conecte-se conosco


Tecnologia

iPhones “à prova d’água” rendem multa superior a R$ 63 milhões à Apple

Publicado

Tecnologia


source

Tecnoblog

undefined
Emerson Alecrim

iPhones “à prova d’água” rendem multa de € 10 milhões à Apple

Talvez você se lembre que, em setembro, o Procon-SP notificou a Apple por não cobrir danos que iPhones sofreram após contato com água — os aparelhos são promovidos como tendo esse tipo de proteção. No Brasil, o assunto não avançou até agora. Na Itália, a situação é diferente: a AGCM, órgão antitruste do país, multou a Apple em € 10 milhões (cerca de R$ 63,6 milhões, em valores desta segunda, 30) por causa do problema.


Basicamente, a AGCM afirma (PDF) que a Apple pratica propaganda enganosa ao não ser clara o suficiente sobre quais condições a resistência à água dos iPhones é válida. Sendo mais específico, a entidade argumenta que a Apple não deixa implícito que a resistência a profundidades de até 4 m por até 30 minutos só ocorre sob determinadas circunstâncias.

Veja Também  Google ameaça remover buscador da Austrália; entenda a briga

Um exemplo: os materiais promocionais da Apple não informam com clareza que esses limites só foram alcançados em testes laboratoriais feitos com água parada e pura, não em condições cotidianas de uso.

Problemas desde o iPhone 7

O problema não é recente. Os tais limites podem variar de acordo com a geração do iPhone, mas há afirmações sobre o assunto em materiais promocionais de praticamente todos os modelos lançados pelo menos desde o iPhone 7.

A AGCM também considera inadequado a Apple não incluir danos causados por água na garantia do iPhone, mesmo com os materiais promocionais ressaltando a característica de resistência a líquidos da linha.

Até o momento, a Apple não se pronunciou sobre o assunto. Vale lembrar que essa não é a primeira multa que a companhia recebe na Itália. Em 2018, Apple e Samsung foram multadas em € 5 milhões cada uma sob acusação de prática de obsolescência programada.

Comentários Facebook

Tecnologia

Galerias virtuais democratizam o acesso à arte durante a pandemia

Avatar

Publicado


source
Galerias virtuais democratizam acesso à arte
Reprodução/Up Time Art Gallery

Galerias virtuais democratizam acesso à arte

As paredes brancas, o carpete de madeira e os quadros estrategicamente posicionados permitem um passeio pela galeria de arte. A ausência do vai e vem de outras pessoas faz com que subir escadas, andar por corredores e apreciar lentamente as pinturas seja tranquilo. Os passos, porém, não são dados pelas pernas do público, mas pelas setas do teclado: tratam-se de galerias virtuais .

A novidade tem ganhado bastante força durante a pandemia de Covid-19 , e acabou democratizando o acesso à arte ao torná-la disponível a um clique. A tecnologia das exposições em 3D , que já estava disponível em aplicativos consagrados, como é o caso do Google Arts & Culture , chegou também às pequenas galerias.

Uma delas é a UP Time Art Gallery, idealizada pela crítica de arte Marisa Melo. Ela conta que esse movimento de levar a arte para a internet já vinha acontecendo, mas foi acelerado pelo contexto externo. 

Marisa Melo, idealizadora da Up Time Art Gallery
Divulgação

Marisa Melo, idealizadora da Up Time Art Gallery

“Antes da pandemia, nós tínhamos um número muito pequeno de acesso a galerias virtuais. Mas a tendência era que, com toda essa tecnologia, com toda essa globalização, a coisa acontecesse. A pandemia acelerou esse processo”, conta Marisa.

Veja Também  Galerias virtuais democratizam o acesso à arte durante a pandemia

Democratizando a arte

A idealizadora da galeria diz que investidores e artistas receberam muito bem a novidade, mas não apenas eles. O público também tem gostado de visitar as exposições , que são disponibilizadas gratuitamente em 3D no site da galeria. A média de visitantes em uma exposição virtual de 30 dias chega a 42 mil pessoas.

Você viu?

Além da questão da gratuidade, Marisa acredita que a experiência virtual é capaz de alcançar um público maior também devido ao contexto elitista que envolve as galerias físicas.

“[A tecnologia] ajuda muito porque torna a arte acessível. Existe um público que não consegue entrar em uma galeria física, porque subentende-se que a arte é para um público mais caro. Então, se a pessoa não tem poder aquisitivo para comprar, ela também não vai conhecer a arte. Virtualmente, isso não acontece. A arte entra na casa de todo mundo”, opina.

Além da questão do público, Marisa diz que os próprios artistas emergentes têm mais oportunidades nas galerias virtuais . Nesse caso, ela compara as redes sociais às vitrines da cada um.

Veja Também  WhatsApp Web terá chamada de voz e vídeo; veja como será

“A galeria física tem um conceito elitista. Ela tem uma abrangência muito pequena em relação à visitação, não é democrática. Eu falo que ela é elitista no sentido de ter ali artistas que já são consagrados, então não abrem para um artista emergente. A galeria virtual é democrática, todos têm acesso”, diz.

Como conhecer

Para os amantes de arte e para quem quer se aventurar nesse mundo, opções não faltam por toda a internet . No site da própria UP Time Art Gallery , é possível encontrar exposições em 3D , mas esse não é o único caminho.

site Brasil 3D  também tem a experiência virtual de galerias famosas . Por lá, é possível visitar digital e gratuitamente galerias físicas, como se o visitante estivesse no local.

Outra opção é o próprio aplicativo Google Arts & Culture , que também tem uma versão para computador . Nele, o público consegue visitar exposições em mudeus de todo o mundo, do MASP ao MoMA.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Confira os lançamentos da semana no Disney+ para maratonar no domingo

Avatar

Publicado


source

Olhar Digital

Veja os lançamentos da semana no Disney+
Unsplash/Marques Kaspbrak

Veja os lançamentos da semana no Disney+

Faz pouco tempo desde que a Disney+ chegou ao Brasil, mas ela vem conquistando cada vez mais o seu espaço trazendo diversas séries, filmes e produções originais para seu catálogo. Já para saber se algo de bom aparecerá por lá, é sempre bom estar de olho na lista da lançamentos da Disney+.

Para esta semana, o destaque da vez fica por conta da estreia do ” Agora Muppets “, uma série que traz o Caco, Miss Piggy e seus amigos fazendo um game show, um talk show e até mesmo um programa de culinária de forma bem divertida. A seguir, confira a relação completa de lançamentos da Disney+ dessa semana.

Os lançamentos da Disney+: Séries, programas e desenhos

  • Acredite, É Verdade! – 3º temporada – Episódio 3 (22/01)

Para desvendar alguns mitos da ciência, Charlie e Clary farão uma visita a uma plantação vertical autossustentável.

  • Agora Muppets (22/01)

Série com diversos personagens famosos dos Muppets incluindo Caco e Miss Piggy traz um game show, um talk show e até mesmo um programa de culinária de forma bem divertida.

  • BIS! – Temporada 1 – Episódio 11 (22/01)
Veja Também  Confira os lançamentos da semana no Disney+ para maratonar no domingo

Série reúne os ex-colegas de classe do ensino médio de uma escola dos Estados Unidos para realizarem uma grande peça musical com a ajuda de astros da Broadway .

  • Ciência do Absurdo – 2º temporada (22/01)

Programa apresentado por Paulo Bonfá traz ciência e vídeos absurdos de pessoas passando por situações bem dolorosas.

  • Os Segredos do Zoológico (22/01)

Série mostra como é um pouco do trabalho que veterinários e outros funcionários precisam fazer no zoológico.

Você viu?

  • Pixar na Vida Real – 1º temporada – Episódio 11 (12/01)

Série produzida pela Pixar traz diversos personagens do famoso estúdio para o mundo real.

  • Sessão Pipoca com a Pixar – 1º temporada (22/01)

Coleção de curtas traz animações com diversos personagens da Pixar em histórias completamente inéditas.

  • Star Wars: The Clone Wars – 7º Temporada – Episódio 11 (22/01)

Série que se passa no universo de Star Wars mostra uma guerra civil onde uma jedi luta por liberdade e paz na galáxia.

  • Wanda Vision – 1º temporada – Episódio 3 (22/01)

Série da Marvel mostra Wanda Maximoff e Visão vivendo no subúrbio tranquilamente até começarem a desconfiar das pessoas ao seu redor.

Os lançamentos da Disney+: Filmes

  • Expedição Amélia: A Busca Pelo Corpo (22/01)
Veja Também  Celulares Android desvalorizam mais rápido que iPhones; veja ranking de marcas

Filme mostra uma expedição científica investigando o misterioso caso do desaparecimento de Amelia Earhart.

  • Festa no Céu (22/01)

Após ter saído do México, Manolo viaja por vários mundos para enfrentar os seus maiores medos.

  • Flicka 2 (22/01)

Filme mostra a história da jovem Carrie criando vínculos com um cavalo Musant após ter se mudado da cidade para o rancho de seu pai.

  • O Grande Ivan (22/01)

Neste filme que se trata da adaptação de uma história de um livro, Ivan, um grande gorila, começa a refletir sobre a sua vida com a chegada de uma elefante bebê chamada Ruby.

  • Ritmo Total (22/01)

Filme mostra a história de um jovem baterista que quer provar o seu valor na vida universitária desafiando seus professores e colegas.

  • Wild Uganda (22/01)

Documentário mostra como é a vida dos gorilas e de outros animais selvagens na Uganda desde que os seus parques nacionais foram restaurados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana