conecte-se conosco


CANDIDATURA HOMOLOGADA

Flávio Frical rebate crítica dos Campos e nega ser “aventureiro” em VG

Publicado

Política

Lapada Lapada

Durante convenção partidária nesta quarta-feira (16), o candidato a prefeito de Várzea Grande Flávio Frical (PSB) rebateu as críticas de Lucimar Campos (DEM) de que seria um “aventureiro” a administrar o município.

Apesar de não ter nascido na cidade, ele se sente um várzea-grandense de coração, e aproveitou para criticar o problema de falta de água na gestão de Campos.

“Ela tem o direito de falar o que quiser, mas construí minha história aqui há 40 anos, minha família, então eu realmente trabalho e gero emprego aqui. Estou há 25 anos gerando emprego e renda na cidade dela. Eu me sinto realmente um várzea-grandense de coração e qualificado”, se defende.

Pela primeira vez disputando um cargo eletivo, o empresário pontua os problemas do município, que tem muita “maquiagem” para esconder os fatos, segundo explica.

“Várzea Grande tem muitos problemas, muita maquiagem escondendo fatos como a água, saúde, educação… São os básicos e que acho que nunca foram resolvidos, e já tiveram muito tempo para resolver e não conseguiram, agora é a nossa hora e nosso compromisso”, afirma.

Veja Também  Vice-governador de MT, Otaviano Pivetta usa redes sociais para comunicar saída do PDT

Sobre o problema de abastecimento de água, Frical aproveitou para apresentar seu projeto de governo e também criticar a atual gestão.

“Temos um projeto já para a água, se deus quiser no primeiro ano já vamos resolver. Temos certeza que esse problema é só de quem não sabe administrar”, disse.

O dono do Frigorífico Frical conta com apoio de mais de 13 partidos, como Pros, PSC, PRB, Avante, Podemos, Patriota, Solidariedade, PRTB, DC, PDT, PV e PSL.

De última hora, o PV decidiu se aliar à coligação.

“O PV foi um dos primeiros que conversou com a gente, que tinha mesma linha de pensamento que a gente, mas por causa de alguns problemas estaduais ai, não compôs. No final chegou à conclusão que o nosso grupo é o melhor”, comenta.

Comentários Facebook

Política

CCJR analisou 35 projetos em reunião ordinária

Avatar

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) analisou 35 matérias em reunião ordinária na manhã desta terça-feira (20). Entre elas, estavam oito projetos de lei prioritários, que devem ser votados em plenário ainda hoje.

Um exemplo é o PL nº 851/2020, que aprova quatro convênios ICMS celebrados pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Também na pauta prioritária estava o PL nº 196/2020, que dispõe sobre a criação, o manejo e exposição de aves da Raça Mura (galo de combate). Completam a lista os PLs nº 892/2020, 771/2020, 839/2020, 852/2020, PLC nº 53/2020 e PL nº 303/2015, lido em redação final. Todos receberam parecer favorável da comissão.

A CCJR ainda deu parecer pela admissibilidade do requerimento de dispensa de 1ª e 2ª pauta do PL nº 776/2020 e discutiu outras 26 matérias, incluindo oito vetos. Seis deles receberam parecer pela derrubada, como o Veto Parcial nº 71/2020, que pretende retirar do texto do PL nº 429/2020 o trecho que impede lojas de cobrarem multas e juros de clientes que não tiveram acesso às faturas.  

Veja Também  "Pandemia não acabou e fechamento de leitos de covid é decisão equivocada", diz Lúdio

Também recebeu parecer pela derrubada o Veto Total nº 69/2020, que dispõe sobre campanha publicitária para orientar a respeito do abuso sexual infantil durante a pandemia da Covid-19.

Dos demais projetos de lei votados na reunião, 14 receberam parecer favorável e quatro foram rejeitados pelos deputados. De autoria do deputado Eduardo Botelho (DEM), o PL nº 545/2020, que assegura as visitas virtuais para pacientes internados em decorrência do novo coronavírus, sempre que o quadro de saúde permitir.

No fim da reunião, o deputado Lúdio Cabral (PT) ainda cobrou a discussão em plenário e na comissão do PLC nº 36/2020, que tem como objetivo isentar aposentados e pensionistas do estado da contribuição previdenciária quando o benefício não exceder o teto do INSS. Também participaram do encontro o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), presidente da CCJR, Silvio Fávero (PSL) e Sebastião Rezende (PSC).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Botelho propõe moção de aplausos para médicos que atuam no combate à Covid

Avatar

Publicado


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A importância da valorização da classe médica foi reconhecida através da aprovação de Moção de Aplausos, na Assembleia Legislativa, numa iniciativa do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), na terça-feira (20), para lembrar o Dia do Médico, comemorado em 18 de outubro. 

A homenagem é uma forma de reconhecer o árduo trabalho desempenhado pelos médicos, especialmente, aos que atuam em Mato Grosso na linha de frente ao combate da Covid-19, doença que já fez mais de 3,7 mil vítimas no estado.

Em plenário, Botelho destacou a homenagem lembrando o grande desafio de enfrentamento à pandemia e pediu aos colegas a aprovação de Moção de Aplausos pelos esforços realizados neste ano tão desafiante para todos. 

“Desde o início da pandemia, médicos e demais profissionais da saúde têm sido exemplos de coragem, resiliência e amor ao próximo, enfrentando a doença sobre a qual se sabe tão pouco. Esta homenagem é para os incansáveis doutores que tem por missão salvar vidas. Deixo aqui também registrada minha homenagem especial às famílias dos médicos que morreram em decorrência do coronavírus”, afirmou.

Veja Também  CCJR analisou 35 projetos em reunião ordinária
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana