conecte-se conosco


Tecnologia

Instagram é acusado de espionar usuários pela câmera; saiba como

Publicado

Tecnologia


source

Olhar Digital

Instagram Facebook
Unsplash/NeONBRAND

Instagram é acusado de espionar usuários pela câmera

Facebook está sendo processado por supostamente espionar seus usuários do Instagram  pela câmera dos celulares sem autorização formal. A ação judicial foi registrada no tribunal do Distrito Norte da Califórnia, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Esse processo surgiu a partir de  notícias divulgadas em julho de que o aplicativo de compartilhamento de fotos parecia estar acessando câmeras do iPhone mesmo quando os sensores estão desativados.

O Facebook negou os relatórios e culpou um bug no sistema da rede, o qual está sendo corrigindo. A empresa afirma que o defeito traz notificações falsas de que o Instagram estaria acessando câmeras do iPhone quando na verdade isso não ocorre.

Segundo Brittany Conditi, usuária do Instagram de Nova Jersey, o uso da câmera pelo aplicativo é intencional e feito com o objetivo de coletar “dados lucrativos e valiosos sobre seus usuários aos quais, de outra forma, não teria acesso”. Na mesma ação, ao “obter dados pessoais extremamente privados e íntimos de seus usuários, inclusive na privacidade de suas próprias casas”, o Instagram e o Facebook podem coletar “insights valiosos e pesquisas de mercado”.

Veja Também  "Uber brasileiro" cobra R$6 por corrida; conheça o Sity

Coleta de dados por reconhecimento facial 

Em outro processo aberto no mês passado, também nos Estados Unidos, o Facebook foi acusado de usar, desde 2015, tecnologia de reconhecimento facial para  coletar ilegalmente os dados biométricos de seus mais de 100 milhões de usuários do Instagram. 

O problema estava no recurso que sugeria marcação para fotos novas que eram carregadas para a plataforma. O sistema usava reconhecimento facial para digitalizar fotos e sugerir quem estava presente na captura – isso deixou de ser usado apenas no ano passado.

Agora, o Facebook vai pagar um total de US$ 650 milhões (R$ 3,5 bilhões em conversão direta) para encerrar a questão do processo.

Comentários Facebook

Tecnologia

Celulares podem acionar horário de verão no domingo: saiba como configurar o seu

Avatar

Publicado


source
Horário de verão foi cancelado no Brasil em 2020
Reprodução

Horário de verão foi cancelado no Brasil em 2020

A última vez em que o Brasil teve horário de verão ocorreu há 2 anos, em 2018. Do ano passado para cá, o presidente Jair Bolsonaro não adotou no país a prática de adiantar o relógio, alegando que não gerava mais economia para o governo.

Em 2020, a data que estava estipulada para o horário de verão é 1º de novembro, no próximo domingo .

O Banco de Dados Global da IANA (Autoridade para Atribuição de Números de Internet), utilizado em smartphones para garantir que eles estejam sempre com o horário certo no dispostivo pode ser impactado com tantas mudanças nos últimos anos.

Existe uma possibilidade de que usuários que tenham celulares com versões anteriores ao Android 10 sejam afetados no próximo domingo(1), pois o celular pode automaticamente atualizar o horário, adiantando o relógio em uma hora, como se o horário de verão ainda estivesse valendo.

Veja Também  Netflix quer investir em novelas no Brasil; entenda os planos

Contudo, para evitar problemas, siga esse passo-a-passo :

  1. Entre no menu Configurações e procure o item chamado “Sistema”, depois, escolha “Data e Hora” ou algo similar (em alguns aparelhos talvez não seja necessário passar pelo menu “Sistema”).
  2. Desative as opções “Data e hora automáticas” e “Fuso horário automático”.


Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Jogos de graça! Veja os títulos disponíveis e como baixar

Avatar

Publicado


source

Olhar Digital

jogos epic games
Unsplash/Emmanuel

Veja os jogos de graça na Epic Games

Nos celulares, a Epic Games tem se encontrado em diversas polêmicas com o Google e a Apple por conta das taxas que são cobradas nas microtransações do Fortnite . Por sua vez, na Epic Games Store, a sua loja de jogos virtual para computadores, a empresa tem distribuido semanalmente alguns títulos de graça e até está neste momento com uma promoção de Halloween.

Já nesta semana, a Epic Games está dando de graça por tempo limitado os jogos ” Blair Witch ” e ” Ghostbusters: The Video Game Remastered “, que são baseados em duas franquias de sucesso do cinema. A seguir, veja como obter os games no PC sem pagar nada.

Importante

Os jogos “Blair Witch” e “Ghostbusters: The Video Game Remastered” foram liberados de graça nesta quinta-feira (29) ao meio dia e poderão ser obtidos desta forma até o mesmo horário do dia 5 de novembro. Aqui, vale lembrar, uma vez que estes jogos são adicionados a sua conta, você poderá jogá-los para sempre .

Veja Também  Não é só você: Mark Zuckerberg não consegue se conectar em depoimento nos EUA

Como obter os jogos de graça da Epic Games

O processo para conseguir estes dois jogos sem ter que pagar nada é bem simples, sendo que será necessário instalar o cliente da Epic Games para jogá-los. Confira:

  1. Acesse a página inicial da Epic Games no navegador de sua preferência;
  2. Em “Jogos grátis”, selecione o título desejado;
  3. Já na página do jogo, ao lado de sua descrição, clique no botão “Obter”;
  4. Faça o login com a sua conta da Epic Games. Caso não tenha, crie uma nova;
  5. Agora, verifique se o valor do jogo está “zerado” e clique em “Place Order”. Em alguns casos, você pode ser redirecionado de volta a página do jogo e será necessário clicar em “Obter” novamente;
  6. Neste momento, abra ou faça o download do cliente da Epic Games após o seu pedido ter sido confirmado;
  7. Já com o cliente da “Epic Games” aberto, realize o login em sua conta e, em “Biblioteca”, selecione o título desejado para fazer o seu download.

Pronto! Agora, você já sabe como obter os jogos “Blair Witch” e “Ghostbusters: The Video Game Remastered” de graça através da Epic Games .

Veja Também  Apple One chega ao Brasil por R$26 ao mês; conheça as vantagens

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana