conecte-se conosco


Economia

Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro

Publicado

Economia


.

Metade das operadoras de turismo vendeu viagens para os meses de novembro e dezembro deste ano, segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa). As operadoras são empresas que montam pacotes e programas de viagens, que são comercializados pelas agências de turismo, e os membros da associação representam 90% dos roteiros de lazer vendidos no Brasil.

A associação avalia que o setor passa por uma retomada gradual e lenta, depois de ter sido duramente impactado desde março pela pandemia de covid-19, que exige o distanciamento social como principal medida de prevenção. Em abril, 54% das operadoras não realizaram nenhuma venda, enquanto em agosto o percentual foi de 21%.

O faturamento das empresas ainda segue bem abaixo de 2019, segundo o balanço divulgado. Para 40% das empresas, o faturamento em agosto teve uma perda de 90% em comparação com agosto do ano passado. Apesar disso, 87,5% das operadoras de turismo consideram que agosto foi melhor ou igual a julho.

Veja Também  Veja como solicitar a aposentadoria sem ir à agência

A expectativa do setor é que o segundo semestre de 2020 tenha um faturamento menor que a metade do registrado no mesmo período em 2019. Essa é a previsão de 71% das operadoras, que lidam com a redução da capacidade de todos os serviços relacionados ao turismo, como voos, restaurantes, hotéis e outros serviços.

Ano que vem

A pesquisa da associação mostra, ainda, que 67% das operadoras venderam pacotes para o primeiro semestre de 2021. Entre as empresas consultadas, 29% declararam ter comercializado também para o próprio mês de agosto, 44% para setembro e 46% para outubro. Os percentuais superam o segundo semestre de 2021, que foi comercializado por 38% das empresas.

Um dos destaques do balanço é a redução do cancelamento de viagens. Em julho, 73% das operadoras tiveram vendas canceladas, enquanto em agosto o percentual caiu para 30%.

Destinos preferidos

O destino vendido com mais frequência foi o Nordeste, com embarques comercializados por 83% das operadoras. Em seguida, vieram Sudeste (80%), Europa (75%), Sul (74%), Centro-Oeste (70%), Norte (62%), América Central/Caribe (62%), América do Sul (55%), América do Norte (48%), Ásia (48%), Oceania (48%) e África (24%).

Veja Também  Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados

Os destinos mais procurados no Nordeste são Salvador e Porto de Galinhas, enquanto no Sudeste figuram Angra dos Reis e interior de São Paulo. No exterior, os embarques mais vendidos são para Portugal, Itália, Cancún, Punta Cana, Orlando, Miami,  Maldivas, Argentina e Peru.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook

Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz

Avatar

Publicado


A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse hoje (29) que o preço do arroz poderá ser reduzido com a chegada da nova safra, em janeiro. A ministra participou da live do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais e explicou as medidas que foram tomadas para conter o preço do produto nas prateleiras dos supermercados. 

Tereza Cristina explicou que a pandemia da covid-19 desequilibrou o mercado de grãos em todo o mundo. Segundo a ministra, a pandemia provocou aumento no consumo do produto pelos brasileiros e o preço aumentou. Para conter o aumento, o Brasil autorizou a importação da Guiana e do Paraguai para equilibrar o mercado. 

“No mundo houve um desequilíbrio em vários preços dos produtos das commodities. O arroz foi um desses. Nós passamos a comer mais arroz, o auxílio emergencial fez também o aumento dessa demanda. Nós, em setembro, tiramos o imposto de importação, ele parou de subir e hoje tem ligeira queda. Vamos ter nova sofra chegando em janeiro e os preços vão reduzir”, afirmou a ministra. 

Plano Safra

A ministra também informou que todos os recursos previstos no Plano Safra deste ano foram contratados e estão sendo investidos pelo setor agrícola, por exemplo, na construção de instalações para produção de aves, suínos e confinamento de gado. 

Veja Também  Presidente da Petrobras considera excelente resultado do 3º trimestre

“O Plano Safra foi um sucesso e hoje nós temos um bom problema, porque o dinheiro de investimento já terminou praticamente”.

A ministra disse ainda que os recursos do plano também estão sendo utilizados na agricultura familiar. Além disso, vários títulos de regularização de terras já foram entregues para produtores rurais que fazem parte do programa. 

“Nós estamos trabalhando para fazer assistência técnica, e o dinheiro do Plano Safra foi muito maior para esse público da pequena agricultura”.

Edição: Liliane Farias

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Obra de Tarsila do Amaral à venda por R$ 40 milhões em feira on-line

Avatar

Publicado


source

Brasil Econômico

Idílio
Reprodução/Pinterest

“Idílio” – Tarsila do Amaral, 1929.

A galeria paulistana Bergamin & Gomide está pedindo pela obra Idílio, feita em 1929, pela artista Tarsila do Amaral (1886-1973), o valor de US$ 7 milhões, cerca de R$ 40 milhões. A venda da obra será feita na feira Tefaf , que ocorre de 30 de outubro a 4 de novembro. Pela primeira vez, devido à pandemia do novo coronavírus, o evento será online, com apenas uma obra apresentada por galeria, o que também é novidade.

A tela em questão pertence a um colecionador brasileiro, cujo nome é mantido em sigilo. O motivo pelo qual ele quer se desfazer da obra é desconhecido, entretanto só permitirá que ela saia do país com novo dono. Por esse motivo, escolheu a Tefaf digital, pois, caso optasse por um leilão tradicional , ele precisaria permitir que a tela viajasse, correndo riscos de danificá-la.

Veja Também  Veja como solicitar a aposentadoria sem ir à agência

O valor é provavelmente o mais alto já pedido por uma obra da Tarsila em uma feira. As suas telas raramente se encontram disponíveis no mercado de arte . As que aparecem, geralmente, são de fases mais tardias e menos valorizadas da pintora.

Fundada em 2012, a Bergamin & Gomide pertence a Antonia Bergamin e Thiago Gomide. Localizada nos Jardins, em São Paulo, é uma espécie de continuação da galeria do pai de Antonia, a Bergamin, criada 12 anos atrás. A atuação é no chamado mercado secundário, que consiste, principalmente, na revenda de obras de artistas falecidos. O único representado atualmente pela galeria é o ilustrador Marcelo Cipis.

O pai de Antonia, Jones Bergamin, é dono da casa de leilões Bolsa de Arte . Ele ficou famoso pelos leilões que promovia no Copacabana Palace. Inclusive, uma das lembranças da infância de Antonia, é de brincar, no hotel, com uma das esculturas da série “Bichos”, da mineira Lygia Clark.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana