conecte-se conosco


Economia

Envolvidos na morte de João Alberto no Carrefour são demitidos por justa causa

Publicado

Economia


source

Brasil Econômico

morte joão alberto
Reprodução/Twitter

Seguranças envolvidos na morte de João Alberto foram demitidos por justa causa de terceirizada que atua no Carrefour

Após a morte brutal de João Alberto Silveira Freitas , homem negro de 40 anos, em unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre, o Grupo Vector, empresa terceirizada do hipermercado, anunciou a rescisão por justa causa dos contratos de trabalho dos dois envolvidos no espancamento da vítima, que morreu por asfixia, de acordo com o laudo médico.

A empresa disse em comunicado lamentar “profundamente os fatos ocorridos e se sensibiliza com os familiares da vítima”. Em nota, o Grupo Vector  garantiu que não é responsável pela vigilância do prédio do Carrefour no bairro Passo D’Areia, onde ocorreu o crime, mas sim do setor de prevenção e perdas.

Veja Também  Projeto que altera a Lei de Falências segue para sanção

A companhia também prometeu auxiliar a Polícia Civil na elucidação dos fatos “estando à disposição das autoridades e colaborando com as investigações para apuração da verdade” e disse que “submete seus colaboradores a treinamento adequado inerente às suas atividades, especialmente quanto à prática do respeito às diversidades, dignidade humana, garantias legais, liberdade de pensamento, bem como à diversidade racial e étnica”.

Os vigias Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, policial militar temporário, foram presos em flagrante pela morte de João Alberto e autuados por homicídio triplamente qualificado. O crime foi flagrado pelas câmeras de segurança do local e ambos tiveram prisão preventiva decretada.

Comentários Facebook

Economia

LATAM oferece condições especiais para acúmulo de pontos na Black Friday

Avatar

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

LATAM oferece condições especiais para acúmulo de pontos na Black Friday

O LATAM Pass, programa de fidelidade do Grupo LATAM, segue com ofertas imperdíveis para a Black Friday. Entre os dias 25 e 28 de novembro, o programa oferece oportunidades para acumular de 3 a 12 pontos por real gasto nos hotsites da Renner, Americanas, Submarino e Shoptime.

Com isso, os clientes do programa LATAM Pass, que comprarem diretamente do hotsite Renner, até 27 de novembro, acumularão 12 pontos para cada real gasto.

Já entre os dias 25 e 28 de novembro, o LATAM Pass também oferece 3 pontos para cada real gasto em compras realizadas exclusivamente nos hotsites Americanas, Submarino e Shoptime. Em todas as ações, os pontos serão creditados em até 35 dias, após a emissão da nota fiscal da compra.

Esteja informado: clique aqui  e leia mais notícias de aviação!

O post LATAM oferece condições especiais para acúmulo de pontos na Black Friday apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Veja Também  LATAM oferece condições especiais para acúmulo de pontos na Black Friday

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Guedes classifica de exemplar parceria com Congresso em 2020

Avatar

Publicado


O ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou de “exemplar” a parceria com o Congresso Nacional em 2020. Ao comentar a aprovação da nova Lei de Falências pelo Senado, ele negou que o governo não tenha um plano para sair da crise econômica.

Guedes citou o desempenho da bolsa de valores, que voltou aos melhores níveis desde fevereiro, para justificar que as medidas tomadas pelo governo para enfrentar a crise estão dando resultado. Também destacou a manutenção da nota de risco do Brasil pela Agência Fitch, anunciada na semana passada, e os elogios recentes do Fundo Monetário Internacional (FMI) às medidas adotadas pelo Brasil durante a pandemia.

“Aí o ministro está fazendo um trabalho, a economia voltou em ‘V’ [forte queda seguida de forte retomada], a arrecadação está subindo, a economia está retomando o crescimento, já estava começando a crescer, foi atingida pela doença. Aí todo mundo estava achando que ia ser a pior coisa do mundo, a economia começa a voltar. A tragédia está aí, nos machucou, atingiu nossas famílias, é péssimo. Agora, o que adianta ficar jogando pedra?”, comentou o ministro.

Parceria

Em relação à parceria com o Congresso, Guedes citou, além da Lei de Falências, a aprovação de medidas para enfrentar a pandemia de covid-19. Ele destacou a aprovação do auxílio emergencial, de mais recursos para a saúde durante a pandemia do novo coronavírus e do pacote de ajuda aos estados e aos municípios, em troca do congelamento de salários no funcionalismo até o fim do ano que vem.

Veja Também  Guedes classifica de exemplar parceria com Congresso em 2020

Ele disse ter conversado recentemente com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), com a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) e com “senadores da oposição” para provar que tem “interlocução total” com o Congresso.

Avanços

O ministro citou a reforma da Previdência e a aprovação de novos marcos legais, como o do saneamento e do gás, como provas de que a agenda econômica está avançando. No entanto, também mencionou propostas paradas, como o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia (que precisa ser ratificado pelos parlamentos de todos os países), o pacto federativo e a reforma administrativa, como exemplo de que o Executivo está fazendo sua parte.

“Não peço elogios. Mas vocês deviam estar observando os fatos empíricos. Não se falou tanto em ciência, em fatos? Olhem os fatos, olhem o que foi feito antes. Nós entramos, fizemos a reforma da Previdência imediatamente, derrubamos os juros, economizamos agora mais R$ 300 bilhões com a reforma administrativa e mais de R$ 150 bilhões quando combinamos que não vai haver aumento de salários para o funcionalismo no meio da pandemia. Estamos fazendo coisas importantes”, afirmou o ministro.

Veja Também  Bolsonaro edita MP que isenta conta de luz para moradores do Amapá

Bolsa de valores

O ministro destacou a recuperação da bolsa para rebater críticas de que a equipe econômica está sem credibilidade. “A Bolsa sobe todo dia e o ministro está sem credibilidade? Eu sempre aprendi que é o contrário. A economia está acelerada, a geração de empregos está acelerada, a Bolsa sobe todo dia”, declarou.

Guedes acrescentou que a velocidade de implementação do plano da equipe econômica depende de timing político. Ele disse que o governo, no início, não tinha articulação política, mas está evoluindo. Afirmando haver “falsas narrativas”, o ministro disse haver uma “crise de desrespeito” no Brasil.

“Uma pessoa que eu nem sei quem é diz que eu estou desacreditado. O mercado faz novas altas todos os dias, mostrando que há confiança na política econômica brasileira. O dólar descendo, a bolsa subindo, a economia voltando em ‘V’, os investimentos entrando”, comentou.

Guedes deu entrevista nesta quarta-feira (25) na portaria do Ministério da Economia após a aprovação do texto final da Lei de Falências. Ele estava acompanhado do secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, e do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana