conecte-se conosco


Mato Grosso

Alunos sem acesso à internet recebem material impresso

Publicado

Mato Grosso


.

As aulas de forma não presencial retornaram na segunda-feira (03.09) para os alunos da rede estadual. As aulas são ofertadas de forma on-line, por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, e off-line, com a distribuição de apostilas para quem não tem acesso à internet e com as videoaulas pela TV Assembleia.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, explica que os pais dos estudantes que não têm acesso à plataforma digital devem entrar em contato com a escola para solicitar o material impresso. “A escola vai agendar o dia e horário para a retirada desse material, evitando assim aglomeração de pessoas nas unidades escolares”.

As apostilas serão distribuídas aos alunos mensalmente. O aluno vai resolver as atividades na apostila e encaminhar ao professor que fará a correção comentada e a devolverá ao aluno.

Para arcar com as despesas nas impressões das apostilas, a Seduc repassa recurso para as escolas por meio do Programa Político Pedagógico (PPP).

O estudante também pode tirar dúvidas com os professores via whatsapp pelo aplicativo Teams com ambiente virtual de aprendizagem.

Veja Também  Escola Pública do Detran-MT forma mais de 500 profissionais por Ensino à Distância

As aulas não presenciais

As aulas não presenciais serão organizadas em cinco etapas: produção do material escolar, com a organização semanal de estudos e planejamento do professor; disponibilização do material escolar; atendimento ao estudante; intervenção pedagógica; e registro em tempo real no final do semestre.

A elaboração do material didático disponível na plataforma está pautada na seleção e organização de objetos de conhecimento, habilidades e competências contidos no Documento de Referência Curricular de Mato Grosso (DRC-MT) e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Mato Grosso alcançou 96% das metas do Progestão 2019

Avatar

Publicado


.

Mato Grosso alcançou 96,7% das metas do Progestão em 2019, um programa desenvolvido pela Agência Nacional de Águas (ANA) de incentivo financeiro para os estados. O uso dos recursos disponibilizados no programa é de aplicação exclusiva nas ações de gestão das águas, regulação de seus usos e fortalecimento da gestão integrada, descentralizada e participativa.

O programa baseia-se no pagamento por alcance de metas estabelecidas. As metas federativas são definidas pela ANA e as metas de gerenciamento de recursos hídricos em âmbito estadual definidas pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Cehidro).

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) é a responsável pela implantação do Programa no Estado. O atendimento dos critérios de avaliação de cada uma destas metas corresponde à 10% do valor total do repasse, podendo o estado receber proporcionalmente caso não cumpra integralmente uma das metas.

Mato Grosso aderiu ao 1º ciclo do Programa em 2013, por meio do Decreto nº 1815, de 20/06/2013. O 2º Ciclo iniciou em 2017 com término em 2021. O resultado das metas do 2º ciclo foi de 97,5% em 2017, 99,2% em 2018 e 96,7% em 2019.

Veja Também  Governador destina R$ 2,5 milhões para a conclusão da Escola Técnica de Água Boa

Estas informações constam no Boletim Progestão, lançado em setembro pela Coordenadoria de Ordenamento Hídrico, da Superintendência de Recursos Hídricos da Sema e que visa a transparência de dados e ações do setor.  O objetivo é que estes boletins sejam trimestrais, sendo no início reproduzido em maior número devido ao volume de informações acumuladas.

Valor Recebido

No 1º ciclo (2013-2017) a Sema recebeu R$3,72 milhões e no 2º ciclo 2,78 milhões, de 2017 até o momento. Os recursos foram recebidos devido ao bom desempenho das metas pelo governo de Mato Grosso e são empregados exclusivamente em ações de recursos hídricos.

Entre estas ações estão compras de materiais essenciais, contratação de serviços, realização de seminários e capacitação, fortalecimento de Bacias Hidrográficas e da Superintendência de Recursos Hídricos, compra de software e de equipamentos específicos para vistoria e fiscalização.

Tanto as metas como os investimentos são pilares para a gestão de recursos hídricos e contribuem para a implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos. A Pasta também atua na prevenção de eventos hidrológicos críticos, fornecendo informações à Defesa Civil e prefeituras sobre monitoramento dos rios, chuva e qualidade das águas, entre outros.

Veja Também  Escola Pública do Detran-MT forma mais de 500 profissionais por Ensino à Distância

Os recursos também são usados para elaborar os Planos de Bacias que norteiam as ações de gestão de recursos hídricos, implementar os projetos do Plano Estadual de Recursos Hídricos, regular a utilização racional da água por meio da outorga e incentivar a gestão participativa por meio do CEHIDRO e Comitês de Bacias.  

“Os resultados obtidos positivamente quanto ao Progestão mostram que a parceria entre a SEMA e a ANA está funcionando em perfeita harmonia, seguindo os preceitos da política de recursos hídricos de realizar a gestão de forma integrada, descentralizada e participativa”, destaca o superintendente de Recursos Hídricos Luiz Henrique Noquelli.

O superintendente também destaca o comprometimento dos técnicos que estão envolvidos com a execução dos programas. “O repasse financeiro recebido da ANA tornou possível uma melhoria na gestão de recursos hídricos de Mato Grosso, permitindo executar projetos que até então estavam apenas no planejamento. Essa parceria também viabilizou uma garantia de contrapartida da SEMA, para incrementar as ações na gestão estadual. É um programa vital para a boa gestão da água”, afirmou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Policiais militares vão às ruas para fiscalizar e orientar a população sobre os perigos no trânsito

Avatar

Publicado


.

Em setembro, a Polícia Militar vem intensificando ainda mais as ações de fiscalização e abordagem no trânsito urbano e rodoviário na região metropolitana e no interior. Além de integrarem a equipe da Operação Lei Seca, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, os militares, durante o patrulhamento, estão checando veículos, abordando motoristas e participando de campanhas educativas voltadas para condutores e pedestres. 

Todos os anos, a Polícia Militar adere a Campanha Educativa de Trânsito, que em 2020 carrega o tema “Perceba o risco, proteja a vida“. Os policiais buscam chamar a atenção da população para os perigos no trânsito e os cuidados que todos devem ter para evitar acidentes. 

No município de Peixoto de Azevedo, policiais do 15 º Comando Regional da PM lançaram na sexta-feira (18) uma campanha para marcar a abertura da Semana Nacional do Trânsito na região Norte do Estado. A iniciativa alerta para os perigos nas vias e busca conscientizar os cidadãos. 

A campanha que seguirá até a sexta- feira (25.09) busca abordar veículos e pedestres; a iniciativa permite a aproximação da polícia com a comunidade, o que favorece um maior entendimento sobre os riscos na direção e as medidas que devem ser adotadas para prevenir acidentes como usar cinto de segurança, fazer a manutenção regular do veículo, obedecer a sinalização de trânsito, não dirigir após a ingestão de bebida alcoólica, dentre outras. 

Veja Também  Governador destina R$ 2,5 milhões para a conclusão da Escola Técnica de Água Boa

O Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da PM atua firmemente na Operação Lei Seca e desde do início da Semana Nacional de Trânsito vem participando de campanhas educativas e abordagens de condutores de veículos na área metropolitana e nas rodovias estaduais.

Seguindo a programação da iniciativa estadual da campanha de trânsito, a PM vai realizar na quarta – feira (23.09), a ação motorista da rodada a partir das 19h30 na Rodovia dos Imigrantes. 

A PM pede a população para colaborar com as abordagens policiais, obedecer a legislação de trânsito e ser uma aliada das forças de segurança na fiscalização do trânsito por meio de denúncias, para que seja possível retirar de circulação motoristas infratores. 

O comandante do Batalhão de Trânsito, tenente-coronel Adão Cesar ressalta que as fiscalizações e abordagens no trânsito realizadas pela PM não pararam, nem mesmo durante o período mais delicado da pandemia da Covid- 19. E que agora com o retorno da Lei Seca a instituição segue ainda mais firme para identificar motoristas infratores e orientar a população para riscos no trânsito. 

Veja Também  Centro de Triagem atendeu mais de 600 pessoas durante a programação do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

“Além da Operação Lei Seca, estamos realizando ações educativas e orientativas nas rodovias acerca dos excessos, sobre os riscos que a  fumaça das queimadas trazem para a visibilidade dos condutores. Os ciclistas estão sendo abordados sobre a obrigatoriedade da sinalização, a importância de ficarem atentos. Reforçamos o policiamento para retirar pessoas infratoras, principalmente àquelas que insistem em conduzir veículos sem autorização para dirigir, que conduzem veículos automotor após a ingestão de bebida alcóolica e outras situações ilegais que nos deparamos durante o patrulhamento”, explica o tenente-coronel. 

Conscientização

A campanha do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da mudança de atitude. A iniciativa tenta evidenciar para a sociedade que cada cidadão é responsável pela segurança de todos e, por isso, deve perceber os riscos e proteger a própria vida e a do próximo.

A conscientização da campanha busca reduzir o número de acidentes de trânsito por meio de ações educativas e de fiscalização com apoio de diversas instituições de segurança pública.

 

 
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana