conecte-se conosco


Meu Pet

Seu cão está latindo demais? Isso pode ser consequência do isolamento

Publicado

Meu Pet


source

Os latidos são uma das várias formas de comunicação dos cães. É por meio desse sinal sonoro que o pet pode manifestar suas emoções. Porém, quando ocorre em excesso, o ato é um sinal de alerta, que pode indicar desconforto, medo e até o tédio, muito frequente durante a quarentena do novo coronavírus (Sars-CoV-2). 

“Latir de forma constante é o meio utilizado pelo pet para dizer ao tutor que algo está errado. O comportamento pode ser estimulado por uma série de fatores, desde excitação, um barulho desconhecido, ou até mesmo por questões de ansiedade e estresse . Por isso, é importante ficar atento. Essa manifestação é um indicativo de que o animal está enfrentando uma situação desafiadora”, explica a veterinária da Unidade de Pets da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

Cachorro latindo
Reprodução

Cães latindo em excesso pode ser um problema

Identificar as razões que estimulam o comportamento do pet é fundamental para buscar alternativas para solucionar o problema. “Alguns cães latem ao associar um som desconhecido a uma ameaça. Nesse cenário, o ideal é distrair o animal do foco do barulho, voltando sua atenção para outra atividade, como por exemplo uma brincadeira. Dessa forma o pet entenderá que está tudo sob controle”, detalha Priscila.

Veja Também  Black Friday: veja como aproveitar as promoções de artigos para o seu pet

Ansiedade de separação

A ansiedade de separação  é uma das causas mais comuns das vocalizações excessivas. Pode ser ainda mais frequente durante a retomada das atividades na pandemia, já que consiste no processo em que os donos voltam à rotina e se separam bruscamente dos pets.

Os animais que sofrem com essa condição se sentem incomodados por ficar sozinhos e demostram sua frustação por meio de comportamentos destrutivos, como arranhar portas, roer itens da mobília ou até mesmo tentativas de fuga, o que pode acarretar em acidentes. “Nestes casos, o latido é utilizado pelo pet como forma de manifestar seu desconforto”, afirma Priscila.

Para solucionar esse problema é necessário tornar o momento positivo para o cão quando ele precisar ficar sozinho. O indicado é que o animal seja treinado desde filhote a lidar com situações onde ficará longe do tutor.

Para isso é necessário investir em uma série de medidas que auxiliem o pet se acostumar positivamente com esse cenário, podem ser pequenas horas do dia em que ele fica em um cômodo diferente da casa ou até mesmo uma saída rápida do tutor.

“Sempre associar a ausência do tutor a algo positivo para o cão como um brinquedo recheado de petisco ou mesmo um novo brinquedo para ele passar o tempo com uma atividade diferente. Dessa forma, o pet começa a ter contato com alguns graus de separação e entenderá que ficará, por alguns instantes, separado do tutor, e que ficará tudo bem nesses momentos. O ideal é fazer isso diariamente”, explica Priscila.

Veja Também  Cachorro com prótese nas pernas ganha medalha por servir ao exército britânico

Excesso de energia

O excesso de energia é outro fator que pode estimular os latidos. Animais que ficam muito tempo sem realizar atividades se entediam com facilidade. Isso pode ser um fator muito presente por conta da pandemia. Nestes casos, algumas medidas simples, como exercitar o cão diariamente, realizar passeios e brincadeiras podem auxiliar a minimizar o problema.

“O enriquecimento ambiental é outro fator importante que pode contribuir para o bem-estar do pet, especialmente dos que ficam mais tempo sozinhos. O cão precisa associar aquele momento com algo positivo. A dica é entretê-los. Para isso o tutor pode, esconder petiscos pela casa ou adquirir brinquedos educativos que ajudem a manter o pet ocupado enquanto estiver sozinho”, conta Priscila.

A veterinária ainda dá a dica do uso de um análogo sintético do odor materno canino no ambiente, que também pode ser uma ferramenta importante. Ele é vendido em petshops na forma de difusor e dura até 30 dias. É responsável por transmitir ao cão a sensação de conforto e bem-estar, e ajudará a diminuir o estresse e ansiedade no pet.

Fonte: IG PET

Comentários Facebook

Meu Pet

Ao imitar feição do Gato de Botas, felino viraliza na web

Avatar

Publicado


source
Mister Poe Poe
Reprodução Instagram

Mister Poe Poe

Um gatinho está fazendo muito sucesso em redes sociais como Instagram e TikTok. Batizado de Mister Poe Poe, ele convence – em todos os vídeo que protagoniza – sua dona a lhe dar algum tipo de guloseima ou petisco.

Além desse incrível talento de persuasão, outro fator fez do gatinho uma sensação na internet: a semelhança com o Gato de Botas. Para quem não sabe, o personagem é um felino antropomórfico que é conhecido por seu talento para o roubo.

Ao BoredPanda, Deborah De Asis, dona do bichano, falou sobre o poder de persuasão de seu pet. “Eu tento resistir a dar muito petisco a ele porque ele está engordando um pouco, mas ele é bom de luta”.

“Nós o adotamos quando ele tinha 8 semanas. Ele é muito brincalhão, doce e pegajoso. Ele gosta de abraços, chora todas as manhãs até a gente acordar e dar atenção a ele. Ele é muito expressivo e tem muitos carões”, completou ela.

Veja Também  Vídeo de cachorra assistindo "O Rei Leão" é a coisa mais fofa que você verá hoje
Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Meu Pet

Conheça Gudan, o husky siberiano sensação do TikTok

Avatar

Publicado


source


gudan
Divulgação

Conheça a sensação do TikTok, Gudan, o husky


Cachorros fazem muito sucesso na Internet, diversos internautas passam horas e mais horas procurando vídeos de animais fofinhos fazendo as maiores peripécias ou simplesmente sendo eles mesmos, o que já é encantador. 

Gudan, o Husky Siberiano tornou famoso nas redes com seus vídeos engraçados. O cãozinho tem apenas 9 meses e mais de três milhões de seguidores no TikTok. Ele mora com seus donos (ou empregados, como os chama nos vídeos) e com suas companheiras e amigas , Dona Rosa, uma schnauzer de oito anos, e Blant, uma Husky Siberiana de seis meses. 


Todos os vídeos de Gudan, que recebeu esse nome por conta da cor acinzentada, mostram o cachorro no “modo turbo”, que ele aparece correndo pela casa, parques e nas praias de Curitiba. 

O modo turbo 

Para descarregar toda a energia do animal, os donos sempre levam o pet para escaladas, corridas e até mesmo andar de skate. Mas, mesmo assim, quando o modo turbo de Gudan ataca, nada para. 


Apesar de muito amigável, ele já deixou algumas surpresas para os donos, como no dia que eles os deixaram sozinho por algumas horas e chegaram em casa com as paredes todas sujas de terra. “Gostaram da minha arte?”, brincou o narrador do vídeo que viralizou no TikTok. 

Apesar de ser bem arteiro, Gudan é um cachorro amigável, carinhoso e tem um gosto peculiar por morder mãos. Ele inclusive tem uma namorada, que  encontrou pelo TikTok, a husky Hannah Banana, que foi visitá-lo. Obviamente esse encontro foi registrado e o momento fofura viralizou. 

Confira os melhores momentos do cinzento no TikTok: 




Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Veja Também  Black Friday: veja como aproveitar as promoções de artigos para o seu pet
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana