conecte-se conosco


Mato Grosso

Batalhão Ambiental encontra área de preservação permanente devastada em Arenápolis e aplica multa de R$ 50 mil

Publicado

Mato Grosso


.

Uma equipe do Batalhão Ambiental encaminhou à delegacia no sábado (19.09), um homem por desmatar área de preservação permanente, na cidade de Arenápolis (a 258 km de Cuiabá).

Os agentes foram informados do crime ambiental por meio de denúncia e quando chegaram ao local, confirmaram a informação.

Na fazenda, o gerente da propriedade alegou não ter a licença do órgão responsável. Disse também que o proprietário não estava. Ele ainda tentou contato por telefone, mas sem sucesso.

Devido à irregularidade foram emitidos os autos de inspeção e infração, termo de embargo e a notificação, além da multa no valor de R$ 50 mil.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também  Oncologista alerta que o envelhecimento é um fator de risco para o câncer de mama

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Oncologista alerta que o envelhecimento é um fator de risco para o câncer de mama

Avatar

Publicado


Entre todos os tipos de câncer, o que mais acomete as mulheres é o de mama. E os dois principais fatores de risco para a doença são: ser mulher, e o envelhecimento, afirma a oncologista Carla Nakata, que é credenciado ao Mato Grosso Saúde.
 
O alerta é para que as mulheres acima dos 45 anos, e principalmente na terceira idade, intensifiquem os cuidados para monitorar a saúde, já que é nesta fase da vida que o câncer de mama é mais frequente.
 
“O câncer de mama pode acontecer em qualquer fase da vida, porém é mais frequente por volta dos 45, aos 65 anos de idade. Por isto, é importante o rastreamento e o diagnóstico precoce, ou seja, logo no início do câncer. A chance de essa mulher ficar curada ao longo da vida é muito alta, girando em torno de 95% a 98%, dependendo do caso. Quando eu diagnostico essa mulher em um quadro avançado as chances diminuem”, explica
 
A paciente que tem o diagnóstico precoce pode precisar de menos procedimentos onerosos, e mais complicados. “Às vezes a paciente que identificou um câncer no início nem vai precisar de quimioterapia. Sem contar que ela vai ficar curada, podendo voltar a fazer as suas atividades normais, que é o sucesso do tratamento”, avalia.
 
Outros fatores de risco envolvidos são a obesidade, genética (vários casos de câncer de mama na família), ou o uso de terapia hormonal para pacientes que entram na menopausa, mas para 95% das mulheres, a doença vai acontecer ao acaso.
 
“O fator de proteção seria a amamentação. Quanto maior o número de filhos e a amamentação, por quanto mais tempo melhor é a proteção para um câncer de mama”, ressalta.
 
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados 66 mil casos de diagnósticos novos de câncer de mama no País. A cada 100 mil mulheres, 61 serão acometidas com a doença. “A incidência é alta, e por isso que a gente faz esse programa de conscientização das mulheres para fazer o rastreamento do câncer de mama”.
 
Como detectar
 
O diagnóstico precoce passa por um exame de mamografia, ou ultrassom, que são fáceis e baratos. O auto exame de toque nos seios pode ajudar a paciente a perceber algum nódulo e procurar o mais breve um médico para os exames e o diagnóstico.
 
“Na maioria das vezes o câncer é assintomático. O sintoma mais frequente é a mulher sentir um caroço na mama, ou na axila. Esse caroço não dói, é endurecido, fixo. Pode ficar com a mama vermelha, pele com aspecto de casca de laranja, mais grossa com pontinhos, pode haver uma inversão do mamilo, pode haver dor, mas são sintomas menos comuns”, conta a especialista.
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Também  Sema suspende atividades do Parque Mãe Bonifácia
Continue lendo

Mato Grosso

Sema suspende atividades do Parque Mãe Bonifácia

Avatar

Publicado


A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) suspende temporariamente, a partir desta sexta-feira (30.10), as atividades do Parque Estadual Mãe Bonifácia. 

O fechamento ocorre devido a morte de sete macacos saguis e atende os protocolos de segurança biológica. As atividades estarão suspensas até que os laudos da necropsia dos animais estejam concluídos e haja garantia de segurança da saúde da população e dos animais. 

Os laudos serão divulgados pela Unidade de Vigilância em Zoonoses da Prefeitura de Cuiabá que está analisando amostras coletadas. 

As equipes da Sema e do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental estão realizando varreduras sanitárias em todo perímetro do Parque.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Também  Batalhão Ambiental identifica desmatamento em propriedade particular em Ribeirão Cascalheira
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana