conecte-se conosco


Saúde

Centro de contingência deve pedir endurecimento da quarentena em São Paulo

Publicado

Saúde


source
Reabertura
Rafael Barifouse

Estado pode regredir fase no Plano São Paulo

Diante do salto de casos da Covid-19 no estado de São Paulo, com aumento de internações graves pela doença, o centrode contingência do estado deve pedir que o governador João Doria (PSDB) autorize o endurecimento das medidas de isolamento social.

De acordo com reportagem publicada pela Folha de São Paulo, uma parte do grupo defende que o estado volte ao estágio amarelo do Plano São Paulo, que limita o horário de funcionamento de estabelecimentos como bares e restaurantes.

A proposta será formalmente apresentada ao governador nesta quinta-feira (26). Até então, Doria não manifestou opiniões sobre o assunto. Em duas semanas, o volume de pessoas internadas na Unidades de Terapia Intensiva voltadas para a Covid-19 aumentou 22% no estado. Já na região metropolitana de São Paulo, o aumento foi de 30%.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Veja Também  Vacina da Pfizer causaria frustração nos brasileiros, diz ministério

Saúde

AM: restrição na circulação de pessoas será de 24h a partir de amanhã

Avatar

Publicado


O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou a ampliação de medidas restritivas para reduzir a taxa de infecção pelo novo coronavírus no estado. As novas restrições devem entrar em vigor a partir de amanhã (25) e vão até o dia 31 de janeiro. O anúncio foi feito após reunião do Comitê de Enfrentamento da Covid-19 e representantes do comércio e de órgãos de controle. Entre as mudanças está a ampliação para 24 horas do período de restrição de circulação de pessoas no estado por sete dias.

De acordo com decreto publicado pelo governo do estado, poderão funcionar, durante o período de restrição de circulação, apenas supermercados varejistas e atacadistas de pequeno, médio e grande porte e padarias, no período das 6h às 19h. Já os mercados e feiras deverão funcionar das 4h às 8h. As drogarias e farmácias poderão funcionar 24 horas, assim como os serviços essenciais das áreas de saúde e segurança.

O decreto estabelece que será permitida a circulação para aquisição de produtos essenciais à vida limitada a uma pessoa por núcleo familiar. Os serviços delivery só serão permitidos das 6h às 22h para serviços essenciais, como os de venda de alimentação (restaurantes e lanchonetes). Não serão permitidos serviços delivery ou drive-thru de comércio e serviços considerados não essenciais. Já os postos de combustíveis poderão funcionar sem a abertura das lojas de conveniência.

Veja Também  Caminhões com oxigênio chegam a Manaus neste domingo

Contaminação

De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o índice de contaminação pelo coronavírus no estado tem taxa de transmissão de 1,3, a mais alta do país. Isso significa que cada grupo de 100 pessoas infectadas transmite o vírus para outras 130.

O governador disse que a restrição é necessária devido à mutação do vírus identificada no estado e que possui maior capacidade de transmissão. Ele disse ainda que, apesar das medidas restringirem bastante a circulação de pessoas, não se trata de um fechamento total, o chamado lockdown.

“Não há lockdown no estado do Amazonas. Há muita gente disseminando informações que não são verdadeiras, estão propagando fake news. Essa é uma medida para que a gente possa diminuir aglomerações e, consequentemente, quebrar essa cadeia de transmissão do vírus. Dessa vez, de acordo com especialistas, essa mutação nova tem uma capacidade muito grande de transmissão”, afirmou.

A FVS informou que foi constatado um aumento de 135% no número de casos de covid-19 detectados nos últimos 14 dias, saindo da média móvel diária abaixo de 500 casos detectados por dia, registrada na primeira quinzena de dezembro, para mais de 2 mil por dia em janeiro, batendo recorde este ano de mais de 5 mil casos registrados em um único dia.

Confira as medidas de restrição, válidas de 25 a 31 de janeiro:

Veja Também  Vacina de Oxford: veja quantas doses cada estado receberá neste domingo

O que pode funcionar

– supermercados varejistas e atacadistas de pequeno, médio e grande porte e padarias – das 6h às 19h, com venda restrita a produtos de higiene, limpeza e alimentação

– drogarias e farmácias – 24 horas, com venda restrita a produtos de higiene, medicamentos e outros produtos farmacêuticos

– mercados e feiras – das 4h às 8h

delivery de serviços de alimentação – das 6h às 22h

– indústria – em turno de 12 horas (exceção para alimentos e produtos farmacêuticos e hospitalares)

– transporte de cargas – apenas de produtos essenciais, como alimentação, combustíveis e produtos da área da saúde e segurança

– postos de combustíveis

O que fica suspenso

– atividades não essenciais, incluindo lojas de conveniência de postos de combustíveis

– delivery e drive-thru de comércio e serviços não essenciais

Circulação de pessoas

– permitido deslocamento de uma pessoa do núcleo familiar para estabelecimentos do grupo de serviços essenciais

– permitida a circulação de trabalhadores de estabelecimentos considerados essenciais

– permitida circulação de pessoas para acesso a serviços de saúde de clínicas e laboratórios

– permitido o deslocamento de agentes públicos que trabalham na área de saúde ou em ações de enfrentamento, e de profissionais de imprensa

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Caminhões com oxigênio chegam a Manaus neste domingo

Avatar

Publicado


source

Agência Brasil

Cilindros de oxigênio chegam a Manaus neste domingo
Ministério da Saúde/Divulgação

Cilindros de oxigênio chegam a Manaus neste domingo

O Ministério da Infraestrutura informou neste domingo (24) que seis caminhões que saíram de Porto Velho com carregamento de oxigênio para Manaus concluíram a viagem. A capital amazonense  passa por uma crise de falta do produto em razão do aumento no número de casos de Covid-19 .

Segundo a pasta, cerca de 100 mil metros cúbicos (m³) de oxigênio foram transportados para Manaus. As carretas saíram na última quarta-feira (20) de Porto Velho e levaram mais de três dias para cruzar os quase 900 quilômetros do trecho da BR-319, única ligação rodoviária com a capital amazonense, mas que não é pavimentada e possui diversos trechos com atoleiros no período chuvoso.

Você viu?

A operação foi realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ainda de acordo com ministério, a expectativa é que uma última carreta chegue a Manaus no final do dia.

Veja Também  Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford

“Na primeira etapa da operação para transportar 160 mil m³ de oxigênio para Manaus, os comboios percorreram o trajeto de 877 quilômetros e contaram com o apoio das equipes de manutenção do Dnit para atravessar trechos não pavimentados da BR-319”, informou o comunicado.

A pasta destacou que a rota emergencial foi criada em alternativa às balsas da hidrovia do Rio Madeira e do Rio Amazonas, reduzindo em dias a chegada do material à capital amazonense. Ao todo, sete carretas com oxigênio passaram pela BR-319.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana