conecte-se conosco


APOIO DE PESO

Vice de Mauro Mendes, Otaviano Pivetta declara apoio à coronel Fernanda

Publicado

Política

Assessoria

O vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta (PDT), o deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), e o candidato a prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz (Cidadania), aderiram à candidatura ao Senado da Patriota, coronel Fernanda, número 511.

O anúncio dos apoios foi feito na noite desse sábado (17), após uma caminhada pelas ruas do bairro Tessele Júnior, na qual estavam os líderes políticos e apoiadores da coligação “Gente que Faz”.

Pivetta apresentou Fernanda aos luverdenses e enfatizou o apoio à militar.

“Decidi que a coronel Fernanda é a minha futura senadora. Quero que ela me represente porque é uma pessoa sem mácula e honesta, que embora não tenha experiência política é uma pessoa limpa, honrada e que tenho certeza que irá ouvir e atender à população mato-grossense”.

Já o deputado Fávero destacou que a candidata é a escolha feita pelo presidente da República Jair Bolsonaro e que acata sua decisão.

“Nosso presidente foi claro quanto a quem queria como nossa senadora, queria uma mulher, uma pessoa que respeita a família e que ama nossa Pátria, não tem outro candidato que preencha esses requisitos. Ela será a melhor senadora que o Brasil já teve, Mato Grosso fará história com a coronel Fernanda no Congresso. No dia 15 de novembro vamos eleger a Fernanda”, frisou.

Veja Também  Politec de Água Boa enfrenta dificuldades para execução dos trabalhos

O candidato a prefeito Miguel Vaz agradeceu a presença da candidata na caminhada e disse que o município de Lucas do Rio Verde a recebe de braços abertos e conta com sua ajuda em Brasília.

“Estou feliz de receber em nossa cidade uma mulher digna de ocupar a vaga do Senado. Precisamos de mais mulheres valentes na política. Meu desejo é que a senhora tenha sucesso e esteja junto conosco trabalhando pelo bem do povo de Lucas do Rio Verde. Desde já somos muito gratos por estar aqui na nossa cidade”, pontua.

Eleição suplementar
Coronel Fernanda é a única mulher que disputa o pleito ao Senado.

Ela concorre com outros dez candidatos do sexo masculino.

O convite para a disputa ao Senado partiu do presidente Bolsonaro que após selecionar diversos currículos a escolheu.

Para reforçar a missão dada à ela, o presidente já fez três lives avalizando que a coronel Fernanda é sua indicada para ajudá-lo no Senado.

Neste ano, somente Mato Grosso elegerá um senador, a eleição suplementar ocorrerá no dia 15 de novembro, devido à vaga deixada pela ex-juíza Selma Arruda, que foi cassada.

Comentários Facebook

Política

Fávaro quer esconder sua aliança com o PT, afirma Leitão

Kayan Henrique

Publicado

Fávaro quer esconder sua aliança com o PT, afirma Leitão

Candidato ao Senado, Nilson Leitão (PSDB) observa a falta de nexo em quem diz apoiar Jair Bolsonaro, mas que vem de um partido cuja principal aliança é o Partido dos Trabalhadores (PT). Amigo íntimo de Lula e de Dilma Rousseff, Gilberto Kassab, fundador e presidente do PSD, apoiou a campanha de Carlos Fávaro ao Senado em 2018 e continua a fazê-lo em 2020. Além disso, a forte ligação entre o partido de esquerda e Fávaro ficou ainda mais evidente ao contratar o ex-ministro de Rousseff, José Eduardo Cardozo, para cassar o mandato de Selma Arruda (na época, do PSL).

A manobra foi liderada por Fávaro, que, nas eleições passadas, tinha ficado em terceiro lugar na disputa pelas duas vagas abertas em 2018. Ao lado de Cardozo, ex-ministro da Justiça e advogado de Dilma durante o processo de impeachment, ele arquitetou a retirada de Selma Arruda do Senado. Nilson aponta o que ajudou a construir sua carreira política, porém reconhece que Carlos Fávaro só tem um lado na política, o dele.

Veja Também  Delegado Claudinei discute demandas da educação de Rondonópolis na Seduc

“Para isso, ele faz qualquer tipo de coisa, ele se envolve com qualquer tipo de gente, ele abandona qualquer um para não se sacrificar. Para tentar pegar o cargo, vimos ele contratando um advogado petista a peso de ouro. O único que importa, para ele, é ele mesmo. Eu conheço Carlos Fávaro e a ética não faz parte de seu vocabulário”, ressaltou o tucano.

Outro ponto em comum com os petistas foi revelado quando a esposa de Ivan Guimarães, Márcia Zampiron, foi encontrada trabalhando como assessora no gabinete de Carlos Fávaro. Ela, que tinha sido alvo da Polícia Federal na “Operação E$quema S”, escancarou o elo do parlamentar mato-grossense com o alto escalão do PT. Seu marido, conhecido como “Ivan, O Terrível”, manteve longa amizade com José Dirceu, Delúbio Soares, Patrus Ananias e Waldomiro Diniz. Ele também foi presidente do Banco Popular no governo Lula e membro da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

A pandemia de coronavírus também foi um dos responsáveis pela sobrevida política do substituto. Assim, o senador-tampão coloca em prática, desde então, um projeto de governo que não foi escolhido e aprovado pelo voto popular. “O cargo de Senador é um cargo que ele ocupa de forma ilegítima”, concluiu Leitão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Pesquisa aponta liderança de Kalil com 54,8% em Várzea Grande

Abdalla Zarour

Publicado

Assessoria

O candidato Kalil Baracat (MDB) lidera a corrida pela Prefeitura de Várzea Grande. Pesquisa do Instituto Avaliar divulgada nesta sexta-feira (30.10) mostra o candidato do MDB com 54,8% dos votos válidos.

Em segundo aparece o candidato Flávio Frical (PSB), com 25,9% dos votos válidos.

Emanuelzinho (PTB) é o terceiro com 15,8% e, Miltão (Psol), tem 3,5%.

Na pesquisa estimulada, quando os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor, Kalil aparece com 37,3% das intenções de voto. Nessa modalidade, Flávio Frical tem 17,6%; Emanuelzinho tem 10,7%; e Miltão tem 2,9%.

Outros 15,3% dos eleitores entrevistados disseram que votariam em branco, nulo ou nenhum; e 16,7% não souberam ou não opinaram.

Espontânea

Kalil também lidera na pesquisa espontânea, quando o entrevistador não apresenta a lista dos candidatos.

Nessa modalidade, Kalil tem 24,5%; Flávil Frical tem 12,6%; Emanuelzinho tem 6,5%; e Miltão tem 1,4%.

Do total de entrevistados, 0,4% disseram que votariam em outros candidatos; 16,3% votariam em nulo, branco ou nenhum; e 38,3% não souberam ou não opinaram.

Veja Também  Nova resolução mantém horário reduzido na ALMT até o dia 13/11

A pesquisa

O Instituto Avaliar entrevistou 680 eleitores em Várzea Grande no período de 26 a 28 de outubro.

A margem de erro é de 3,75 pontos percentuais para mais ou para menos. E o nível de confiança é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número: MT-01549/2020.

Pesquisa Avaliar VG - 301020

Pesquisa Avaliar VG - 301020

Pesquisa Avaliar VG - 301020

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana