conecte-se conosco


Mato Grosso

Escolas estaduais superam média do Ideb para séries iniciais

Publicado

Mato Grosso


.

Escolas estaduais de campo obtiveram nota acima de 6,0 no Ideb das séries iniciais do ensino fundamental, um índice considerado excelente e acima da média estadual e nacional.

A EE Santo Antônio de Pádua, localizada no município de Juscimeira (cidade a 157 quilômetros ao sul da Capital), conquistou a nota 6,9. A EE de Machado de Assis, em Nova Monte Verde (a 968 quilômetros ao norte da Capital) conseguiu 6,6 e a EE de Faustino Dias de Amorim, localizada em Santo Antônio do Leverger (a 34 quilômetros ao sul da Capital) com 6,4 de Ideb.

Para a superintendente de políticas de diversidades educacionais da Seduc, Lúcia Aparecida dos Santos, esse resultado pode ser creditado ao compromisso pela educação, por parte da equipe gestora, profissionais da educação, alunos e pais.

“É a interação entre os grupos. A nossa expectativa é que as escolas ampliem a nota do Ideb”, salienta.

Na escola Faustino Dias, equipe gestora e professores comemoraram o índice. Além de uma nota acima da média, foi a melhor das 8 escolas estaduais no município.  A diretora Rosângela Campos destaca que a escola investiu em cultura e literatura, tendo apoio cultural de escritores mato-grossenses. Os projetos de leitura são todos realizados com o apoio dos escritores e demais parceiros da comunidade.

Veja Também  Estudantes da Arena da Educação são finalistas da 12ª Mostra Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação

“Tentamos o tempo todo proporcionar aos nossos alunos, experiências pedagógicas diversificadas. Nossos alunos vão a cinema, teatro, festas literárias, lançamentos de livro, etc. Oferecemos a chance que muitos não teriam naturalmente por viver em zona rural. Para uma escola do campo, vale ressaltar que nossos alunos frequentam eventos como exposições, lançamentos de livros, saraus, cinema, teatro, conhecem a AML e todos os escritores matogrossenses. Somos apaixonados pela literatura”, salienta.

A coordenadora pedagógica Kelly Carvalho frisa que o fato de ser uma escola de campo sempre a estigmatizou, mas com um trabalho com afinco resultou, nos últimos três anos, na ampliação de matrículas por conta de uma batalha contra o fantasma do fechamento de turmas.

“Sempre tivemos uma parceria muito efetiva com a Comunidade, que vê nesta escola, a única referência educativa e cultural para seus filhos. O trabalho desempenhado pelos professores é sempre muito compromissado porque, além das cobranças da coordenação pedagógica, ainda tem os pais que fiscalizam tudo o tempo todo” comemora.

Educação de qualidade

Na EE Machado de Assis, o ambiente também é o melhor possível. A diretora Reni de Lara ressalta que a equipe tanto gestora como os professores são comprometidos com uma educação de qualidade. Embora com uma nota acima da média, a meta além de melhorar é envolver todos os segmentos escolares no processo de aprendizagem.

Veja Também  MT Escola de Teatro lança 17 cursos gratuitos de extensão; inscrições abertas

“A participação que faz a diferença. Pais comprometidos e empenhados na educação dos filhos. Como é uma comunidade, o interesse por um estudo de qualidade é almejado por todos”, explica.

Fruto de trabalho

No entendimento da diretora Marly Estevão dos Santos, a EE de Santo Antônio de Pádua, a nota 6,9 do Ideb não veio por acaso. A gestora aponta que o sucesso da unidade escolar é fruto de muito esforço e dedicação de todos profissionais, levando em conta que a escola é de porte pequeno com poucos alunos e funcionários, não influencia na dedicação e comprometimento dos profissionais da educação.

“É um marco para a história da educação da nossa escola. Sinto muito orgulho em poder fazer parte dessa conquista, juntamente com minha equipe. Aliás, essa é a equipe que nós chamamos de família Santo Antônio de Pádua”, festeja.

A diretora frisa que o foco da escola é enriquecer o processo de ensino e aprendizagem. Para isso, a unidade escolar busca trabalhar a autoestima dos alunos por meio de projetos com temas voltados às necessidades reais das crianças, com ações que visam sanar as dificuldades dos estudantes.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Secretarias dialogam sobre retomada de cirurgias eletivas e reordenamento de UTIs

Avatar

Publicado


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) promoveu o diálogo sobre a retomada das cirurgias eletivas junto à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá. A reunião aconteceu na tarde desta terça-feira (20.10), na sede do órgão estadual, e contou com a presença do secretário estadual, Gilberto Figueiredo, e da secretária de Saúde do Município, Ozenira Félix.

Na oportunidade, foi discutida uma estratégia para o reordenamento dos leitos de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento exclusivo da Covid-19 na Baixada Cuiabana. A intenção é que as cirurgias eletivas sejam retomadas no Hospital Estadual Santa Casa e no Hospital São Benedito.

“A taxa de ocupação na Baixada Cuiabana, seja em Terapia Intensiva ou em enfermaria, atualmente é baixa, fato que nos permitiria voltar a atuar nas cirurgias eletivas. Isso é viável caso a gente consiga desbloquear o Hospital Santa Casa e o Hospital São Benedito, no entanto a decisão definitiva só será tomada após ouvidas as instituições de pactuações e os Comitês”, declarou o secretário Gilberto.

O gestor estadual explicou que as análises das equipes técnicas de ambas as Secretarias serão levadas aos Comitês – criados no início da pandemia para tratar publicamente das ações públicas durante a pandemia pela Covid-19 -, de forma que seja uma decisão colegiada.

Veja Também  Terça-feira (20): Mato Grosso registra 137.287 casos e 3.744 óbitos por Covid-19

“Não basta uma deliberação do secretário de Estado de Saúde e da secretária de Saúde do município. Nós temos instâncias de pactuação que precisam ser consultadas. Essa é uma decisão de Estado, de Governo, então levaremos a necessidade e analisaremos os pontos positivos e os riscos, já que a retomada das cirurgias eletivas é uma demanda pulsante de todo estado.”

A representante da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá também frisou a importância da avaliação colegiada. “Foi um primeiro contato excelente. Em Cuiabá, nós iniciamos as discussões e vamos estar levando para as nossas unidades deliberativas. Já existe uma avaliação técnica, agora temos que deliberar junto aos nossos Conselhos; as equipes técnicas vão mostrar os números e teremos muita cautela”, avaliou Ozanira.

De acordo com o Painel Interativo da Covid-19 da SES, nesta terça-feira (20,10), há 400 leitos de UTI disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso, sendo que 184 estão ocupados. A taxa de ocupação dessas UTIs figura em 46%.

Veja Também  Estudantes da Arena da Educação são finalistas da 12ª Mostra Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação

Baixada Cuiabana

Atualmente, a população de Mato Grosso conta com cinco hospitais públicos de referência para Covid-19 na Baixada Cuiabana. São eles: Hospital Metropolitano, Hospital Estadual Santa Casa, Hospital São Benedito, Pronto Socorro e Hospital Universitário Júlio Müller.

Essa é a primeira reunião que avalia essa tratativa. Outros encontros devem ser realizados até que se tenha um encaminhamento final, para implementar o acordo definido por meio das pactuações.

Também participaram da reunião os secretários adjuntos da SES, Danielle Carmona, Fabiana Bardi e Juliano Melo. Da Secretaria Municipal, ainda estiveram presentes o secretário adjunto de Operações e Atenção à Saúde, Luiz Gustavo Rabone, e o servidor da Assessoria de Planejamento e Gestão (Asplan), Ricardo Soares.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Onça volta ao Pantanal após se recuperar de ferimentos causados por incêndios florestais

Avatar

Publicado


Onça pintada foi solta no Pantanal depois de passar mais de um mês em recuperação por conta dos ferimentos causados por incêndios florestais.

O animal (chamado de Ousado pelo grupo de resgate) foi resgatado com algumas queimaduras, ferido e desidratado, além de estar muito fraco. O bicho foi levado para o Instituto Nex, no estado de Goiás, onde recebeu tratamento especializado.

O animal foi solto no mesmo local em que foi resgatado, no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal. Ele foi transportado de carro, de Goiás até Mato Grosso, e será monitorado nos primeiros dias de volta a natureza.

“A onça pintada é um animal territorialista, um grande carnívoro predador que está no topo da cadeia alimentar e que geralmente caça animais de pequeno e médio porte. Como o ‘Ousado’ foi solto no mesmo local em que foi resgatado, ele já tem ali seu espaço, de certa forma, demarcado e não precisará invadir o espaço de outros para buscar seu alimento”, explicou a coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiro da Sema Neusa Arenhart.

Veja Também  MT Escola de Teatro lança 17 cursos gratuitos de extensão; inscrições abertas

Participaram dos processos de resgate e soltura a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Fauna e Recursos Pesqueiros e Comitê Estadual de Gestão do Fogo, Corpo de Bombeiros, Instituto Chico Mendes (ICMBio), Ibama, Ampara Animal, ONG Panthera, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e o pesquisador Wladimir Domingues, da Universidade de Maringá.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana