conecte-se conosco


Nacional

Covid-19: Prefeitura do Rio de Janeiro aumenta multa por aglomerações

Publicado

Nacional


source

Agência Brasil

rio
Tomaz Silva / Agência Brasil

O estado do Rio de Janeiro chegou hoje (18) a 249.798 casos confirmados acumulados e 17.575 mortes causadas pela Covid-19


A prefeitura do Rio de Janeiro avalia que as curvas de contágio do novo coronavírus não caíram como era esperado e, por isso, as infrações dos estabelecimentos que permitirem aglomerações passarão a ser consideradas gravíssimas.


Com o endurecimento da punição, as multas poderão chegar a R$ 26 mil em caso de reincidência e a interdição será de sete dias, com a possibilidade de cassação de alvará em “casos extremos”.

O estado chegou, nesta sexta-feira (18), a 249.798 casos confirmados acumulados e 17.575 mortes causadas pela Covid-19. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, há 396 óbitos em investigação e 354 foram descartados. Entre os casos confirmados, 226.873 pacientes se recuperaram da doença.

Veja Também  Médico é preso em flagrante após estuprar e agredir paciente em consulta

A capital registra 97.612 casos confirmados e 10.449 mortes .

Comentários Facebook

Nacional

Bolsonaro pede que votem em Carlos: “Para continuar me ajudando em Brasília”

Avatar

Publicado


source
Bolsonaro fez campanha para seu filho na live de quinta-feira (29)
Reprodução/Facebook

Bolsonaro fez campanha para seu filho na live de quinta-feira (29)

Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a fazer lobby, na live de hoje (29), pela reeleição de seu filho, Carlos Bolsonaro (Republicanos), atual vereador do Rio de Janeiro.

“Você votaria nele se fosse eleitora no Rio?”, questionou o presidente, se dirigindo à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. “Trabalha igual um condenado nas mídias sociais, é meu filho, né? Sou suspeito para falar dele. Quem puder colaborar, não tem candidato ainda, ajude Carlos Bolsonaro a ser reeleito, porque vai continuar me ajudando bastante em Brasília.”

Vale lembrar, porém, que a abrangência do cargo de vereador é municipal , e, portanto, compete a Carlos Bolsonaro legislar e representar a câmara dos vereadores apenas da cidade para a qual foi eleito, o Rio de Janeiro (RJ).

Veja Também  João de Deus é transferido em hospital no DF, mas não tem previsão de alta

Outros candidatos também receberam o apoio do presidente, incluindo Celso Russomanno e Marcelo Crivella, candidatos à prefeitura de São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente. Os dois são filiados ao Republicanos, mesmo partido do filho.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Rejeição à vacina cresce em quatro meses; 37% não sabem se tomariam

Avatar

Publicado


source
Rejeição à vacina é impulsionada por declarações de Jair Bolsonaro (sem partido)
O Antagonista

Rejeição à vacina é impulsionada por declarações de Jair Bolsonaro (sem partido)

Uma pesquisa que ouviu 2.500 brasileiros de 488 municípios mostrou que a taxa dos brasileiros que confirmam que tomariam vacina contra Covid-19 diminuiu nos últimos quatro meses: 62 % afirmaram que tomariam, enquanto 37% não se mostram convictos (22% afirma que com certeza não tomariam, e 15% não sabem).

O levantamento foi realizado pelo PoderData em parceria com o Grupo Bandeirantes. Os dados foram coletados entre 26 e 28 de outubro, após as discussões entre o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Alta rejeição entre Bolsonaristas

A opinião de Jair Bolsonaro acerca da vacinação parece ter influenciado o aumento da rejeição.  Entre seus eleitores, 33% afirmam que “não tomariam de jeito nenhum”, enquanto 17% apontam estarem em dúvida.

Veja Também  R$100 milhões por selfie com Bolsonaro? Em vídeo, apoiador faz proposta curiosa

Não existe ainda um imunizante pronto para ser aplicado. A Coronavac, rejeitada pelo chefe do executivo, está na terceira e última fase de testes – o teste de eficácia. O diretor do Instituto Butantan, que produzirá o imunizante em parceria com o laboratório Sinovac, diz que a substância é comprovadamente segura.

Recorte demográfico

Observam-se as maiores proporções de pessoas que “com certeza tomariam” a a vacina nos seguintes grupos:

  • moradores da região Sul (78%);
  • os que recebem de 2 a 5 salários mínimos (72%);
  • os que recebem mais de 10 salários mínimos (94%).

Já entre os que não tomariam, as maiores proporções são:

  • moradores da região Centro-Oeste (36%);
  • desempregados ou sem renda fixa (28%);
  • os que recebem até 2 salários mínimos (29%).

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana