conecte-se conosco


Mato Grosso

Hospital Regional de Rondonópolis passa a ofertar serviço de hemodiálise

Avatar

Publicado


.

O Hospital Regional “Irmã Elza Giovanella”, de Rondonópolis, é a segunda unidade hospitalar do Estado a ofertar o serviço avançado de hemodiálise aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Mato Grosso. O Sistema Gênius, que passa a ser disponibilizado aos pacientes internados na unidade, existe em apenas 41 hospitais do Brasil e é considerado moderno e seguro. 

Com um investimento anual de aproximadamente R$ 216 mil, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) poderá ofertar mais qualidade de vida aos pacientes da Região Sul do Estado que necessitam do serviço de hemodiálise. 

“É um avanço significativo para o Estado e para a região. O incremento promove mais qualidade de vida aos usuários do SUS, pois descentraliza a oferta do tratamento – que, neste caso, será realizado em pacientes internados na unidade hospitalar. Reforço que a atual gestão não tem medido esforços para ofertar serviços de qualidade nos Hospitais Regionais”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

O novo serviço foi idealizado pela atual gestão da SES quando a secretária Adjunta de Gestão Hospitalar, Caroline Dobes, ainda estava à frente da direção geral do Hospital Regional de Rondonópolis. “Naquela ocasião, foi possível a contratualização de um sistema de hemodiálise inovador, que oferece um tratamento com mais eficácia e resulta em mais qualidade de vida para o paciente, sendo que o processo de aquisição se encerra agora, com sucesso”, relatou Caroline.

Veja Também  Governo de MT entrega mais de duas mil cestas básicas e cobertores às famílias do Pedregal e bairros adjacentes

De acordo com a atual diretora do Hospital Regional, Kênia de Lima Gomes, o procedimento de aquisição ocorreu por meio de adesão a uma Ata de Registro de Preços, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). 

A SES-MT contratualizou a aquisição do kit dialisador, com cessão de equipamentos em regime de comodato, para que esse sistema pudesse ser oferecido aos pacientes. O valor exato do contrato por 12 meses é de R$ 216.650,80 e o custo unitário de um kit dialisador é de R$ 401,02. 

Para receber os novos equipamentos, foi necessário adequar um espaço específico para a instalação dos itens. As máquinas são móveis, manuseadas e levadas à beira-leito para a diálise do paciente, sem que haja a necessite deslocá-lo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Detran e MTI reforçam parceria para melhoria de sistema de gestão de trânsito

Avatar

Publicado


.

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) assinaram, esta semana, um contrato de parceria para atualização tecnológica do DetranNet, sistema de gestão de trânsito utilizado pelo Detran-MT para a prestação de serviços a população.

Com o novo contrato, será realizada a atualização tecnológica de infraestrutura, visando a diminuição de quedas do sistema DetranNet; disponibilização do acesso ao sistema de forma contínua e com alto desempenho, atualização tecnológica de versão do sistema, denominado DetranNet 2.0, visando a melhoria na operacionalização no que se refere a sua navegabilidade e desempenho, e agilidade nas manutenções corretivas com melhoria das rotinas para correção de imperfeições no sistema, quer seja da implementação das regras de negócio ou de correção de dados no banco de dados do sistema.

Para o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, a parceria com a MTI é fundamental no processo de modernização e qualidade no sistema do Detran para melhor prestação de serviço ao cidadão.

“Mesmo nesse momento de pandemia do novo coronavírus, continuamos trabalhando com nossa equipe de Tecnologia da Informação em parceria com a MTI inovando cada vez mais o nosso sistema de gestão de trânsito, para entregar serviços de agilidade, eficiência e qualidade à população”, falou.

Veja Também  Governo altera decreto e restabelece jornada de 8 horas diárias de trabalho

Detran e MTI

O Detran e a MTI são parceiros em diversos projetos de melhoria de sistemas. Entre eles está o sistema de Telemetria, que foi implantado em 2019 integrando o banco de dados do Detran com os Centros de Formação de Condutores (CFC), possibilitando o controle e registro das aulas práticas, através das câmeras de monitoramento e GPS nos veículos das autoescolas. O sistema de telemetria está em funcionamento em todas as CFCs credenciadas junto ao Detran no Estado.

Na parte de comunicação de venda do veículo, também foi implementada uma solução tecnológica para integrar o sistema do Detran e possibilitar a comunicação de venda diretamente nos cartórios associados, no momento da autenticação do documento de transferência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícias prendem mais de dez mil pessoas, reduzem crimes e aumentam apreensões de armas e drogas em 2020

Avatar

Publicado


.

Entre o mês de janeiro e o dia 9 de agosto de 2020, as polícias de Mato Grosso prenderam 10.576 pessoas em flagrantes e cumprimento de mandados de prisão. Outras 23.526 pessoas foram conduzidas para averiguação nas delegacias de polícia. Este ano, com mais abordagem policial, houve mais apreensão de armas de fogo de grosso calibre, mais apreensão de drogas, além da redução de crimes contra a vida e o patrimônio no Estado.

Somente de janeiro a junho foram apreendidas 5,7 toneladas de drogas, um prejuízo de aproximadamente R$ 51,5 milhões no mercado do crime. Presos e descapitalizados, neste ano, se observou que os criminosos passaram a reagir e usar equipamento bélico mais pesado.

Houve 78 mortos por confronto com as forças policiais em Mato Grosso, de acordo com as informações da Superintendência do Observatório da Violência. No mesmo período de 2019, foram 41 casos.

“Temos observado esse comportamento na região de fronteira. Antes os criminosos abandonavam o carregamento e fugiam, agora passaram a revidar usando armas como fuzis. O mesmo tem ocorrido na região metropolitana, com os bandidos atirando contra os policiais, ameaçando matar policiais. Se houver agressão, a polícia vai reagir”, argumentou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Veja Também  Governo de MT entrega mais de duas mil cestas básicas e cobertores às famílias do Pedregal e bairros adjacentes

Conforme a Superintendência do Observatório da Violência, ligado à Secretaria Adjunta de Inteligência da Sesp, a letalidade das ações policiais dentro do universo das prisões em flagrante, cumprimento de mandados de prisão e as conduções para averiguação é inferior a 1%. As mortes resultantes durante prisões em flagrante foram de 0,74% e 0,33% com relação às conduções para averiguação.

“Isso demonstra o alto preparo e a consciência nas ações desenvolvidas por estes profissionais. Eles só reagem quando há uma desobediência de ordem do poder de polícia, ou quando os criminosos atiram contra um policial armado”, disse o titular da Sesp.

Crimes contra a vida

Mesmo com aumento de crimes causados por confronto policiais, em Mato Grosso os casos de homicídios e de latrocínio (roubo seguido de morte) reduziram no período de janeiro a junho deste ano, comparado ao ano passado. Foram 2,2% casos a menos e a redução de 48% nos latrocínios.

Em Cuiabá, os homicídios caíram 11%, baixando de 53 casos no primeiro semestre de 2019 para 47 neste ano. Já em Várzea Grande, os casos de assassinatos reduziram 14%. Foram 36 casos este ano contra 42 ano passado.

Veja Também  Após um ano da operação PCE tem mais disciplina, economia de recursos e ambiente mais salubre

Nos casos de roubo seguido de morte, caíram 83% em Cuiabá e 86% em Várzea Grande, com um caso registrado em cada um dos municípios citados.

Um diferencial deste semestre é o aumento da apreensão de armas de grosso calibre. Foram sete fuzis retirados da mão de criminosos, 40% a mais do que os primeiros seis meses de 2019. Foram quatro submetralhadoras apreendidas.

“A criminalidade está mais fortemente armada, o que pode ser um fator a mais na necessidade de intervenção por parte das forças de segurança estadual”, finalizou Bustamante.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana