conecte-se conosco


Política

PL sobre a criação do programa de apoio à mulher empreendedora recebe aval da Fecomércio

Publicado

Política


PL do deputado Dr. Eugênio recebe aval da Fecomércio-MT

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Na última terça (13), o deputado estadual Dr. Eugênio (PSB) recebeu uma nota técnica enviada pelo superintendente da Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), Igor Cunha, com parecer favorável ao Projeto de Lei n° 405/2020, que visa criar o Programa de Apoio à Mulher Empreendedora de Mato Grosso. A proposta foi apresentada em maio de 2020 e aguarda parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa.

O PL propõe incentivos para o incremento das atividades econômicas, com as seguintes medidas: realização de cursos de empreendedorismo feminino a serem realizados pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), fomento à criação de vagas de empregos a serem preenchidas exclusivamente por mulheres, criação de linhas de crédito específicas para criação, manutenção e expansão de seus empreendimentos, certificação estadual das empresas que apoiam as atividades econômicas, criação de procedimentos que facilitem a legalização de atividades autônomas, inclusive perante a Junta Comercial do Estado de Mato Grosso.

Veja Também  Calendário para discussão do PLOA 2021 será definido em novembro

De acordo com a nota técnica da Fecomércio, “as medidas almejadas no PL em comento são valiosas e indispensáveis, uma vez que o número de mulheres que são as provedoras do lar tem crescido sobremaneira, justificando a necessidade de criação de disposições que visem à consecução desses fins”.

A nota técnica encerra com a seguinte conclusão: “Por todo o exposto, a Fecomércio/MT se posiciona de forma favorável ao PL, por entender que este traz importantes medidas de incentivo às mulheres empreendedoras”.

O parlamentar falou sobre a importância de apoio em sua proposta. “Sozinhos não chegamos a lugar algum. Ter apoio nas nossas propostas é fundamental para que obtenhamos o sucesso”, disse Dr. Eugênio.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Fávaro quer esconder sua aliança com o PT, afirma Leitão

Kayan Henrique

Publicado

Fávaro quer esconder sua aliança com o PT, afirma Leitão

Candidato ao Senado, Nilson Leitão (PSDB) observa a falta de nexo em quem diz apoiar Jair Bolsonaro, mas que vem de um partido cuja principal aliança é o Partido dos Trabalhadores (PT). Amigo íntimo de Lula e de Dilma Rousseff, Gilberto Kassab, fundador e presidente do PSD, apoiou a campanha de Carlos Fávaro ao Senado em 2018 e continua a fazê-lo em 2020. Além disso, a forte ligação entre o partido de esquerda e Fávaro ficou ainda mais evidente ao contratar o ex-ministro de Rousseff, José Eduardo Cardozo, para cassar o mandato de Selma Arruda (na época, do PSL).

A manobra foi liderada por Fávaro, que, nas eleições passadas, tinha ficado em terceiro lugar na disputa pelas duas vagas abertas em 2018. Ao lado de Cardozo, ex-ministro da Justiça e advogado de Dilma durante o processo de impeachment, ele arquitetou a retirada de Selma Arruda do Senado. Nilson aponta o que ajudou a construir sua carreira política, porém reconhece que Carlos Fávaro só tem um lado na política, o dele.

Veja Também  Nova resolução mantém horário reduzido na ALMT até o dia 13/11

“Para isso, ele faz qualquer tipo de coisa, ele se envolve com qualquer tipo de gente, ele abandona qualquer um para não se sacrificar. Para tentar pegar o cargo, vimos ele contratando um advogado petista a peso de ouro. O único que importa, para ele, é ele mesmo. Eu conheço Carlos Fávaro e a ética não faz parte de seu vocabulário”, ressaltou o tucano.

Outro ponto em comum com os petistas foi revelado quando a esposa de Ivan Guimarães, Márcia Zampiron, foi encontrada trabalhando como assessora no gabinete de Carlos Fávaro. Ela, que tinha sido alvo da Polícia Federal na “Operação E$quema S”, escancarou o elo do parlamentar mato-grossense com o alto escalão do PT. Seu marido, conhecido como “Ivan, O Terrível”, manteve longa amizade com José Dirceu, Delúbio Soares, Patrus Ananias e Waldomiro Diniz. Ele também foi presidente do Banco Popular no governo Lula e membro da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

A pandemia de coronavírus também foi um dos responsáveis pela sobrevida política do substituto. Assim, o senador-tampão coloca em prática, desde então, um projeto de governo que não foi escolhido e aprovado pelo voto popular. “O cargo de Senador é um cargo que ele ocupa de forma ilegítima”, concluiu Leitão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Pesquisa aponta liderança de Kalil com 54,8% em Várzea Grande

Abdalla Zarour

Publicado

Assessoria

O candidato Kalil Baracat (MDB) lidera a corrida pela Prefeitura de Várzea Grande. Pesquisa do Instituto Avaliar divulgada nesta sexta-feira (30.10) mostra o candidato do MDB com 54,8% dos votos válidos.

Em segundo aparece o candidato Flávio Frical (PSB), com 25,9% dos votos válidos.

Emanuelzinho (PTB) é o terceiro com 15,8% e, Miltão (Psol), tem 3,5%.

Na pesquisa estimulada, quando os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor, Kalil aparece com 37,3% das intenções de voto. Nessa modalidade, Flávio Frical tem 17,6%; Emanuelzinho tem 10,7%; e Miltão tem 2,9%.

Outros 15,3% dos eleitores entrevistados disseram que votariam em branco, nulo ou nenhum; e 16,7% não souberam ou não opinaram.

Espontânea

Kalil também lidera na pesquisa espontânea, quando o entrevistador não apresenta a lista dos candidatos.

Nessa modalidade, Kalil tem 24,5%; Flávil Frical tem 12,6%; Emanuelzinho tem 6,5%; e Miltão tem 1,4%.

Do total de entrevistados, 0,4% disseram que votariam em outros candidatos; 16,3% votariam em nulo, branco ou nenhum; e 38,3% não souberam ou não opinaram.

Veja Também  Politec de Água Boa enfrenta dificuldades para execução dos trabalhos

A pesquisa

O Instituto Avaliar entrevistou 680 eleitores em Várzea Grande no período de 26 a 28 de outubro.

A margem de erro é de 3,75 pontos percentuais para mais ou para menos. E o nível de confiança é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número: MT-01549/2020.

Pesquisa Avaliar VG - 301020

Pesquisa Avaliar VG - 301020

Pesquisa Avaliar VG - 301020

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana