conecte-se conosco


Nacional

Paciente de 8 anos que retirou tumor cerebral raspa cabelo de médico; assista

Publicado

Nacional


source
médico cabelo raspado por menino de 8 anos
Reprodução/Instagram

Médico teve cabelo raspado por paciente de 8 anos que retirou tumor cerebral em hospital de São Paulo

O neurocirurgião Caio Nuto, que trabalha no Hospital do Mandaqui, na Zona Norte de São Paulo, viralizou e emocionou as redes sociais após postar fotos e vídeos com Pedro, paciente de 8 anos que retirou um tumor cerebral, raspando seu cabelo e desenhando uma ‘cicatriz’ em sua cabeça.

O médico prometeu ao menino que deixaria ele raspar seu cabelo após a cirurgia para retirada de um tumor benigno no cérebro caso Pedro precisasse ficar careca para realizar o procedimento. A cena foi registrada pelo próprio neurocirurgião que, com a devida autorização dos pais, registrou o momento. Confira:

A operação de Pedro foi realizada no último dia 9 de outubro e ele teve alta na quarta-feira (14), após internação e uma série de cirurgias desde setembro. Nos vídeos raspando o cabelo do médico, o menino aparece sorrindo e brincando com ele.

A publicação do neurocirurgião viralizou, recebendo uma série de comentários que parabenizam a atitude do profissional e celebram a vida da criança.

Após ter seu cabelo raspado , o médico dá a Pedro uma canetinha e pede que ele desenhe em sua cabeça o trajeto da cicatriz deixada pela cirurgia para retirada do tumor na cabeça do menino de 8 anos.

“Pedrão, vou ficar igual a você. Vai, pinta de novo. Caramba, Pedrão, você fez a cicatriz melhor que o neurocirurgião, mostra a tua”, disse Caio. Pedro, então, respondeu, rindo: “Acho que nós dois está ferrado”.

Nicolas, outro garoto que também estava no hospital, aproveitou a diversão e entrou na brincadeira, se divertindo ao raspar o cabelo do médico.

Comentários Facebook
Veja Também  Ministro da Saúde, Pazuello é internado com piora em quadro de Covid-19

Nacional

Ministro da Saúde, Pazuello é internado com piora em quadro de Covid-19

Avatar

Publicado


source
Bolsonaro e Pazuello gravaram um vídeo juntos na última semana. Ministro teve piora em seu quadro de saúde e foi internado na noite de hoje (30)
Reprodução

Bolsonaro e Pazuello gravaram um vídeo juntos na última semana. Ministro teve piora em seu quadro de saúde e foi internado na noite de hoje (30)

O ministro Eduardo Pazuello , que há uma semana testou positivo e estava em se recuperando em casa, foi internado num hospital particular de Brasília na noite desta sexta, 30, com comprometimento em parte do pulmão.

Um dia depois de anunciar o diagnóstico, o Pazuello se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro em uma transmissão nas redes sociais.

Ele afirmou que estava sendo medicado com hidroxicloroquina, nitazoxanida e azitromicina e havia acordado “zero bala”.

Matéria em atualização

Comentários Facebook
Veja Também  B.O acusa Russomano de tentar roubar gerador de R$ 125 mil
Continue lendo

Nacional

Câmara deve acelerar votação de PECs após o primeiro turno das eleições

Avatar

Publicado


source
Arthur Lira, deputado do PP-AL
Agência Câmara

Arthur Lira, deputado do PP-AL

O deputado Arthur Lira (PP-AL), revelou hoje (30) que o bloco do centrão (PP, PL, PSD, Solidariedade e Avante) está disposto a fazer um esforço concentrado para acelerar a votação dos projetos prioritários após o primeiro turno das eleições, que ocorre dia 16 de novembro.

Entre os projetos citados pelo deputado estão a PEC Emergencial e o PLP 137/2020 – projeto que libera dinheiro de fundos públicos para o governo usar em despesas emergenciais, como a pandemia.

“Para essas pautas, estamos nos propondo votar cinco dias por semana de segunda a sexta do dia 16 até o dia 20 de dezembro”, afirmou à CNN Brasil.

A articulação do governo vai concentrar esforços para liberar R$ 177 bilhões, que atualmente estão presos em dezenas de fundos. O projeto é visto como essencial, uma vez que o governo enfrenta dificuldade para vender no mercado títulos da dívida de longo prazo.

Já a PEC Emergencial é considerada importante como forma de sinalizar ao mercado que o governo seguirá respeitando o teto de gastos. Apesar da disposição do centrão, Maia acredita que não há tempo suficiente para votar os projetos até o final do ano.

Veja Também  "Amanhã é oportunidade para me assassinarem", fala Renata Castro antes de morrer

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana