conecte-se conosco


Economia

Governo de SP lança programa voltado para entregadores de apps

Publicado

Economia


source

Brasil Econômico

Motofretistas
Roberto Parizotti/Fotos Públicas

Entregadores de aplicativos organizaram mobilizações nos meses de maio e junho

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta segunda-feira (21), o programa Motofretista Seguro, que busca incentivar a formação de profissionais da categoria. Além dos entregadores de aplicativos, que frequentemente utilizam motocicletas, a categoria também engloba outros serviços de transporte de objetos e alimentos.

Além de facilidades de financiamento e crédito, o programa incentiva a regularização da documentação necessária para a profissão. “O serviço de delivery no estado de São Paulo sofreu, ao longo destes meses, um crescimento extraordinário, com uma fortíssima adesão de novos usuários de motocicleta na qualidade de motofrentista para prestar serviços de entrega, ajudando a população a ultrapassar esse período tão crítico e duro da pandemia”, observou Doria.

Um dos motivos para o aumento de motofretistas no setor informal foi o aumento do desemprego durante a crise financeira no país. De acordo com o governo, o objetivo agora é regularizar esses profissionais. “O programa de capacitação será financiado com recursos de multas do Detran e nosso objetivo é, acima de tudo, oferecer condições melhores e mais seguras de trabalho para essa categoria”, disse o governador.

Veja Também  Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

A categoria contará com benefícios para compra de itens de segurança e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Segundo pesquisa da Rede Lucy Montoro, 57% das vítimas de trânsito com sequelas são motociclistas – o total de acidentes com motos é quatro vezes superior ao de carros. Na primeira fase do programa, o investimento do Detran-SP será de R$ 5 milhões.

Como participar

Os motofretistas que precisam regularizar a situação da CNH devem se inscrever no site www.motofretistaseguro.sp.gov.br e ingressar no curso de formação desenvolvido pelo Detran-SP. Também é preciso cumprir alguns requisitos, como idade mínima de 21 anos, ter CNH e exercer atividade remunerada.

Profissionais com a CNH regularizada poderão ter acesso a crédito no Banco do Povo para aquisição de motos (R$ 8,1 mil) e equipamentos (R$ 3 mil), além de condições diferenciadas de financiamentos com empresas parceiras. Condutores que realizaram cursos de formação há mais de cinco anos poderão contar com aulas de reciclagem.

Comentários Facebook

Economia

Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Notas de dólar
Arquivo/Agência Brasil

Investimento internacional vai cair mais no Brasil

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) mostra que o Brasil vai ter a menor taxa de investimento em uma década registrada desde os anos 80. Os dados mostram que, entre 2011 e 2020, os investimentos vão ter uma queda média de 2,2% ao ano.

Considerado como o um sinal da recessão pela qual o País passa, o investimento é mais um dado que evidencia a fraqueza econômica na década atual. Um outro levantamento do Ibre também já apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) do período de 2011 e 2020 será o pior pelo menos dos últimos 120 anos.

Nos anos recentes, o fraco desempenho dos investimentos se concentrou de 2014 em diante, período a partir do qual a economia brasileira enfrentou uma dura recessão até 2016. Depois disso, o Brasil observou um triênio de lenta recuperação, mas agora em 2020 a economia voltou a ser impactada, dessa pela pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Veja Também  Cargolux realizará mais uma operação em Confins

Para calcular o dado do investimento na década atual, o Ibre utilizou a projeção para o desempenho do investimento contida no relatório de inflação, do Banco Central. A expectativa é de queda de 6,6% neste ano.

Se não houvesse a crise provocada pela pandemia, porém, o desempenho do investimento continuaria fraco. No relatório de inflação de dezembro do ano passado, portanto, antes de iniciada a pandemia, a expectativa era de alta de 4,1% para os investimentos. Se esse resultado se concretizasse, a década atual ainda apresentaria uma queda média de 1,2%.

A taxa de investimentos é medida pela Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que apura tudo o que se investe em máquinas, bens duráveis, aumento da capacidade produtiva e construção civil.

O avanço deste componente do PIB é fundamental para que o país consiga colher um crescimento mais sustentável e robusto ao longo dos próximos anos e, assim, aumentar a riqueza da sua população, afirmam os economistas. Mas desde 1980, o avanço médio da taxa investimento no país é de apenas 0,5% ao ano.

Veja Também  Lufthansa Cargo anuncia planos para 35 voos semanais entre Europa e Ásia

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Lee Kun-hee, presidente da Samsung, morre aos 78 anos

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Samsung
Reprodução/Twitter

Empresa emitiu nota informando a morte.

Lee Kun-hee, presidente da empresa sul-coreana Samsung, morreu aos 78 anos de idade na madrugada deste domingo (25). O anúncio foi feito pela própria companhia.

Segundo comunicado, Lee estava hospitalizado em Seul e passou seus últimos momentos ao lado de seus familiares. Dentre os presentes, estava seu filho, Lee Jae-yong, que passou a liderar a Samsung.

A causa da morte não foi divulgada. Ele havia sido hospitalizado anteriormente em 2014, quando sofreu um ataque cardíaco. Nos anos 90, o empresário venceu um câncer pulmonar.

Lee assumiu a companhia em 1987 e transformou a empresa de seu pai no maior conglomerado da Coreia do Sul. Isso fez com que ele se tornasse o homem mais rico do país, com uma fortuna estimada em US$ 20,7 bilhões de acordo com a Bloomberg.

Veja Também  Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

O magnata se envolveu em problemas judiciais envolvendo pagamento de propinas para ex-presidentes do país. Lee Myung-bak, que presidiu a Coreia do Sul entre 2008 e 2013, foi condenado a 15 anos de prisão por aceitar US$ 5,4 milhões de propina da Samsung. O dinheiro foi pago para conceder perdão ao chefe da empresa por sonegação.

Seu filho também se envolveu em problemas, tendo sido condenado a cinco anos de prisão por pagamento de propinas a Park Geun-hye, que sofreu impeachment.  

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana