conecte-se conosco


Esportes

Hamilton vence GP da Estíria e mira em recorde de Schumacher

Avatar

Publicado


.

O piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu neste domingo o Grande Prêmio de Estíria, disputado no circuito de Spielberg (Áustria). Com este triunfo ele ficou muito próximo de se tornar o piloto com o maior número de vitórias na Fórmula 1. A segunda posição ficou com o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, enquanto o holandês Max Verstappen, da Red Bull, terminou em terceiro.

Esta foi a primeira vitória do atual campeão na temporada 2020, pois no GP de estreia, também disputado na Áustria, a primeira posição ficou com o finlandês.

Pole position

O atual campeão mundial chegou à prova como grande favorito, pois alcançou a pole position no último sábado, ao alcançar o tempo de 1min19s273, com 1s216 de vantagem sobre o segundo colocado Max Verstappen.

Steiermark Grand Prix Steiermark Grand Prix

Hamilton comemora vitória com com componentes de sua equipe – Reuters/Direitos Reservados

Elogio à equipe

Após a vitória, Hamilton elogiou muito o trabalho da sua equipe: “A equipe fez um trabalho fantástico com sua estratégia. Estou muito agradecido por estar de volta em primeiro lugar (…). Este é um grande passo adiante”.

Contudo, mesmo com a vitória deste domingo, Hamilton não conseguiu tomar a primeira posição da classificação geral de Bottas, que em duas corridas já tem uma vitória e um segundo lugar, enquanto o inglês soma uma vitória e uma quarta posição.

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 85 vitórias em sua carreira, ficando a apenas 6 do recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.

Próxima prova

A próxima etapa da temporada será o GP da Hungria, disputado no circuito Hungaroring no dia 19 de julho.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook

Esportes

Chapecoense e Brusque se classificam para final do Catarinense

Avatar

Publicado


.

Chapecoense e Brusque são os finalistas do Campeonato Catarinense, e decidirão o título em duas partidas, com datas e horários que serão anunciados pela Federação Catarinense de Futebol (FCF). O Verdão do Oeste, que alcança a decisão pela quinta temporada seguida, superou o Criciúma nos pênaltis, enquanto o Quadricolor, que retorna à final estadual após 28 anos, deixou para trás o Juventus, de Jaraguá do Sul (SC).

A vaga do Brusque foi a primeira a ser consolidada nesta quarta-feira (5). Com a vantagem de ter ganhado fora de casa por 3 a 2, a equipe conteve a pressão do Juventus, que acertou uma bola no travessão no primeiro tempo, e segurou o empate por 0 a 0.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Brusque empata e garante vaga na final após 28 anos! Na noite desta quarta-feira (5), o Brusque FC enfrentou o Juventus, às 19h30, no estádio Augusto Bauer, em jogo válido pela semifinal do estadual. O Brusque entrou na partida com a vantagem de avançar para a final com um empate, mas nem por isso abriu mão de buscar o gol. Aos seis minutos, Rodolfo cobrou falta e a bola explodiu na barreira. Aos 23 minutos, Edu cruzou rasteiro para Thiago Alagoano, que não chegou a tempo de finalizar. Em nova falta, aos 28, Zé Mateus cobrou por cima do gol. Aos 32, Edilson recebeu livre na direita, cruzou para Edu, que ajeitou para Thiago Alagoano, que finalizou pra fora. Aos 43, a grande chance do primeiro tempo. Thiago Alagoano, em contra-ataque, finalizou na trave, no rebote, Edu, livre, finalizou por cima do gol. Já no segundo tempo, logo aos nove minutos, Edu finalizou para defesa do goleiro. Na sequência, Marco Antônio cruzou para Edilson, que arrumou para Edu, que finalizou pra fora. Nos 26, Rodolfo cobrou a falta por cima do gol. O Brusque seguiu em busca de aumentar o placar, mas o jogo terminou empatado. Brusque 0x0 Juventus! Após 28 anos, o Brusque está na final do Campeonato Catarinense! Fotos: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Uma publicação compartilhada por Brusque Futebol Clube (@brusqueoficial) em 5 de Ago, 2020 às 5:51 PDT

Enquanto espera a definição de quanto disputará as finais e brigará pelo título que não vem desde 1992, o time quadricolor terá pela frente a Série C do Campeonato Brasileiro. A estreia é neste sábado (8), às 17h (de Brasília), contra o Ypiranga de Erechim (RS), em casa.

Já em Criciúma, o time da casa precisou de só quatro minutos para devolver o placar do jogo de ida, quando perdeu por 1 a 0 para a Chapecoense. Após cruzamento do atacante Jajá, o volante Foguinho apareceu às costas da zaga e, de carrinho, mandou para o gol.

A vitória do Tigre por 1 a 0 no tempo normal levou a decisão para os pênaltis. O lateral Ezequiel perdeu a primeira cobrança da Chapecoense, mas o goleiro João Ricardo salvou (com o rosto) a batida de Foguinho e o atacante Jean Lucas mandou a bola no travessão. Coube ao atacante Anselmo Ramon o chute que fechou o placar em 4 a 2 para o Verdão.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

FAMÍLIA CHAPE! ?⚽? ⠀ Eu já vi foto pesada, mas essa aqui tá de parabéns! ⠀ ? Márcio Cunha/ACF ⠀ #VamosChape #OrgulhoDeSerChape

Uma publicação compartilhada por Chapecoense (@chapecoensereal) em 5 de Ago, 2020 às 8:06 PDT

Campeã em 2016 e 2017, a Chape ficou com o vice-campeonato nas duas últimas edições do Catarinense. Nesta década, será a sétima final do clube de Chapecó (SC), que volta as atenções para a Série B. A equipe joga neste domingo (9), às 11h (de Brasília), contra o Oeste, em Barueri (SP). O Criciúma estreia na próxima segunda-feira (10) na Série C, diante do Londrina, fora de casa.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Treze avança e garante clássico de Campina Grande na final paraibana

Avatar

Publicado


.

O Clássico dos Maiorais, como é conhecido o duelo entre os principais clubes de Campina Grande (PB), decidirá o Campeonato Paraibano deste ano. Nesta quarta-feira (5), o Treze se garantiu na final ao vencer o Botafogo de João Pessoa por 2 a 0, devolvendo o placar da partida de ida, e classificando-se nos pênaltis. Na final, o Galo da Borborema terá pela frente o Campinense, maior rival. As datas e horários das partidas ainda serão anunciadas pela Federação Paraibana de Futebol (FPF).

O zagueiro Fred, contra, e o atacante Ermínio balançaram as redes no tempo normal para o Treze, que atuou em casa. Na disputa de pênaltis, o lateral Kellyton, do Botafogo, teve a cobrança defendida pelo goleiro Jefferson. O zagueiro Nilson Júnior, do Galo, bateu a penalidade decisiva, que definiu o placar em 5 a 4.

O Treze volta a uma final três anos após o vice-campeonato de 2017. A equipe alvinegra, dona de 15 títulos paraibanos, não conquista o Estadual desde 2011. Com a classificação à decisão, o Galo ainda se garantiu na Copa do Brasil do ano que vem, assim como o Campinense, que, na terça-feira (4), passou pelo Sousa, também nas penalidades.

Enquanto o Treze aguarda a confirmação de quando fará as finais do Paraibano com o Campinense, o Botafogo volta as atenções para a Série C do Campeonato Brasileiro. O Belo estreia no domingo (9), às 20h (de Brasília), contra o Ferroviário, em Fortaleza.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana