conecte-se conosco


Mato Grosso

MT PAR e Indea-MT assinam termo de cooperação para fomento da avicultura no Estado

Publicado

Mato Grosso


O MT Participações e Projetos S/A (MT PAR) e o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) firmaram na manhã de quinta-feira (26), em Nova Marilândia, um Termo de Cooperação Técnica para o fomento da avicultura na região Centro-Sul do Estado.  

A parceria foi oficializada na Câmara de Vereadores e atende ao pedido da Associação de Avicultores de Nova Marilândia (Avimar) e da Associação da região centro-sul. Ambas buscam apoio para a manutenção e expansão da atividade.  

Atualmente o frigorífico instalado no município abate, em média, 150 mil aves por dia. Cerca de 70% desse total vem de municípios como Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Com a parceria aviários que estão desativados poderão ser modernizados e reabertos, suprindo o déficit de matéria-prima local. 

“Essa assinatura marca uma nova fase da avicultura na região. Muitas famílias que dependem ou desejam entrar na atividade serão beneficiadas. A capacidade de abate do frigorífico também será ampliada, gerando empregos e fomentando a economia”, disse o presidente do MT PAR, Wener Santos.

Veja Também  Escolas podem solicitar até R$ 33 mil para manutenções

Segundo presidente do Indea-MT, Marcos Catão Dornelas, a intenção é adequar a legislação e humaniza-lá para atender ao pequeno produtor. “A nossa missão é cuidar da sanidade e certificar a produção sem desamparar o pequeno produtor. E esse é um projeto bonito de integração entre a indústria e os avicultores”, disse.

Inicialmente mais de 25 pequenos aviários poderão voltar à atividade com a ação conjunta entre MT PAR e Indea-MT, o projeto é para atender até 100 famílias. Para o presidente da Avimar, Paulo César Barbosa, essa era uma demanda antiga. “Agora as famílias cuja renda girava em torno da atividade poderão voltar a produzir. Com as licenças ambientais em dia e a documentação em ordem, elas terão acesso a financiamentos. É uma grande conquista”, disse.

Demanda chinesa 

Em novembro de 2019, o frigorífico do município conquistou a habilitação para exportar carne de frango para a China e, desde então, uma segunda linha de abate na unidade está sendo montada.   

“A previsão é que esta expansão entre em operação no próximo ano elevando a capacidade de abate de 150 mil para 300 mil aves por dia, o que aumentará ainda mais a demanda por proteína”, disse o ex-senador Cidinho Santos, proprietário do grupo.

Veja Também  Governo realiza primeira consulta pública do Zoneamento Socioeconômico Ecológico

A ampliação da unidade abrirá ainda 800 empregos diretos e 2,4 mil indiretos em toda a região. Hoje a unidade conta com 1,3 mil colaboradores.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Profissional da UTI Covid-19 do Hospital Metropolitano será primeira vacinada em MT

Avatar

Publicado


A técnica de enfermagem do Hospital Metropolitano, Luiza Batista de Almeida Silva, de 43 anos, será a primeira trabalhadora da saúde a ser vacinada contra o coronavírus em Mato Grosso. 

Atualmente, a profissional atua na linha de frente do combate ao vírus, mais precisamente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital de referência do Estado. 

Luiza é técnica de enfermagem desde 2011 e ingressou no Hospital Metropolitano em 2019. Ela é mãe de dois filhos e acadêmica do curso de Enfermagem.  “A alegria de receber a vacina é muito grande. É uma luta diária, uma guerra contra um vírus invisível. Sentimos esperança de que, aos poucos, o mundo voltará ao normal”, disse. 

O ato simbólico de vacinação nesta segunda-feira (18.01) terá a presença do governador Mauro Mendes, da primeira-dama Virginia Mendes, do secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, e demais autoridades. Após o ato de vacinação, o governador atenderá a imprensa em entrevista coletiva, no mesmo local.

Mato Grosso recebe 126.160 doses para atender o público alvo da primeira fase da campanha. Serão cerca de 60 mil pessoas vacinadas, com as duas doses, dentre elas indígenas.

Veja Também  Polícia Civil capacita profissionais de segurança em operador de mandado de alto risco
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Dezoito municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19 em MT

Avatar

Publicado


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (18.01) o Boletim Informativo n° 316 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. 

O documento mostra (a partir da página 9) que 18 municípios do Estado configuram na classificação com risco “moderado” para o novo coronavírus. São eles: Cuiabá, Barra do Garças, Várzea Grande, Sorriso, Cáceres, Sinop, Rondonópolis, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Alta Flores, Juara, Colíder, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Nova Canaã do Norte, Nova Lacerda, Reserva do Cabaçal, Salto do Céu.

Outros 123 municípios estão na classificação “baixo”, indicado pela cor verde, e não apresentam altos riscos de contaminação.

Recomendações aos municípios

Conforme Decreto Estadual nº 522, de 12 de junho de 2020, o Governo do Estado faz diversas recomendações aos municípios classificados como risco baixo, moderado, alto e muito alto para contaminação pelo coronavírus.

As orientações para os 123 municípios classificados como risco baixo são: evitar circulação de pessoas pertencentes ao grupo de risco, conforme definição do Ministério da Saúde; isolamento domiciliar de pacientes em situação confirmada de Covid-19, quarentena domiciliar de pacientes sintomáticos em situação de caso suspeito para de Covid-19, entre outras.

Veja Também  Escolas podem solicitar até R$ 33 mil para manutenções

Para os 18 municípios classificados como risco moderado para a contaminação da Covid-19, o Governo recomenda a implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o nível de risco baixo, além de quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias; suspensão de aulas em escolas e universidades.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Cuidados necessários à população

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

Veja Também  Dezoito municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19 em MT

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana