conecte-se conosco


Carros

Câmara aprova mudanças na CNH e nas leis de trânsito

Publicado

Carros


source
Trânsito
undefined

Projeto de Lei prevê mudanças nas regras de pontuação da Carteira Nacional de Trânsito. o que depende da sanção de Bolsonaro


A Câmara dos Deputados aprova o Projeto de Lei nº 3267/2019, que altera pontos do Código de Trânsito Brasileiro. Encaminhada para o Senado em junho, a proposta voltou para a análise dos deputados por conta das emendas propostas pelos senadores. A medida agora segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.


Com a aprovação do projeto, a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) passa ter validade de dez anos para condutores de até 50 anos. Aqueles entre 50 e 70 anos passam a renovar a cada cinco anos, enquanto os condutores com mais de 70 passam a renovar a cada três anos. O novo prazo passa a valer para os documentos emitidos após a entrada em vigor da nova lei.

Veja Também  Veja 5 versões do Chevrolet Monza que não tivemos no Brasil

Outra mudança é a flexibilização do limite de pontos para a perda do direito de dirigir. São 20 pontos para quem possui duas ou mais infrações; 30 pontos, para aqueles com uma infração gravíssima, e 40 pontos se não houver nenhuma infração gravíssima. Para motoristas profissionais, valerá a regra de 40 pontos.

Legislação

cadeirinha
Divulgação

Cadeirinhas infantis protegem as crianças em caso de acidente, mas devem estar bem instaladas


Uma das emendas propostas no Senado e aprovadas na Câmara está a que impede a adoção de penas alternativas para condenações por morte ou lesão corporal provocada por acidentes envolvendo motoristas sob o efeito de álcool e/ou drogas.

No caso dos motociclistas, o tráfego pelo corredor está permitido apenas quando o trânsito estiver parado ou lento. Mas os veículos deverão estar em velocidade compatível a segurança dos pedestres e demais veículos.

Além das mudanças na CNH , a lei define agora claramente que o uso da cadeirinha agora é obrigatório para crianças de até dez anos ou que não tenham atingido 1,45 metro de altura, enquanto o uso do farol baixo durante o dia segue obrigatório nas rodovias de pista simples ou sob neblina, chuva, ou cerração para os veículos sem DRL.

Veja Também  As novas Kawasaki 650, Z e Ninja
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros

SSC Tuatara atinge 508,73 km/h e é carro de produção mais veloz do mundo

Avatar

Publicado


source
SSC Tuatara
Divulgação

SSC Tuatara passa a ser o supercarro mais veloz produzido hoje em dia, superando o Koenigsegg Agera RS, que atingiu 447,19 km/h


O supercarro americano SSC Tuatara é o carro de produção mais rápido do mundo, anunciou o fabricante nesta segunda-feira (19). Equipado com um motor 5.9 V8 biturbo que chega a 1.774 cv quando abastecido com o etanol “E85”, o modelo atingiu a velocidade de 508,73 km/h.


Esta foi a velocidade média obtida no teste. Na primeira passagem, o Tuatara registrou a máxima de 484,53 km/h, enquanto a segunda prova atingiu 532,93 km/h. O recorde foi obtido na Route 160, uma rodovia nos arredores de Las Vegas (EUA) no último dia 10 de outubro. Segundo o piloto Oliver Webb, que guiou a máquina na façanha, a velocidade poderia ter sido ainda maior se não fosse a influência dos ventos cruzados.

Veja Também  Depois da Kombi, Volkswagen poderá apostar em Fusca elétrico

Para garantir que o recorde seria incontestável, o teste foi realizado propositalmente em via pública, com um carro de produção equipado com pneus e combustível de rua e um sistema certificado de GPS para a registro de velocidade.


Além do recorde de velocidade máxima, o Tuatara quebrou ainda os recordes de “maior velocidade em uma milha em via pública” (503,92 km/h), “maior velocidade em um quelômetro em via pública” (517,16 km/h) e “velocidade mais alta obtida em via pública (532,93 km/h). Confira o vídeo abaixo para ter uma ideia de como o supercarro acelera.



Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Depois da Kombi, Volkswagen poderá apostar em Fusca elétrico

Avatar

Publicado


source
Volkswagen Fusca
Divulgação

Volkswagen Fusca pode voltar ao mercado, mas apenas movido a eletricidade, como parte da nova família com a plataforma MEB


A Volkswagen segue com os seus planos para a produção de uma recriação atual da Kombi. Recentemente, a montadora alemã anunciou investimentos para a compra de 800 robôs da empresa suíça ABB, que serão empregados na modernização da fábrica de Hanover (Alemanha) para a produção da versão de produção utilitário elétrico ID. Buzz, a partir de 2022.


Já que a interpretação para o Século XXI da Kombi “Corujinha” está perto de se tornar um carro de produção, não podemos descartar a possibilidade de uma recriação do Fusca. Atual presidente do conselho de administração do Grupo Volkswagen , Herbert Diess chegou a comentar esta possibilidade em 2017, numa entrevista para a publicação britânica Autocar .

Assim como a versão de produção do ID. Buzz, o novo Fusca poderia ser baseado sobre a plataforma MEB, criada especialmente para os elétricos da Volkswagen.


Do tipo modular, tem se mostrado extremamente versátil. Além do hatch pioneiro ID.3 e do SUV ID.4, ambos já em produção, a plataforma MEB já serviu de base para uma série de conceitos que vão da station wagon ID. Space Vizzion ao ID. Buzz, passando pelo buggy ID. Buggy .

Veja Também  Conheça o EQC 4x4², veículo elétrico off-road da Mercedes-Benz

Apesar de a Volkswagen ter investido no ano passado em uma campanha publicitária de despedida do nome, o Fusca é um produto muito icônico para ser descartado “para sempre” pela marca. Como mostra a trejetória do modelo ao longo da história.Confira abaixo o vídeo da nova família de elétricos da VW.


Apesar de ter sido descontinuado na Europa em 1979, o modelo original seguiu em produção no México até 2003. Em 1997, o Golf serviu de base para o 1º Fusca “moderno” (o New Beetle), que em 2011 foi substituído pelo carro que seria vendido no Brasil com o nome de Volkswagen Fusca.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana