conecte-se conosco


Esportes

Abel Ferreira analisa atuação do Palmeiras após classificação para a fina da LibertadoresSIFICAÇÃO PARA FINAL DA LIBERTADORES

Publicado

Esportes


Apesar de ser superado pelo River Plate-ARG por 2 a 0, nesta terça-feira (12), no Allianz Parque, o Palmeiras se classificou para a grande final da Conmebol Libertadores – o primeiro encontro entre as equipes, na Argentina, terminou 3 a 0 para o Verdão. Após a classificação, o técnico Abel Ferreira analisou o rendimento de seus comandados.

“Este jogo era muito mental. Se o Rony faz o gol na primeira bola, matávamos o nosso adversário definitivamente. Nós fizemos três gols lá (na Argentina), mas poderíamos ter feito quatro ou cinco, e aí teríamos matado a eliminatória. Tivemos de sofrer e conseguimos esta qualificação muito pelo jogo que fizemos na Argentina. No primeiro jogo, nós fomos muito superiores, e hoje o nosso adversário foi superior a nós. Hoje o que fez a diferença foi o fator psicológico”, declarou o treinador, valorizando o atual momento do clube na temporada.

“Quando você treina grandes clubes, você fica mais próximo de ganhar títulos. Quando eu aceitei o desafio de vir ao Palmeiras, sabia que o Palmeiras dava todas as condições de lutar por títulos. Nós estamos em duas finais e, no Campeonato Brasileiro, iremos grão a grão para encher o nosso bolso e, no fim, ver o que nos reserva. Eu não penso muito nisso, quero desfrutar agora as 24 horas, valorizar esta final que foi muito suada. Parabéns aos meus jogadores, são verdadeiros guerreiros com todas as dificuldades”, concluiu.

  Palmeiras vence Delfín por 3 a 1 e larga na frente por vaga nas quartas da Libertadores

Veja Também  Iago e Thiago Ennes conquistam marca importante no Confiança

O próximo compromisso do Palmeiras será na sexta (15), às 21h30, contra o Grêmio, no Allianz Parque, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já na segunda (18), às 19h, o Verdão encara o Corinthians, novamente na arena palestrina, pelo Nacional.

Comentários Facebook

Esportes

Palmeiras não reage diante do Flamengo que brilha e conquista o 3º lugar na tabela

Avatar

Publicado


Pela 31ª rodada do Brasileirão, o Flamengo venceu o Palmeiras por 2 a 0 na noite de quinta-feira (21), no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Luan (contra) e Pepê, na segunda etapa. Com o resultado, o Mengão se mantém vivo na briga pelo título nacional.

O jogo
A partida começou com uma forte marcação de ambas as equipes, que faziam o jogo rolar em alta velocidade. A primeira grande oportunidade do time rubro-negro foi criada aos cinco minutos. Arrascaeta emendou uma bicicleta na direita da grande área e exigiu uma grande defesa de Weverton. Aos 13’, o Fla chegou novamente com perigo. Após troca de passes, Everton Ribeiro tocou para Gerson dentro da área, que chutou em cima do goleiro. A bola sobrou para Gabigol mandar por cima da meta.

Foto: Cesar Greco / Palmeiras

Com toque de bola rápido e tabelas curtas, o Rubro-Negro envolvia a equipe palmeirense e conseguia criar boas chances no ataque. De tanto insistir, o Mengão abriu o placar aos 45 minutos! Após pressão na saída de bola, Everton Ribeiro avançou e a bola sobrou para Bruno Henrique, que serviu Arrascaeta. O uruguaio tocou por baixo das pernas de Werverton, e Kuscevic tentou afastar, mas chutou em cima de Luan e a bola entrou para o fundo da rede. Gol contra em Brasília!

  Internacional vence o Fotaleza e fica a um ponto do topo do Brasileirão

Veja Também  Santos não supera o Fortaleza e é derrotado por 2 a 0

No segundo tempo, o jogo ficou mais equilibrado com o Palmeiras tendo que sair mais para o ataque. Mas o time rubro-negro mantinha uma marcação forte e bem encaixada, conseguindo desarmar as jogadas. Aos 26’, após cobrança de falta de Filipe Luís, Gustavo Henrique subiu livre na pequena área e a bola passou perto da trave. Aos 35’, Bruno Henrique recebeu na entrada da área e arriscou o chute. Weverton se esticou todo para evitar o gol.

Aos 37’, o Mengão ampliou o marcador! Após cobrança de escanteio, a bola explodiu em Pedro, que conseguiu ajeitar para Pepê emendar de primeira no canto esquerdo do goleiro: 2 a 0. No restante da partida, o Fla administrou o resultado e saiu de campo com os três pontos, importantíssimos na briga pelo título brasileiro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Em jogo repleto de emoções, Chapecoense vence e reassume a liderança da Série B

Avatar

Publicado


Se fosse um filme, a partida entre Chapecoense e Ponte Preta – disputada na noite de quinta-feira (21), na Arena Condá – iria da ação ao drama, mas seria celebrado com um final feliz. No duelo entre as equipes catarinense e paulista, que finalizou a 36ª rodada da Série B, fato é que não faltou emoção. Expulsão para o adversário, divididas acirradas, lesões graves e um pênalti convertido no apagar das luzes garantiram um sabor especial à vitória que devolveu a liderança da Série B ao Verdão.

A partida: 

Depois de uma chegada ao ataque da Chapecoense logo no primeiro minuto de partida, a Ponte Preta deu a resposta com Camilo, na bola parada, mas sem efetividade. Aos 10, Mike arriscou de canhota, de fora da área, e mandou perto do gol. Aos 32, Aylon aproveitou a sobra, ganhou a dividida e finalizou, mas a bola saiu pela linha de fundo. A pressão verde e branca ficou ainda maior após a expulsão de Luan Dias, da Ponte Preta, aos 40 minutos. Ainda ao final da primeira etapa, a Chape bombardeou o adversário em busca do gol, com Aylon acertando a trave e Anselmo Ramon aproveitando a sobra para finalizar com perigo, para grande defesa do goleiro da macaca.

  Operário sofre derrota de 2 a 0 fora de casa para o Cuiabá

Veja Também  Santos não supera o Fortaleza e é derrotado por 2 a 0

Na etapa final, a persistência alviverde prevaleceu e as inúmeras chegadas ao ataque encurralaram o adversário. Aos 40, quando disparava em direção ao gol, Paulinho Moccelin foi parado com falta e, após prender o pé no gramado, deixou o gramado com grave lesão. A partida, que parecia se encaminhar para o empate, teve mudança de roteiro aos 47 minutos, quando Roberto foi derrubado na área por Apodi e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, o Cria do Condá Perotti converteu, confirmando a vitória.

Foto: Márcio Cunha/ACF
Foto: Márcio Cunha/ACF

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana