açaí é agredido por policiais militares em São Paulo

O vendedor ambulante Jeová de Oliveira Lima, de 48 anos, foi agredido por pelo menos cinco policiais militares na rua Direita, na Sé, centro de São Paulo. Ele e a esposa estavam voltando para casa com o carrinho de açaí quando foram abordados.

O casal, que tem autorização para comercializar seus produtos na rua, foi abordado por fiscais da prefeitura, em uma ação que apreende mercadorias, conhecida como o ” rapa “.

Blanca Medina, esposa de Jeová, conta ao Uol que os fiscais sequer quiseram ver a credencial de venda, e foram apreendendo as mercadorias e o triciclo usado para vender açaí. Jeová admite que, neste momento, perdeu a cabeça e danificou o para-brisa de uma das peruas dos fiscais. Foi aí que começou a agressão, gravada por Blanca. 

Cerca de cinco policiais derrubaram Jeová no chão e começaram a pressionar seu pescoço, até que ele desmaiasse. “Eles tentaram me matar. Eu ia ser assassinado aqui mesmo. Por um triz não ceifaram minha vida, agradeço muito a Deus”, conta o ambulante ao Uol.

Veja Também  Oito meses após zerar casos, Fernando de Noronha confirma 1ª morte por Covid-19

Você viu?

Em um vídeo feito por Blanca, é possível ver a agressão enquanto ela pede desesperadamente para os policiais pararem. “Ele [um policial] colocou o joelho no meu pescoço, daí minha mulher empurrou a perna dele. Aí ele forçou o cassetete no meu pescoço com todo o peso do corpo. Senti meu olho virar e fiquei desacordado. Não sei quanto tempo fiquei assim, se foram minutos, segundos”, relatou Jeová ao UOL.

Depois de recuperar os sentidos, o vendedor foi algemado e levado à delegacia , onde foi fichado por “dano, resistência e desobediência”. Não foi oferecido atendimento médico.

“Quando o policial apertou o cassetete no pescoço dele, eu pensei que ele tinha partido. Minha filha se aproximou em desespero. Um deles apontou a arma para ela e disse: ‘Se afasta’. Eu acho isso absurdo. Precisa apontar a arma para uma menina de 16 anos?”, contou Blanca ao Uol.

Para a PM , a ação foi legítima. “A PM analisou todas as imagens, também de outros vídeos, que mostram a ação por várias perspectivas, inclusive do vídeo que flagrou o momento em que o ambulante quebra o vidro do veículo municipal, portanto a Polícia Militar considera a ação legítima”, disse a PM, em nota.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Oito meses após zerar casos, Fernando de Noronha confirma 1ª morte por Covid-19

Avatar

Publicado


source
Fernando de Noronha (PE) registrou primeira morte por Covid-19
Agência Brasil

Fernando de Noronha (PE) registrou primeira morte por Covid-19

Foi confirmada nesta sexta-feira (22) a primeira morte em decorrência da Covid-19 em Fernando de Noronha , José Bezerra da Silva Filho, de 62 anos, servidor da administração do arquipélago. Ele chegou a ser levado a Recife pela gravidade do seu caso, mas não resistiu. O óbito de José Bezerra foi comunicado à Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES).

A morte do servidor acontece pouco mais de oito meses após Fernando de Noronha ter zerado os casos de Covid-19 no início da pandemia após fechar a ilha . A primeira contaminação no arquipélago ocorreu em 27 de março, e menos de dois meses depois a situação foi controlada. Com as flexibilizações em todo o país e a volta dos turistas para Noronha, bem como a maior circulação dos locais, os casos voltaram a acontecer, provocando o primeiro óbito somente nesta sexta, quando o Brasil já registra 215.243 vítimas da Covid-19 .

Até o último dia 20 de janeiro, 377 casos de Covid-19 foram confirmados em Noronha, sendo 296 moradores da ilha e 81 casos importados, isto é, pessoas de fora que contraíram a doença.

Veja Também  Céu aberto durante o dia e chuvas no final da tarde neste sábado em São Paulo

“Seu Bezerra, como era conhecido na ilha, vinha trabalhando, nos últimos anos, como motorista do Posto de Saúde da Família, dando suporte aos demais profissionais da saúde, sobretudo durante as ações de combate à pandemia do novo coronavírus, no arquipélago”, lamentou o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha , em nota divulgada nas redes sociais.

“Deixamos aqui o nosso reconhecimento e gratidão pela dedicação que Seu Bezerra sempre teve no desempenho de suas atividades, especialmente nesse difícil período de enfrentamento da Covid-19. À família, aos amigos e aos colegas de trabalho de Seu Bezerra, que seguem na árdua missão de salvar vidas, os nossos mais sinceros sentimentos”, completou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana