conecte-se conosco


EM PONTES E LACERDA

Enfermeira morre na hora após bater moto em árvore; marido fica ferido

Publicado

Geral

Foto: Facebook/Reprodução

A enfermeira obstetra Cissa Amaral Guerreiro Andrade, de 34 anos, morreu após perder o controle da moto que conduzia e bater em uma árvore na BR-174, em Pontes e Lacerda, a 487 km de Cuiabá, na noite desse domingo (20).

O marido dela, o investigador de polícia Sebastião Faria, de 33 anos, estava na garupa e foi socorrido com ferimentos graves.

Em notas, o Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) e a Polícia Civil lamentaram a morte de Cissa.

De acordo com a polícia, o casal seguia pela zona rural de Pontes e Lacerda, sentido a Vila Bela da Santíssima Trindade. No caminho, a moto em que eles estavam saiu da pista e bateu em uma árvore.

A polícia informou que o veículo era conduzido por Cissa, que morreu na hora. Já Sebastião foi socorrido em estado grave e está internado, em estado estável, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Cáceres.

O corpo de Cissa Amaral foi velado na Igreja Sagrado Coração de Jesus, em Pontes e Lacerda.

Veja Também  Decisão do Tribunal de Justiça retira Jayme de ação contra pensão de mercê

Uma equipe da Polícia Civil prestará homenagem à mulher do policial acompanhando o cortejo até o cemitério onde será realizado o sepultamento.

Os conselheiros e empregados do Coren-MT também se solidarizaram com a família da vítima e encaminharam votos de pesar.

Cissa trabalhava no Hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda. O policial Sebastião está lotado na Delegacia de Polícia do município.

Comentários Facebook

Geral

Novo decreto da Prefeitura de Cuiabá revoga toque de recolher

Abdalla Zarour

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá editou nesta quinta-feira o Decreto nº 8.189, com novas medidas emergenciais voltadas para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19).

O documento, que deve ser publicado na próxima edição o Diário Oficial de Contas e passa a valer a partir do 1º de novembro, traz como uma de suas determinações a revogação do toque de recolher no território da Capital.

Além disso, a partir da data estabelecida, as celebrações religiosas passam a ser permitidas no período das 6h às 20h, sendo no máximo duas por turno e com intervalo de 1 hora entre uma e outra.

Em relação à ocupação, deve-se respeitar a lotação máxima de 70% da capacidade total do local, bem como distanciamento mínimo de 1,5m entre uma pessoa e outra, com exceção de membros da mesma família.

As novas medidas substituem os incisos I e III, do art. 1º do Decreto nº 7.887, que indicavam o intervalo mínimo de 1h30 entre as celebrações e a ocupação máxima de 30% da capacidade total de público do ambiente.

Veja Também  Lucimar autoriza construção de nova Eta; estação deve atender 120 mil pessoas

O novo decreto altera também a capacidade de atendimento dos cursos livres em geral, pós-graduação e congêneres, permitindo a presença de 35 alunos por turma e 50% da capacidade do espaço ocupado. Antes, o art. 8º do Decreto nº 8.106 instituía o limite de 14 estudantes por turma.

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Dois escapam da morte após caminhão bater de frente contra carro em MT

Abdalla Zarour

Publicado

Foto: João Ricardo da Cruz

Um acidente entre um carro e um caminhão deixou dois feridos no final da tarde dessa quarta-feira (28), na MT-485, entre Sorriso e Lucas do Rio Verde, no norte do estado. A estrada dá acesso à comunidade Morocó.

A colisão foi frontal. O carro de passeio ficou destruído após a batida. Apesar disso, os dois homens que estavam dentro do veículo não tiveram ferimentos graves.

De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros, Celso Ribeiro, o motorista do carro apresentava dores no pescoço na hora do resgate.

Ele foi encaminhado para um hospital de Lucas do Rio Verde. No caminho, ele alegava muita tontura. Já o passageiro que estava com ele teve algumas escoriações no corpo.

O motorista do caminhão saiu ileso e não precisou de atendimento médico.

As causas do acidente serão investigadas pela polícia.

Comentários Facebook
Veja Também  Empresária declara apoio a Kalil e diz que VG precisa continuar
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana