conecte-se conosco


Economia

Dólar fecha com pequena queda, vendido a R$ 5,31

Publicado

Economia


Num dia de volatilidade no mercado financeiro, o dólar fechou com pequena queda, mas manteve-se acima de R$ 5,30. A bolsa de valores, que tinha registrado forte alta ontem (12), voltou a cair hoje num dia de ajustes de expectativas.

O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (13) vendido a R$ 5,31, com recuo de R$ 0,012 (-0,23%). A divisa alternou momentos de alta e de baixa na sessão, mas fechou em queda. Na mínima do dia, por volta das 11h10, chegou a ser vendida a R$ 5,27. Na máxima da sessão, por volta das 11h45, a cotação encostou em R$ 5,35.

Assim como ontem, a entrada de fluxos externos contribuiu para manter o dólar em baixa. Depois de iniciar o ano com forte alta, o dólar teve nesta terça-feira o maior recuo diário em dois anos e meio. A divisa caiu 3,32% ontem, registrando a maior queda desde junho de 2018, logo após o fim da greve dos caminhoneiros.

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, devolveu parte dos ganhos de ontem e caiu 1,44%, fechando aos 122.214 pontos. Os investidores preferiram realizar lucros, vendendo papéis para embolsarem ganhos recentes às vésperas do vencimento de contratos de opções (tipo de investimento no mercado futuro).

Veja Também  BC projeta ‘reversão temporária’ de retomada econômica no país; entenda

Em todo o planeta, o mercado financeiro está sendo beneficiado pelas expectativas em torno de um novo pacote de estímulos para a economia dos Estados Unidos. A aprovação de novas injeções de dólares na economia global reduz as pressões sobre a moeda, beneficiando países emergentes, como o Brasil.

* Com informações da Reuters

Edição: Aline Leal

Comentários Facebook

Economia

Natura vai devolver valores reduzidos de salários de funcionários

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Natura pagará valores reduzidos de salários de funcionários
Divulgação/Natura

Natura pagará valores reduzidos de salários de funcionários

Após reduzir os salários de funcionários para conseguir reequilibrar as contas em meio à pandemia em 2020, a Natura vai restituir o valor retirado aos trabalhadores que aderiram ao programa de redução salarial. Ao todo, 2.600 empregados, em todo o mundo, serão beneficiados com a medida.

De acordo com a empresa, 60% dos beneficiários fazem parte da diretoria do grupo. A Natura ainda informou que funcionários da Avon, The Body Shop e Aesop também receberão os valores reduzidos de seus salários.

Em nota, a empresa de cosméticos disse que a iniciativa não teve objetivo de aumentar o faturamento e não há ligação com o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda (BEm) , que permitiu a redução salários e jornadas de trabalho durante a pandemia de Covid-19 .

Veja Também  Gasolina e Diesel ficam 5% mais caros a partir de amanhã, anuncia Petrobras

Em recuperação, a Natura apresentou índices positivos nos últimos meses. No terceiro trimestre, a empresa obteve R$ 10,4 bilhões em receita líquida , o que representa aumento de 32% se comparado ao mesmo período de 2020. Os analistas acreditam que a retomada foi possível com o crescimento da compra de cosméticos pela internet.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Gasolina e Diesel ficam 5% mais caros a partir de amanhã, anuncia Petrobras

Avatar

Publicado


source
Gasolina vai ficar mais cara a partir de quarta-feira
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Gasolina vai ficar mais cara a partir de quarta-feira

A Petrobras vai reajustar o preço da gasolina e do diesel a partir de quarta-feira (27). De acordo com a estatal, o preço médio da gasolina vai subir R$ 0,10, para R$ 2,08. É uma alta média de 5,05%. O último aumento da gasolina foi anunciado no dia 18 de janeiro.

No caso do diesel , o avanço no preço médio é de R$ 0,09, alta de quase 5%, para R$ 2,12. Será a primeira alta do ano de 2021. O último aumento foi no dia 28 de dezembro. O reajuste ocorre em meio às especulações de que os caminhoneiros podem iniciar uma greve no país em fevereiro .

Você viu?

Para a Petrobras , os valores têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.

Segundo a Abicom, que reúne os importadores, o aumento anunciado pela estatal está aquém do necessário, prejudicando a concorrência. Para a associação, o reajuste deveria ocorrer com mais intensidade, de R$ 0,34 no diesel e de R$ 0,2310 na gasolina.

A estatal ressaltou, em nota, que os preços da gasolina e do diesel vendidos na bomba dos postos revendedores é diferente do valor cobrado nas refinarias. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos próprios postos revendedores de combustíveis.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana