conecte-se conosco


Mato Grosso

Sábado (21): Mato Grosso registra 154.839 casos e 4.082 óbitos por Covid-19

Publicado

Mato Grosso


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (21.11), 154.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.082 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 243 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 154.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.071 estão em isolamento domiciliar e 145.257 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 133 internações em UTIs públicas e 125 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33% para UTIs adulto e em 14% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (33.452), Rondonópolis (11.444), Várzea Grande (11.025), Sinop (8.155), Sorriso (6.631), Lucas do Rio Verde (6.097), Tangará da Serra (5.980), Primavera do Leste (5.190), Cáceres (3.595) e Nova Mutum (3.237).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Veja Também  Detran-MT retoma ações educativas com palestras sobre segurança no trânsito

O documento ainda aponta que um total de 121.383 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 217 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (20), o Governo Federal confirmou o total de 6.020.164 casos da Covid-19 no Brasil e 168.613 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.981.767 casos da Covid-19 no Brasil e 168.061 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (21).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Veja Também  "Programa trará segurança, celeridade e transparência para o processo ambiental", diz governador

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Concessão de rodovias no Médio Norte de MT atrai investidor após leilão deserto em 2018

Avatar

Publicado


O lote de rodovias no Médio-Norte de Mato Grosso, o Lote 2, abrange 233,2 quilômetros as MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, na região de Tangará da Serra, e já possui investidor interessado em assumir a concessão. Em 2018, esse mesmo lote, que abrange os trechos de Jangada a Itanorte, foi colocado para leilão por duas vezes. Na primeira vez, não houve propostas e a sessão foi declarada deserta. Em razão disso, na época, o edital foi modificado, a sessão reagendada e, mesmo assim, nenhuma empresa apresentou propostas de preço.

Para este lote, uma empresa apresentou proposta de preço e deve participar do leilão, na quinta-feira (26.11), na sede da B3, a bolsa de valores oficial do Brasil, na cidade de São Paulo. A sessão pública está marcada para as 14h (horário de Brasília), com a presença do governador Mauro Mendes.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Marcelo de Oliveira, uma empresa se interessar em participar do leilão neste momento é a demonstração da credibilidade da atual administração do Governo do Estado, que fez todas as readequações necessárias nos estudos e edital para que a concessão se tornasse de fato competitiva ao mercado investidor.

Todos os estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica referentes aos três lotes em licitação, bem como as respectivas minutas de edital e contrato, foram realizados pela Secretaria-adjunta de Logística e Concessões da Sinfra junto ao Grupo Houer Concessões.

Neste lote de Tangará da Serra, foram feitas modificações na modelagem técnica e adequações necessárias para padronizar o processo de concessão a todos os demais lotes propostos à iniciativa privada. A principal mudança foi o estabelecimento de valores mínimo e máximo da tarifa de pedágio como critério de julgamento da proposta vencedora, tendo como critério de desempate o maior valor de outorga.

Veja Também  "É a terceira vez que a primeira-dama nos atende e sabemos que podemos contar sempre com ela", diz presidente do movimento dos catadores

Nos editais anteriores, o critério estipulado era o de maior outorga, de modo que a tarifa de pedágio era fixa para todos os lotes colocados pela administração da época para concessão. Na ocasião, outros lotes também estavam para concessão na MT-100, em Alta Araguaia, e nas rodovias MT-320 e MT-208, em Alta Floresta.

“Naquela época, a tarifa não mudava conforme o lote e o critério era de maior outorga. Fizemos modificações e esse edital de Tangará da Serra sofreu alterações para padronizar com os outros lotes que estão em concessão pela atual administração, em um total de 512 quilômetros. A partir dessas mudanças, o edital de Tangará ficou mais atrativo, além de atender o interesse do usuário em primeiro lugar, de pagar a menor tarifa”, disse o secretário Marcelo de Oliveira.

O secretário destacou ainda que o interesse das empresas também se dá em razão da postura adotada pelo Governo de Mato Grosso desde o início da atual gestão, com foco em reequilibrar as contas públicas, através de políticas austeras e controle de despesas. Isso passa credibilidade e confiabilidade a todos os investidores e ao mercado brasileiro.

Veja Também  Primeira-dama entrega cheques para instituições beneficiadas com recursos do bazar Vem Ser Mais Solidário

“Com toda essa pandemia no Brasil, Mato Grosso está nessa pujança. Fazendo obras, investindo, pagando a todos em dia. Somente com obras da Sinfra temos 300 canteiros de espalhados em Mato Grosso. Somos um Estado exemplo de boa gestão, de investimentos aplicados de forma correta e que tem um planejamento para investir ainda mais, com o programa Mais MT, por exemplo, que prevê investimentos em todas as áreas”, afirmou.

Outros lotes

Além das rodovias da região Médio Norte, também está em concessão o Lote 1, com 138,4 quilômetros da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop, além do Lote 3, com 140,6 quilômetros da MT-130, entre Primavera do Leste e Paranatinga. 

Ao todo, estão previstos investimentos na ordem de R$ 3,341 bilhões nas melhorias na infraestrutura rodoviária, com a realização de serviços definitivos de recuperação, implantação de acostamentos, passarelas e sinalização, por exemplo, bem como a operação e conservação das rodovias que a iniciativa privada terá de fazer nos 30 anos dos contratos de concessão.

Leilão na B3

Para assegurar a confiabilidade e transparência de todo este processo de concessão, o leilão é conduzido pela Comissão Permanente de Licitação da Sinfra e assessorado pela B3.  Tal medida fomenta a competitividade, pois permite a participação de empresas nacionais e estrangeiras, isoladamente ou reunidas em consórcio, e garante credibilidade a todo o processo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

“É a terceira vez que a primeira-dama nos atende e sabemos que podemos contar sempre com ela”, diz presidente do movimento dos catadores

Avatar

Publicado


Famílias carentes que sobrevivem da reciclagem e da coleta de materiais descartados no Aterro Sanitário de Cuiabá foram beneficiadas com cestas básicas e kits de roupas e calçados doados pela primeira-dama Virginia Mendes, por meio da campanha Vem Ser Mais Solidário. Ao todo foram beneficiadas 300 famílias. Esta já é a terceira vez que a primeira-dama atende o aterro sanitário.

A secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, participou das entregas e ressaltou a relevância do trabalho social para as famílias carentes. “Estamos aqui representando a nossa primeira-dama com a intenção de ser como uma mão protetora acolhendo e amparando os mais vulneráveis. Entregamos 300 cestas básicas e kits de roupas aqui no lixão”, pontuou.

Para o representante do Movimento Nacional de Catadores de Material Reciclável em Mato Grosso, Thiago da Silva Duarte, a ação social representa comida na mesa das famílias que realmente precisam. “A gente agradece muito por este trabalho de solidariedade que a primeira-dama vem realizando. É a terceira vez que ela nos atende e sabemos que se precisar novamente podemos contar sempre com ela”.

Veja Também  Detran-MT retoma ações educativas com palestras sobre segurança no trânsito

Além da cesta básica, Willian Geraldo de Jesus, que trabalha há 20 anos no lixão recebeu um tênis que, segundo ele foi o melhor presente que ganhou nos últimos anos. “Estou muito feliz com as doações, das outras vezes recebi alimento e agora ganhei também um tênis que há tempos queria, mas não tinha condições, Deus abençoe a todos”, disse.

O “Vem Ser Mais Solidário” foi criado com o objetivo de amenizar o sofrimento das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Iniciada em abril deste ano, a ação já realizou a distribuição de 330 mil cestas básicas, beneficiando mais de 1,7 milhão de pessoas carentes em todo Mato Grosso. O Governo do Estado, através do programa Mais MT, direcionou R$ 42 milhões em recursos para que a campanha seja permanente.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana