conecte-se conosco


Mato Grosso

Sábado (11): Mato Grosso registra 28.526 casos e 1.047 óbitos por Covid-19

Publicado

Mato Grosso


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sábado (11.07), 28.526 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.047 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado, sendo 33 mortes nas últimas 24 horas. 

Nesta edição do Boletim, foram corrigidos 12 casos de duplicidade nos óbitos divulgados na última sexta-feira (09). 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (6.208), Rondonópolis (2.200), Várzea Grande (2.122), Lucas do Rio Verde (1.359), Sorriso (1.224), Tangará da Serra (1.154), Primavera do Leste (1.075), Sinop (890), Nova Mutum (683), Pontes e Lacerda (653), Campo Verde (521), Cáceres (474), Colíder (402), Barra do Garças (384), Peixoto de Azevedo (378), Sapezal (377), Confresa (356), Campo Novo do Parecis (352),  Querência (304) e Matupá (274). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Nas últimas 24 horas, surgiram 903 novas confirmações no Estado; houve a correção de 13 casos de duplicidade. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 242 internações em UTI e 362 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 91,3% para UTIs e em 53,1% para enfermarias.

Veja Também  Deputado afirma que atual gestão do Governo de Mato Grosso é a que mais investe na Educação

O documento ainda aponta que um total de 29.223 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 2.179 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Neste sábado (11), o Governo Federal confirmou 1.839.850 casos da Covid-19 no Brasil e 71.469 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 70.398 óbitos e 1.800.827 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Veja Também  Governo investe R$ 41,8 milhões em melhorias nas escolas estaduais

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Comissão de secretários define critérios de distribuição das vacinas aos 141 municípios

Avatar

Publicado


A Comissão Intergestores Bipartite do Estado (CIB) definiu o critério de distribuição das 126.160 mil doses de vacinas contra a Covid-19 aos 141 municípios de Mato Grosso. A Minuta de Resolução CIB será publicada nesta quarta-feira (20.01) no Diário Oficial do Estado e deverá ser seguida pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), de acordo com as prioridades estipuladas pelo Ministério da Saúde.

A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde e da SES.

Dentre os grupos prioritários, estão os trabalhadores da saúde – como vacinadores da Atenção Básica, profissionais dos hospitais pactuados no Plano de Contingência Estadual de enfretamento à Covid-19, trabalhadores de institutos de longa permanência para idosos -, indígenas que vivem em aldeias, pessoas idosas acima de 60 anos e pessoas com deficiência que vivem em asilos e/ou instituição psiquiátricas.

Após a distribuição, as vacinas deverão ser armazenadas pelos municípios, respeitando as condições de armazenamento estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

Veja Também  Sema disponibiliza formulário para autorização de limpeza de pasto no Pantanal

Veja em anexo quantas doses cada município vai receber em anexo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sema apresenta dados ao Banco Mundial e comprova redução de 27% no desmatamento ilegal

Avatar

Publicado


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apresentou à missão de monitoramento do Banco Mundial as ações do Governo do Estado do último ano e indicadores ambientais de desmatamento ilegal, fiscalização, regularização ambiental e investimentos para melhoria dos serviços, durante reunião por videoconferência na manhã desta terça-feira (19.01).

A instituição financeira acompanha as ações do órgão ambiental estadual diante da importância global do Brasil para a mitigação de mudanças climáticas e preservação de biomas. O Banco Mundial concedeu empréstimo no valor de US$ 250 milhões para Mato Grosso no ano passado.

“O Estado de Mato Grosso assumiu compromissos junto ao Banco Mundial de avançar no combate ao desmatamento ilegal, regularização ambiental e na melhoria e agilidade dos serviços e na prevenção dos crimes ambientais com precisão para identificar e responsabilizar os infratores quando necessário, além de promover uma conscientização para a preservação”, explica o secretário Executivo da Sema, Alex Marega.

Participaram da reunião o diretor do Instituto Produzir, Conservar e Incluir (PCI), Fernando Sampaio; o representante do grupo de mudanças climáticas do Banco Mundial, Alexandre Kossoy; e o economista do Banco Mundial, Gabriel Zaourak.

Veja Também  Governo investe R$ 41,8 milhões em melhorias nas escolas estaduais

Um dos dados apresentados foi a diminuição do desmatamento ilegal em 27% nos últimos sete meses de 2020, entre junho e dezembro. Os esforços do Estado serão para manter e até melhorar estes índices nos próximos anos. 

“Estamos aplicando diversas medidas para isso, como a responsabilização, multas, retirada de equipamentos, julgamento dos autos de infração de forma mais célere. Agora conseguimos identificar o desmatamento na hora que ele está iniciando e conseguimos evitar que estas ações criminosas possam causar grandes desmatamentos”, explica o secretário.

O gestor atribui os avanços na fiscalização à implantação do sistema de detecção do desmatamento em tempo real, com Imagens de satélite Planet, que permite não só ações rápidas e preventivas, mas a precisão dos autos de infração. O sistema foi adquirido com financiamento do Programa Global REDD Early Movers (REM), REDD para Pioneiros pela sigla em Inglês.

“Hoje temos imagens de satélite de antes e depois do desmatamento. É muito difícil esse auto de infração ser derrubado na Justiça, ou por outros recursos administrativos. Portanto hoje temos uma ação muito mais sólida, e uma responsabilização muito mais eficaz”, avalia. 

Veja Também  Sema apresenta dados ao Banco Mundial e comprova redução de 27% no desmatamento ilegal

O Estado embargou ainda mais de 6 mil quilômetros quadrados de áreas por desmatamento ilegal no último ano e aplicou mais de 1,5 bilhão em multas que somadas as autuações do IBAMA e ações dos Ministérios Público Estadual e Federal totalizam quase R$ 4 bilhões de reais.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana