conecte-se conosco


TURISMO

‘Dark Christmas’: Hopi Hari promove Hora do Horror versão natalina

Publicado

TURISMO


source
Dark Christmas%3A a lenda de Krampus
Divulgação

Dark Christmas: a lenda de Krampus


Hopi Hari promove, até 31 de janeiro, o ‘ Dark Christmas: a lenda de Krampus ‘. A atração, que estreou no dia 20 deste mês, é uma espécie de edição especial da  famosa Hora do Horror. Os visitantes participam a pé, porém seguindo todas as normas do protocolo de segurança anticovid-19 do Parque Temático, localizado em Vinhedo, São Paulo.

A programação acontece das 10h30 às 20h30. Ao entardecer, os sinos começam a soar e uma atmosfera diferente toma conta do parque, com iluminação e efeitos especiais. A primeira parada é a área de Wild West, velha cidade do oeste que provocou a volta de Krampus. Ao contrário do Papai Noel , o ser assustador pune e amedronta àqueles que se portaram mal durante o ano ou deixaram de acreditar no Natal.

Veja Também  Destino dos famosos: conheça as belezas de São Miguel do Gostoso

Em meio a esta aventura, quem também surge para duelar com Krampus é Gryla, a bruxa do Natal , que congela as águas e os seres que lá viviam e quer dominar os reitos de todos os elementos. Criaturas sinistras se movem junto à narrativa, deixando a vivência ainda mais assustadora.

Dark Christmas não tem apenas atrações assustadoras
Reprodução/Instagram

Dark Christmas não tem apenas atrações assustadoras


Mas, uma boa notícia: quem se comportou bem ao longo do ano poderá desfrutar do Natal Mágiko, em Kaminda Mundi. Lá, a esperança se renova e a magia envolve a todos, em uma história iluminada por um grande céu estrelado. Também é possível passear por outras regiões sem sustos, como Mistieri e Infantasia, que também estão repletas de luzes brancas, sem monstros, tematizadas somente com o tradicional clima de Natal.


Protocolos de segurança

Para garantir o distanciamento social e as demais medidas anticovid-19, os visitantes entram na atração em grupos, com uma quantidade limitada e segura de pessoas. Além disso, recomenda-se que o público fique atento aos horários de fechamento das atrações, e ainda, devido ao coronavírus, baladas, palco com shows de abertura e encerramento e túneis fechados estão indisponíveis – com exceção do Ghosti Hotel que se adapta às normas de saúde.

Para mais informações sobre o Dark Christmas: a lenda de Krampus acesse o  site do Hopi Hari ou entre em contato pelo telefone (11) 4290 0333.

Serviço

Dark Christmas: a lenda de Krampus
Data: 20 de novembro de 2020 a 31 de janeiro de 2021
Horário: 10h30 às 20h30
Local: Rodovia dos Bandeirantes, km 72, Moinho, Vinhedo (SP)
Venda de ingressos:  Clique aqui
Mais informações – Central de Vendas: (11) 4210 4000

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook

TURISMO

Pé na estrada: mochileira dá dicas para mulheres que querem viajar sozinhas

Avatar

Publicado


source
Mayumi dá dicas para viajar sozinha
Divulgação

Mayumi dá dicas para viajar sozinha

A editora de conteúdo Thais Mayume Carvalho Higa, 34 anos, já viajou sozinha por vários destinos do Brasil e do exterior, sempre no estilo mochilão . Natural de São Paulo, ela já visitou Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro , Ceará, Bahia, Maranhão, Pará, Distrito Federal e Tocantins. 

Em 2013, Higa foi passar um mês em Cuba. A experiência fez com que ela se animasse para conhecer outros países, como França, Alemanha, Espanha e Inglaterra. Em entrevista ao iG Turismo dá algumas dicas fundamentais para as mulheres que querem cair na estrada na própria companhia.

Você viu?

Seguro viagem

Antes de começar a pensar na viagem, é muito importante fazer um seguro antes de embarcar. Apesar de muitos acharem isso um gasto desnecessário, é melhor estar precavida, caso algo aconteça.

“Eu sempre faço seguro de viagem, é necessário. Um amigo meu não fez o seguro e viajou para França, teve um problema médico e ficou devendo mais de 20 mil euros. Ele nunca mais pode voltar lá”, brinca. 

Fazer um roteiro 

Além do seguro viagem, em todo novo destino é importante saber detalhes do local para onde você está indo. Os dias que os museus estão abertos e as atrações turísticas também. Por isso, é sempre bom pesquisar antes de embarcar. Mas, não precisa seguir à risca o roteiro! É só para te passar a segurança na hora.

Veja Também  Pé na estrada: mochileira dá dicas para mulheres que querem viajar sozinhas

“É bom você ter um planinho, mas precisa saber que, às vezes, ele pode dar errado. Se no dia você não estiver disposta ou quiser fazer outra coisa, você pode e não tem problema”, diz. 

Pesquisar a hospedagem 

Com o roteiro do destino pronto, outro tópico importante é o lugar que você vai ficar. Definir o lugar de viagem é importante, hotel, hostel, airbnb são algumas das opções. Higa recomenda conferir a avaliação dos lugares antes de fechar a hospedagem que cabe melhor no seu bolso.

“Eu sempre pesquiso se no hostel tem um quarto só para mulheres, ou, se vou alugar um lugar em outro país, prefiro que a host seja uma mulher também, passa mais segurança”, acrescenta. 

Contar com a ajuda das pessoas 

Uma das grandes vantagens de viajar sozinha, é a liberdade, você pode ir para onde quiser, na hora que quiser. Por estar sem ninguém, segundo a editora, você se sente mais disposto a conhecer a fundo a cultura local e novas pessoas que podem tornar a viagem ainda mais divertida.

“Quando fui para Berlim, uma amiga brasileira que é casada com um assessor de política alemão conseguiu que a gente conhecesse o parlamento do país. Conseguimos ver a cidade inteira de lá, e normalmente as visitas ao local  levam em torno de dois meses para serem aprovadas, é muita burocracia!”

Confira as dicas para viajar sozinha
Divulgação

Confira as dicas para viajar sozinha

Ir para lugares que você entende a língua

Higa conta que adora explorar novos lugares, essa é a parte que mais gosta das viagens nacionais e também internacionais. Uma dica que ela dá para as mochileiras de primeira viagem é quando for escolher o destino, optar por países que você fale a língua, já que fica mais fácil para pedir informações, socializar e saber as direções. Quando você estiver mais segura, pode se aventurar para lugares mais diferentes. 

Veja Também  Destino dos famosos: conheça as belezas de São Miguel do Gostoso

Cuidados na hora de passear e pesquisar o destino 

Na hora que for passear para conhecer o país ou cidade nova, leve seus documentos, como RG ou passaporte, em uma doleira, que é um acessório para prender na cintura e levar objetos importantes de maneira discreta.

Por último, mas não menos importante, Mayumi dá a duas dicas primordiais para qualquer mulher mochileira: pesquisar o destino com antecedência. Existem países, como o Egito, que não são muito recomendáveis para mulheres irem desacompanhadas.

“Uma amiga minha foi com o marido e eles tiveram que voltar antes, porque ela estava sendo muito assediada pelos homens de lá, chegou ao ponto de perseguirem ela na rua”, conta. 

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

TURISMO

São Paulo 467 anos: confira a programação do aniversário da cidade

Avatar

Publicado


source
A cidade de São Paulo completa 467 anos nesta segunda-feira, 25
Reprodução

A cidade de São Paulo completa 467 anos nesta segunda-feira, 25

A cidade de São Paulo completa 467 anos hoje, 25 de janeiro. Para comemoração do aniversário, a prefeitura montou uma programação especial, por conta da pandemia com o tema “Memória, Consciência e Esperança”. A ideia é  celebrar sem aglomerar e homenagear as vítimas de Covid-19 e os profissionais de saúde.

Apesar da vacina do Butantan já ter começado em todo o estado de São Paulo nos grupos prioritários, a comemoração do aniversário será espalhada por toda a cidade para evitar aglomerações. Também haverá atividades em canais digitais, lembrando constantemente a necessidade do distanciamento social e do uso da máscara. Confira:

– Luminárias pela Vida Na área exterior do Theatro Municipal acontece uma instalação com 900 velas solares que representam luz e transformação, sob trilha musical da Orquestra Sinfônica Municipal sob a regência do maestro Roberto Minczuk. A instalação de Bruna Lessa é um tributo às vítimas da Covid-19.

Instalação Luminárias Pela Vida
Reprodução

Instalação Luminárias Pela Vida

– Formato Bloco O Cortejo Gonguê, uma trupe formada por músicos multi-instrumentistas levará marchinhas, sambas enredo, funk e soul para os bairros do Jaguaré, Vila Piauí, Vila Nova Cachoeirinha, Paraisópolis, Comunidade do Gato, Heliópolis, Cidade Tiradentes, Guaianases e São Remo, das 10h às 16h. No repertório estarão clássicos de Jorge Benjor, Tim Maia e Wilson Simonal. – Mapping São Paulo, Cidade-Ciência (Ateliê Digital Analógico) A projeção na fachada do Instituto Butantan trará um vídeo poético sobre os avanços da tecnologia da cidade, que se tornou o primeiro polo produtor de vacina contra a Covid-19 no Brasil. 

Veja Também  Destino dos famosos: conheça as belezas de São Miguel do Gostoso

– Projeto Quebrada Viva Para ser visto das janelas das casas, nas periferias da cidade, uma série de projeções em laser expõe frases de conscientização de artistas independentes. As mensagens fomentam amor, esperança, cuidado e afeto. – Aceita? Uma série de obras de arte em lambe-lambes, feitas pelo artista visual Moises Patricio, apresentam frases de conscientização, informações e dados sobre a pandemia nas regiões da Praça da República e das ruas Augusta, 7 de abril e Nestor Pestana. – Intervenção Vai Passar Uma exposição fotográfica no centro expandido mostra o cotidiano das pessoas na pandemia e o árduo trabalho dos profissionais da saúde. A exibição será feita em um painel de LED disposto em um caminhão e circulará pela região das 12 às 20h. Entre os fotógrafos participantes estão Felipe Iruatã, Brenda Alcântara, Filipe Cioccia Sastre Redondo, Lucas Ettore Chiereguini, Alan Rodrigo Alcantara Alves e Rodrigo Capote. – Retalhos de Esperança Cem costureiras responsáveis por confecção de máscaras durante o período da pandemia fizeram uma bandeira de retalhos para a Vila Itororó. Cada retalho contém recados de esperança e conscientização para a população. Também na Vila Itororó será exibido um filme que conta o processo de construção da bandeira e uma exposição irá retratar o trabalho desenvolvido.

Você viu?

– Nome Próprio Projeção de fotos de algumas das mais de 200 mil pessoas que faleceram por causa da Covid-19. A exposição é feita no prédio da Prefeitura Municipal de São Paulo, das 20h às 23h. – São Paulo 467 anos, histórias a se contar… (Coletivo Coletores) Minicircuito de arte digital que conta as memórias de quatro bairros da zona leste de São Paulo, Itaquera, Guaianases, Cidade Tiradentes e São Miguel Paulista.

– Protagonistas de Máscara Ação realizada em setembro pela Secretaria Municipal de Cultura nos hospitais Emílio Ribas e Clínicas que agora migra para a rua Augusta, na altura do número 400, com imagens de profissionais da saúde estilizadas como heróis de quadrinhos. Os usuários do Twitter podem enviar mensagens de apoio a esses profissionais pela hashtag #sp467, que serão projetadas em tempo real.

Protagonistas de Máscara
Reprodução

Protagonistas de Máscara

– Distribuição de exemplares de Macunaíma A partir das 10h, o livro de Mário de Andrade será distribuido em cinco bibliotecas do município: Vicente de Carvalho, Cora Coralina, Prestes Maia, Pedro Nava e Érico Veríssimo. – No universo digital:  mais de 40 atividades das mais diversas áreas culturais que serão exibidas nas redes sociais de centros culturais, casas de cultura e bibliotecas. Um recorte da diversidade paulistana com shows de rap, samba, rock, MPB, apresentações teatrais para adultos e crianças, de dança, contação de histórias, discussões sobre questões indígenas e uma exposição virtual sobre a história do circo. Entre as atividades on-line, destaque para Desvairada SP – Da Garoa aos Saraus, uma homenagem do Sarau do Binho, um dos precursores de eventos literários nas periferias da zona sul de São Paulo. No evento digital, a partir das 17h, poetas e músicos paulistanos relembram histórias vividas na cidade, com declamação de poemas e músicas que nos conduzem às suas ruas, becos e vielas.

O Mercadão é um dos principais polos gastronômicos de São Paulo
Reprodução

O Mercadão é um dos principais polos gastronômicos de São Paulo

Além da programação especial: Estarão abertos ao público alguns dos mercados municipais da cidade. Entre eles: Cantareira / Kinjo Yamato, das 3h às 15h; Pátio do Pari, das 4h às 17h; Paulistano (Mercadão), das 6h às 16h; Pirituba, das 7h às 18h; Teotônio Vilela, das 7h às 13h; e Vila Formosa, das 8h às13h. Os demais mercados municipais não vão abrir nesta segunda-feira, 25. Até o fechamento desta reportagem não havia sido confirmado se centros esportivos e os espaços verdes/de meio ambiente estarão abertos no feriado. O funcionamento de todos os espaços municipais durante o feriado pode ser conferido neste link .

Veja Também  São Paulo 467 anos: confira a programação do aniversário da cidade
Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana