conecte-se conosco


Mato Grosso

Mais de R$ 36 milhões em saúde, segurança, educação foram destinados para Água Boa

Publicado

Mato Grosso


.

O município de Água Boa (730 km ao Leste de Cuiabá), localizado na Região do Araguaia, recebeu investimentos do Governo do Estado de aproximadamente R$ 36,4 milhões em 2020 nas áreas de saúde, segurança, educação e obras de infraestrutura.

Entre os investimentos ao município estão os repasses do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) no montante total de R$ 18,1 milhões, em 2020. O Fundo Estadual de Assistência Social (Feas) também repassou R$ 87,7 mil neste ano.

Infraestrutura

O Governo firmou parceria com o município de Água Boa para a conservação e manutenção da MT-240, em trecho ainda não pavimentado de 52,9 km. Para o serviço, a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) destina R$ 317 mil e a prefeitura executa a manutenção.

Apesar de não estarem localizadas em Água Boa, as obras já em execução das pontes sobre os Rios das Mortes e Água Suja, na rodovia MT-326, vão beneficiar diretamente os moradores do município e de toda a região.

Veja Também  Três pessoas são presas por garimpo ilegal em Nortelândia

A ponte sobre o Rio das Mortes, em Cocalinho (923 km ao Leste de Cuiabá), terá 400 metros de extensão, enquanto a de Água Suja, localizada no município de Nova Nazaré (269 km ao Leste da capital), 60,55 metros. No total, serão investidos R$ 56 milhões, que irão garantir o ir e vir da população na região.

Saúde

Para auxiliar no combate e tratamento dos pacientes que contraíram a Covid-19, o Estado destinou equipamentos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para ampliação do Hospital Regional de Água Boa, cuja gestão é do consórcio de saúde. Foram enviados cinco ventiladores pulmonares, dois ventiladores de transporte, 10 camas convencionais, 20 camas elétricas, duas macas de transporte e 10 mesas de cabeceiras.

O Governo ainda mantém a contratualização de 50 leitos hospitalares na unidade, cujos repasses de R$ 4,3 milhões, foram destinados em parcelas desde janeiro.

Testes rápidos também foram encaminhados para promover o diagnóstico e monitoramento da população local. Ao todo foram distribuídos 2.175 mil testes.

Veja Também  Governo institui data em comemoração ao Dia da Politec

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) ainda enviou um total 95.939 mil medicamentos como azitromicina (11.574), ivermectina (9.260) dipirona comprimido (73.305) e dipirona gotas (1.800).

Os repasses obrigatórios da saúde estão em dia e alcançaram o montante de R$ 787,7 mil, em 2020.

Educação

Para a Escola Técnica de Água Boa foram destinados R$ 2,5 milhões que serão utilizados na conclusão das obras de construção da unidade, que já estão em fase de acabamento.  A obra foi iniciada por meio de um convênio assinado com o Governo Federal, em 2016, e foram investidos cerca de R$ 10 milhões.

Na educação, ainda foi destinado pela Secretaria Estadual o montante de R$ 247.480,44 para o transporte escolar de alunos da rede pública de ensino.

Segurança Pública

Água Boa recebeu três viaturas que foram entregues para a Força Tática, Polícia Judiciária Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Vacina contra a covid-19 será distribuída para MT em janeiro, confirma governador

Avatar

Publicado


O governador Mauro Mendes confirmou que Mato Grosso receberá o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 em janeiro de 2021.

A informação foi oficializada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante reunião por videoconferência na tarde desta terça-feira (20.10).

“Em janeiro, o Ministério vai ter disponível para mandar aos estados brasileiros em torno de 46 milhões de doses. Em fevereiro, um novo lote, e no primeiro semestre teremos outras entregas das diversas empresas que estão produzindo a vacina”, relatou Mauro Mendes.

Durante a reunião, que contou com a maioria dos governadores, as empresas que têm desenvolvido a vacina atualizaram os cronogramas, capacidade de produção e o estágio de desenvolvimento das vacinas.

Conforme o ministro, ficou acertado que as primeiras 46 milhões de doses serão da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac. 

A distribuição a todos os estados ocorrerá em janeiro de 2021.

Serão distribuídas outras 15 milhões de doses em fevereiro e mais 40 milhões em junho.

Já no segundo semestre do próximo ano, a previsão é que sejam disponibilizadas mais 165 milhões de doses da vacina desenvolvida pela empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e Fiocruz.

Veja Também  Rosamaria Carvalho toma posse como secretaria executiva do Fepeti

De acordo com o ministro Pazuello, os primeiros a receberem as doses serão os profissionais da Saúde e as pessoas que se enquadram nos grupos de risco. Em seguida, toda a população será vacinada gratuitamente por meio do Plano Nacional de Imunizações (PNI).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Secretarias dialogam sobre retomada de cirurgias eletivas e reordenamento de UTIs

Avatar

Publicado


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) promoveu o diálogo sobre a retomada das cirurgias eletivas junto à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá. A reunião aconteceu na tarde desta terça-feira (20.10), na sede do órgão estadual, e contou com a presença do secretário estadual, Gilberto Figueiredo, e da secretária de Saúde do Município, Ozenira Félix.

Na oportunidade, foi discutida uma estratégia para o reordenamento dos leitos de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento exclusivo da Covid-19 na Baixada Cuiabana. A intenção é que as cirurgias eletivas sejam retomadas no Hospital Estadual Santa Casa e no Hospital São Benedito.

“A taxa de ocupação na Baixada Cuiabana, seja em Terapia Intensiva ou em enfermaria, atualmente é baixa, fato que nos permitiria voltar a atuar nas cirurgias eletivas. Isso é viável caso a gente consiga desbloquear o Hospital Santa Casa e o Hospital São Benedito, no entanto a decisão definitiva só será tomada após ouvidas as instituições de pactuações e os Comitês”, declarou o secretário Gilberto.

O gestor estadual explicou que as análises das equipes técnicas de ambas as Secretarias serão levadas aos Comitês – criados no início da pandemia para tratar publicamente das ações públicas durante a pandemia pela Covid-19 -, de forma que seja uma decisão colegiada.

Veja Também  Onça volta ao Pantanal após se recuperar de ferimentos causados por incêndios florestais

“Não basta uma deliberação do secretário de Estado de Saúde e da secretária de Saúde do município. Nós temos instâncias de pactuação que precisam ser consultadas. Essa é uma decisão de Estado, de Governo, então levaremos a necessidade e analisaremos os pontos positivos e os riscos, já que a retomada das cirurgias eletivas é uma demanda pulsante de todo estado.”

A representante da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá também frisou a importância da avaliação colegiada. “Foi um primeiro contato excelente. Em Cuiabá, nós iniciamos as discussões e vamos estar levando para as nossas unidades deliberativas. Já existe uma avaliação técnica, agora temos que deliberar junto aos nossos Conselhos; as equipes técnicas vão mostrar os números e teremos muita cautela”, avaliou Ozanira.

De acordo com o Painel Interativo da Covid-19 da SES, nesta terça-feira (20,10), há 400 leitos de UTI disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso, sendo que 184 estão ocupados. A taxa de ocupação dessas UTIs figura em 46%.

Veja Também  Estudantes da Arena da Educação são finalistas da 12ª Mostra Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação

Baixada Cuiabana

Atualmente, a população de Mato Grosso conta com cinco hospitais públicos de referência para Covid-19 na Baixada Cuiabana. São eles: Hospital Metropolitano, Hospital Estadual Santa Casa, Hospital São Benedito, Pronto Socorro e Hospital Universitário Júlio Müller.

Essa é a primeira reunião que avalia essa tratativa. Outros encontros devem ser realizados até que se tenha um encaminhamento final, para implementar o acordo definido por meio das pactuações.

Também participaram da reunião os secretários adjuntos da SES, Danielle Carmona, Fabiana Bardi e Juliano Melo. Da Secretaria Municipal, ainda estiveram presentes o secretário adjunto de Operações e Atenção à Saúde, Luiz Gustavo Rabone, e o servidor da Assessoria de Planejamento e Gestão (Asplan), Ricardo Soares.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana