conecte-se conosco


AMM

Mato Grosso registra 134.555 casos e 3.693 óbitos por Covid-19

Publicado

AMM


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (15.10), 134.555 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.693 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 691 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 134.555 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.000 estão em isolamento domiciliar e 115.259 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 197 internações em UTIs públicas e 218 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 49,25% para UTIs adulto e em 25% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.421), Rondonópolis (9.676), Várzea Grande (9.629), Sinop (6.171), Sorriso (6.034), Lucas do Rio Verde (5.792), Tangará da Serra (5.397), Primavera do Leste (4.616), Cáceres (3.310) e Campo Novo do Parecis (2.832).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 108.112 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 468 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última terça-feira (13), o Governo Federal confirmou o total de 5.140.863 casos da Covid-19 no Brasil e 151.747 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 150.998 óbitos e 5.113.628 confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de quinta-feira (15).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

DOWNLOAD 

  1. Painel Epidemiológico 221
Fonte: AMM

Comentários Facebook
Veja Também  Roda de Conhecimento apresenta levantamentos sobre o pleito municipal

AMM

Roda de Conhecimento apresenta levantamentos sobre o pleito municipal

Avatar

Publicado


A Roda de Conhecimento desta quinta-feira, trouxe uma apresentação geral sobre os levantamentos feitos pela Confederação Nacional de Municípios sobre as eleições municipais de 2020. “A partir do gigantismo da eleição, a CNM, ao longo dos anos eleitorais, faz uma série de estudos e análises para tentar compreender o que ocorre em cada cidade do Brasil na disputa”, iniciou o consultor da entidade Eduardo Stranz.

Neste pleito, mais de 145 milhões de eleitores vão eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em 5.568 Municípios, que vão decidir os gestores locais dos próximos quatro anos. Este ano, concorrem aos pleitos municipais 600 mil candidatos. Em um comparativo com as eleições de 2016, o número representa um aumento significativo. “Ao cargo de prefeito nas eleições anteriores, a média de candidatos era de 15 mil. Para 2020, nós temos 19.141 candidatos a prefeito. Isso se dá, sobretudo, à mudança na legislação eleitoral, que acabou não permitindo as coligações”, reforçou Stranz.

Entre as curiosidades do pleito municipal, o consultor da CNM apresentou os números de que em 117 cidades do Brasil só há um único candidato a prefeito. “São cidades que já podemos dizer que o prefeito está eleito. Nestas cidades, partidos políticos e sociedade decidiram que não haveria disputa e que uma pessoa foi escolhida para ser representante para os próximos quatro anos”, disse. Entre as localidades do país, o Rio Grande do Sul é o Estado com maior número de candidatos únicos, sendo 34 dos 497 Municípios gaúchos que possuem um único candidato.

Veja Também  TSE lança guia de segurança para candidaturas de mulheres

Fazendo uma analogia a um duelo no pleito municipal, Eduardo Stranz compartilhou os dados de que em muitos Municípios a disputa se dará entre dois candidatos. “Em 2020, são 2.069 cidades onde só teremos dois candidatos, o que representa 3% das cidades brasileiras. Em 2016, esses duelos se deram em 2.630 Municípios. Ou seja, agora, são cerca de 500 Municípios a menos”, reforçou.

 

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

AMM

Campanha solidária de apoio ao prefeito de Novo Horizonte do Norte que está em tratamento em SP

Avatar

Publicado


O prefeito de Novo Horizonte do Norte, Silvano Pereira Neves continua internado na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com covid-19. Ele está com 75% do pulmão comprometido, e o estado de saúde é considerado grave. Diagnosticado com o novo coronavírus no dia 29 de setembro, ele foi internado no Hospital Municipal de Juara e depois transferido para a Santa Casa em Cuiabá.

Diante do quadro de saúde agravado, a família decidiu pela transferência do prefeito  Silvano para São Paulo, no último  dia 20 de outubro. Foi aberta na última quarta-feira uma campanha online, em nome da primeira-dama, Luciara Neves, para angariar fundos com o objetivo de custear as despesas da UTI do hospital Sírio Libanês e da UTI aérea para São Paulo.

Conforme a descrição no site da vaquinha virtual, a família precisou fazer pagamento de R$ 400 mil antecipado para pagamento da UTI e as diárias do hospital.   O valor a ser arrecadado de R$ 500 mil seria para pagar 12 dias na terapia intensiva e os gastos extras.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, desde o início, vem acompanhado a situação do prefeito Silvano, e se empenhou para a transferência dele para São Paulo. Fraga está mobilizando os demais prefeitos nesta causa.  A meta é unir esforços para ajudar o prefeito neste momento tão difícil para ele e sua família.

Qualquer pessoa pode participar dessa campanha solidária doando valores que ajudarão no pagamento das despesas do hospital e da equipe médica que está assistindo o prefeito. “Se você pode doar qualquer valor, faça isso, pois a sua colaboração estará ajudando salvar a vida do prefeito e amigo Silvano“, disse o presidente da AMM.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Veja Também  Novo prazo: Hospitais interessados em receber kits para registro civil podem enviar proposta até 13 de novembro
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana