conecte-se conosco


SUMIÇO

Após encontrar Heitor, sumiço sera investigado pela Policia

Publicado

POLÍCIA

O último domingo do ano (27) foi cheio de emoções e trouxe uma notícia que todos torciam e esperavam ansiosamente: a localização do menino Heitor. Depois de três dias de buscas, o menino foi encontrado em um aterro sanitário na tarde de ontem, em Lucas do Rio Verde (322 quilômetros de Cuiabá).

Segundo conta o delegado da Polícia Civil, Eugênio Rudy Júnior, ele apresenta apenas algumas escoriações pelo corpo e “assaduras” nas pernas. Apesar da boa notícia, a Polícia Civil agora começa o trabalho de tentar desvendar o mistério por trás do “sumiço” do menino. A Polícia Civil não descarta a hipótese dele ter sido sequestrado e abandonado na região do aterro sanitário.

“Agora nós queremos saber como foram as circunstâncias que a criança chegou até o local e o inquérito policial tem 30 dias para ser concluído, afim de termos uma resolução cabal para esse fato”, disse o delegado.

Segundo relatou a família, Heitor estava em uma chácara na companhia dos pais e outros parentes para passear e passar o feriado de Natal. Ele sumiu na tarde de quinta-feira (24).

A mãe da criança contou que estava na cama dormindo com o menino. Em determinado momento, ela acordou e foi ajudar o esposo que fazia a troca de um disjuntor. Passados alguns minutos, a mãe retornou ao cômodo onde o menino dormia, porém a criança não estava mais no local.

Em outra entrevista ao vivo reproduzida ao vivo pelo site “Lucas Notícias”, o delegado contou que muitos trotes ocorreram e atrapalharam as investigações e na localização da criança. Na noite desse sábado (26), as informações de que a criança teria sido vista na rodoviária viralizou e muitos sites fizeram a matéria com as imagens do circuito interno de segurança do local mostrando uma criança e afirmando que seria Heitor.

“As fake news atrapalham as investigações. Ontem mobilizamos uma equipe da PM de Colíder, foram para a rodoviária atrás de informações, quando na verdade se tratava o trote. Tanto as pessoas, quanto a imprensa que fizeram isso atrapalharam demais a investigação”.

 

Comentários Facebook

POLÍCIA

Polícia Civil prende suspeito com arma e munições durante cumprimentos de dois mandados de buscas em Jauru e Figueirópolis D’Oeste

Publicado

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (15.09), nos municípios de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá) e Figueirópolis D’Oeste (406 km a oeste da Capital), visando esclarecer uma subtração de gado na região.

A ação resultou na apreensão de uma arma de fogo e diversas munições. Um suspeito de 27 anos foi autuado em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo e munições de uso permitido.

As ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar foram decretadas pela Comarca de Jauru, após investigação da Delegacia de Polícia para apurar uma ocorrência

de furto de 13 cabeças de gado ocorrida na zona rural do município, em dezembro de 2020.

De posse dos mandados os policiais civis realizaram buscas em dois endereços alvos. Em um dos locais a equipe localizou uma carabina calibre 22 semiautomática, além de 73 munições intactas, duas munições de calibre 38 e outras duas de calibre 32.

Diante do flagrante, o suspeito de 27 anos foi encaminhado até a Delegacia de Jauru, interrogado pelo delegado Marcos Cezar Farias Lyra, e autuado pelo crime de posse irregular de arma de fogo e munição de uso permitido.

Após a confecção dos autos o preso foi colocado à disposição da Justiça.

Comentários Facebook
Continue lendo

POLÍCIA

Operação da PF apura fraude em contratos e serviços de MT

Publicado

PF apurou pagamentos ao grupo que superam R$ 100 milhões entre os anos de 2019 a 2021. Serão cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá, Curitiba (PR) e Balneário Camboriú (SC).

A Polícia Federal realiza nesta sexta-feira (30) a Operação ‘Curare’ contra uma organização criminosa investigada pelo envolvimento em fraudes em contratações emergenciais e recebimento de recursos públicos em Mato Grosso.
Segundo a PF, a atuação do grupo investigado se concentra na prestação de serviços especializados em saúde em, especialmente em relação ao gerenciamento de leitos de unidade de terapia intensiva exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19.
Ao todo, serão cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nas cidades de Cuiabá, Curitiba (PR) e Balneário Camboriú (SC), além de medidas cautelares de suspensão de contratos administrativos e de pagamento “indenizatórios”, bem como de suspensão do exercício de função pública.

De acordo com a PF, no entanto, as contratações emergenciais e os pagamentos “indenizatórios” envolvem serviços variados como a realização de plantões médicos, disponibilização de profissionais de saúde, sobreaviso de especialidades médicas, comodato de equipamentos de diagnóstico por imagem, transporte de pacientes etc.
As empresas investigadas fornecem orçamentos de suporte em simulações de procedimentos de compra emergencial, como se fossem concorrentes.
Contudo, a investigação demonstrou a existência de subcontratações entre as pessoas jurídicas, que, em alguns casos, não passam de sociedades empresariais de fachada.
Simultaneamente ao agravamento da pandemia provocada pelo vírus, o núcleo empresarial passou a ocupar, cada vez mais, postos chaves nos serviços públicos prestados pela Secretaria Municipal de Saúde e Empresa Cuiabana de Saúde Pública, assumindo a condição de um dos principais fornecedores da Prefeitura de Cuiabá.
Em nota, a Prefeitura de Cuiabá disse que é a principal interessada na elucidação de toda e qualquer investigação e vai acatar as determinações judiciais. Afirmou também que a gestão preza pela transparência e se coloca a inteira disposição da Justiça.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso