conecte-se conosco


Economia

Após Magalu, Bayer também anuncia programa de trainee exclusivo para negros

Publicado

Economia


source

Brasil Econômico

Print do site da Bayer
Reprodução

Bayer anuncia 19 vagas para trainee exclusivas para pessoas negras


Na última sexta-feira (18), a Bayer anunciou inscrições para o seu programa de trainee exclusivo para candidatos negros: Programa Trainee Liderança Negra . São 19 vagas com salário de R$ 6,9 mil. As inscrições são feitas pelo site , e os candidatos interessados têm até 21 de outubro para se inscrever.

Os interessados em participar do processo seletivo devem ter graduação, em bacharel ou tecnólogo, ou pós-graduação com conclusão do curso entre dezembro de 2017 e dezembro deste ano. Caso o candidato seja aprovado, será necessário ter disponibilidade para trabalhar 40 horas semanais.

Segundo um comunicado da Bayer, “será realizada uma análise do perfil de cada candidato, levando em consideração diversas necessidades do programa, além das especificações de cada vaga”.

Veja Também  Lufthansa Cargo anuncia planos para 35 voos semanais entre Europa e Ásia

A empresa diz ainda que o objetivo do programa é “compor uma maior representatividade racial em nossa futura liderança ” e explica parte do processo: “durante 18 meses, você terá uma mentoria individual com executivos, além de vivências que apoiarão na construção de sua carreira”.

Projeto de trainee do Magalu gera discussões nas redes sociais

Também na sexta passada, o Magazine Luiza repercutiu, sofrendo críticas e recendo elogios, ao anunciar o seu programa de trainee para 2021, exclusivo para negros . Segundo a empresa “O objetivo do Magalu com o programa é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional”, em discurso e proposta similares aos da Bayer.

Nas redes sociais, ocorreram diversos debates acalorados sobre o assunto,  abordando temas como racismo e políticas compensatórias.

Comentários Facebook

Economia

Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Notas de dólar
Arquivo/Agência Brasil

Investimento internacional vai cair mais no Brasil

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) mostra que o Brasil vai ter a menor taxa de investimento em uma década registrada desde os anos 80. Os dados mostram que, entre 2011 e 2020, os investimentos vão ter uma queda média de 2,2% ao ano.

Considerado como o um sinal da recessão pela qual o País passa, o investimento é mais um dado que evidencia a fraqueza econômica na década atual. Um outro levantamento do Ibre também já apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) do período de 2011 e 2020 será o pior pelo menos dos últimos 120 anos.

Nos anos recentes, o fraco desempenho dos investimentos se concentrou de 2014 em diante, período a partir do qual a economia brasileira enfrentou uma dura recessão até 2016. Depois disso, o Brasil observou um triênio de lenta recuperação, mas agora em 2020 a economia voltou a ser impactada, dessa pela pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Veja Também  Cargolux realizará mais uma operação em Confins

Para calcular o dado do investimento na década atual, o Ibre utilizou a projeção para o desempenho do investimento contida no relatório de inflação, do Banco Central. A expectativa é de queda de 6,6% neste ano.

Se não houvesse a crise provocada pela pandemia, porém, o desempenho do investimento continuaria fraco. No relatório de inflação de dezembro do ano passado, portanto, antes de iniciada a pandemia, a expectativa era de alta de 4,1% para os investimentos. Se esse resultado se concretizasse, a década atual ainda apresentaria uma queda média de 1,2%.

A taxa de investimentos é medida pela Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que apura tudo o que se investe em máquinas, bens duráveis, aumento da capacidade produtiva e construção civil.

O avanço deste componente do PIB é fundamental para que o país consiga colher um crescimento mais sustentável e robusto ao longo dos próximos anos e, assim, aumentar a riqueza da sua população, afirmam os economistas. Mas desde 1980, o avanço médio da taxa investimento no país é de apenas 0,5% ao ano.

Veja Também  Procura por vaga temporária? Pandemia deve cortar ofertas para o Natal; entenda

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Lee Kun-hee, presidente da Samsung, morre aos 78 anos

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Samsung
Reprodução/Twitter

Empresa emitiu nota informando a morte.

Lee Kun-hee, presidente da empresa sul-coreana Samsung, morreu aos 78 anos de idade na madrugada deste domingo (25). O anúncio foi feito pela própria companhia.

Segundo comunicado, Lee estava hospitalizado em Seul e passou seus últimos momentos ao lado de seus familiares. Dentre os presentes, estava seu filho, Lee Jae-yong, que passou a liderar a Samsung.

A causa da morte não foi divulgada. Ele havia sido hospitalizado anteriormente em 2014, quando sofreu um ataque cardíaco. Nos anos 90, o empresário venceu um câncer pulmonar.

Lee assumiu a companhia em 1987 e transformou a empresa de seu pai no maior conglomerado da Coreia do Sul. Isso fez com que ele se tornasse o homem mais rico do país, com uma fortuna estimada em US$ 20,7 bilhões de acordo com a Bloomberg.

Veja Também  Procura por vaga temporária? Pandemia deve cortar ofertas para o Natal; entenda

O magnata se envolveu em problemas judiciais envolvendo pagamento de propinas para ex-presidentes do país. Lee Myung-bak, que presidiu a Coreia do Sul entre 2008 e 2013, foi condenado a 15 anos de prisão por aceitar US$ 5,4 milhões de propina da Samsung. O dinheiro foi pago para conceder perdão ao chefe da empresa por sonegação.

Seu filho também se envolveu em problemas, tendo sido condenado a cinco anos de prisão por pagamento de propinas a Park Geun-hye, que sofreu impeachment.  

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana