conecte-se conosco


Economia

Ex-ministro Abraham Weintraub é reeleito diretor-executivo do Banco Mundial

Publicado

Economia


source

Brasil Econômico

Abraham Weintraub falando ao microfone
Agência Brasil

Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação e atual diretor-executivo do Banco Mundial

O ex-ministro da Educação  Abraham Weintraub  foi reeleito nesta sexta-feira (30) para mais dois anos de mandato como diretor-executivo do conselho do  Banco Mundial . A informação foi divulgada pela própria instituição hoje e o mandato começa no domingo (1º).

Weintraub já ocupava a diretoria-executiva do banco como substituto, em uma espécie de “mandato-tampão” que termina neste sábado (31).

Segundo o Banco Mundial, o ex-ministro foi eleito como representante de Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago.

Weintraub deixou o MEC em junho, em meio a uma série de polêmicas. Alvo de dois inquéritos – um que  apura declarações racistas contra chineses e outro sobre ameaças a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Weintraub foi indicado pelo governo Bolsonaro para uma vaga fora do país.

Veja Também  Taxa de desocupação no país registra 13,8% de maio a julho

Além disso,  o ex-ministro chamou os ministros do STF de “vagabundos” e disse que todos eles deveriam ser presos na reunião ministerial de 22 de abril. O comentário deixou o clima ainda pior para que Weintraub continuasse no governo.

Comentários Facebook

Economia

Panettone a R$ 1: rede de supermercados faz Best Friday até domingo; conheça

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

panettone
Divulgação

Panettone Gotas de Chocolate da rede Barbosa Supermercados sai por R$ 1 em compras no Rappi

A tão esperada Black Friday, temporada de descontos que ganha cada vez mais força no Brasil e aquece as vendas de todo o varejo, chegou! Nesta sexta-feira (27), produtos de todos os segmentos têm descontos e condições especiais em muitas lojas.

Na Rede Barbosa Supermercados , que possui 30 unidades localizadas em São Paulo, na capital, na Grande São Paulo e também no interior, a ação Best Friday traz descontos de até 50% em todos os setores, incluindo bebidas, bazar, perfumaria, limpeza, entre outros, até o próximo domingo, dia 29 de novembro.

Neste ano, a Best Friday contempla também os pedidos de delivery, pensando na pandemia e em evitar aglomerações. Em parceria com a Rappi , o Barbosa Supermercados está com ofertas especiais no app, e o item natalino mais esperado do ano que ganha preço irresistível, o panettone . Nesta sexta, 27 de novembro, para todos os pedidos feitos pelo aplicativo, o Panettone Gotas de Chocolate Barbosa, de 400g, será vendido a 1 real.

Veja Também  Confiança da indústria atinge maior valor em dez anos, diz FGV

Outra novidade que a rede de supermercados inaugura no período, é a venda de TV´s a preços competitivos, com destaque para modelos de 43″ e 55″.

“Apostamos na campanha de rebaixamento de preços para mostrar que no Barbosa Supermercados o Best Friday é real. Além disso, ampliamos as condições de parcelamentos sem juros”, afirma o coordenador de marketing Weslley Novax.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Empresas e pessoas físicas pagam juros mais altos em outubro, diz BC

Avatar

Publicado


As empresas e famílias pagaram juros mais altos nas operações de crédito em outubro, informou hoje (27) o Banco Central (BC), ao divulgar as Estatísticas Monetárias e de Crédito.

A taxa média de juros para as pessoas físicas no crédito livre chegou a 38,9% ao ano, aumento de 0,9 ponto percentual em relação a setembro. Já a taxa média das empresas ficou em 12% ao ano, alta de 0,5 ponto percentual na comparação com o mês anterior.

Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, depois de um longo período de redução de taxas, as instituições financeiras elevaram os juros em outubro, mas ainda não é possível saber se a alta é uma tendência. “Esse movimento, pelas estatísticas que temos até agora, foi pontual. Não temos elementos para falar se a tendência será de aumento ou de retorno para o nível de setembro”, disse.

A taxa do crédito pessoal (não consignado) chegou a 77,1% ao ano, com aumento de 7,6 pontos percentuais em relação a setembro. Os juros do crédito consignado subiram 0,7 ponto percentual para 19,2% ao ano.

Os juros médios do rotativo do cartão de crédito também subiram. A taxa chegou a 317,5% ao ano, com alta de 7,8 pontos percentuais. No caso do rotativo regular, quando o cliente paga pelo menos o valor mínimo da fatura, a taxa chegou a 285,7% ao ano, alta de 17,6 pontos percentuais. A taxa do rotativo não regular chegou a 339,4% ao ano, aumento de 2,6 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

Veja Também  Confiança da indústria atinge maior valor em dez anos, diz FGV

Já a taxa do cheque especial ficou em 112,9 % ao ano, queda de 1,1 ponto percentual em relação ao mês anterior.

Essas taxas são do crédito livre, em que os bancos têm autonomia para emprestar o dinheiro captado no mercado e definir as taxas de juros cobradas dos clientes. 

Já o crédito direcionado tem regras definidas pelo governo, e é destinado, basicamente, aos setores habitacional, rural, de infraestrutura e ao microcrédito.

No caso do crédito direcionado, a taxa média para pessoas físicas caiu 0,1 ponto percentual para 6,9% ao ano. Para as empresas, a taxa subiu 1 ponto percentual para 7,7% ao ano.

Inadimplência

A inadimplência – considerados atrasos acima de 90 dias – das famílias e das empresas, no crédito livre, recuou 0,1 ponto percentual para 4,5% e 1,5%, respectivamente.

No crédito direcionado, a inadimplência recuou 0,1 ponto percentual para as famílias, ficando em 1,3%. Para as empresas, também caiu 0,1 ponto percentual e chegou a 1,4%.

Saldo

O saldo total das operações de crédito do sistema financeiro alcançou R$ 3,872 trilhões em outubro, crescendo 1,4% no mês, com aumentos de 1,7% em pessoas físicas (saldo de R$ 2,2 trilhões) e de 1% na carteira de pessoas jurídicas (saldo de R$ 1,7 trilhão). “Em 12 meses, o crescimento da carteira total acelerou de 13,4% para 14,5%, resultado de expansões nos créditos às empresas (de 18,9% para 21,1%) e às famílias (de 9,4% para 9,8%)”, disse o BC.

Veja Também  Taxa de desocupação no país registra 13,8% de maio a julho

O crédito livre para pessoas jurídicas totalizou R$ 1,049 trilhão, com aumentos de 0,8% no mês e de 25,2% em 12 meses. O BC destaca as operações de capital de giro acima de um ano, aquisição de veículos e repasses externos (devido à variação cambial).

O saldo do crédito livre a pessoas físicas alcançou R$ 1,2 trilhão, após elevações de 1,9% no mês e de 9,3% em 12 meses, com aumentos em crédito pessoal consignado e não consignado, cartão à vista e financiamentos de veículos.

Segundo o BC, no crédito direcionado, a carteira de pessoas jurídicas alcançou R$ 664 bilhões em outubro, com elevações de 1,4% no mês e de 15,2% em 12 meses, “refletindo a expansão em outros créditos direcionados (8% no mês e 121% em 12 meses), devido aos programas de apoio a micro, pequenas e médias empresas criados para combater os efeitos da pandemia” [de covid-19]. 

O saldo com pessoas físicas alcançou R$ 982 bilhões, aumentos de 1,3% e de 10,4% nas mesmas bases de comparação, prosseguindo as expansões em crédito rural e financiamento imobiliário.

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana