conecte-se conosco


Mato Grosso

Mais 20 UTIs na Santa Casa estão prontas e serão entregues nesta sexta-feira (10.07)

Publicado

Mato Grosso


.

O Governo do Estado finalizou o processo de abertura das 20 novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para casos de covid-19 no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, nesta quinta-feira (09.07).

A abertura segue à risca o planejamento de abertura de leitos, que foi entregue à Justiça Estadual. As UTIs estarão à disposição para receber pacientes a partir desta sexta-feira (10.07), ocasião em que todos os profissionais de Saúde já estarão aptos a gerenciar os leitos.

O governador Mauro Mendes explicou que a estrutura física das 20 UTIs foi finalizada há alguns dias, mas ainda não havia como disponibilizar os leitos em razão da falta de profissionais de Saúde.

“Os EUA, que é o país mais rico do mundo, está com dificuldade de contratar profissionais. Temos equipamentos, mas cadê os médicos, enfermeiros, fisioterapeutas? Estamos com dificuldades para contratar médicos, tentamos contratar de empresas de fora do estado. É um momento muito difícil, mas se Deus quiser nós vamos superar”, ressaltou.

Veja Também  Sema apresenta dados ao Banco Mundial e comprova redução de 27% no desmatamento ilegal

A diretora da Santa Casa, Patrícia Dourado Neves, registrou que a dificuldade em contratar profissionais capacitados para atender aos casos de coronavírus não é exclusiva de Mato Grosso.

“Hoje nós temos muitos profissionais afastados pela doença ou por outras razões. Mas temos dificultades para encontrar profissionais habilitados para atuar na linha de frente, que são os profissionais com habilidade técnica para manuseio de área respiratória, manuseio de ventiladores mecânicos, protocolos mais invasivos. Profissionais com essa expertise são os mais experiemntes, e muitos estão afastados. Temos dificuldades diuturnamente para preencher o quadro, que é uma dificuldade a nível de país”, lamentou.

Além dessas 20, o Governo do Estado já criou outras 50 novas UTIs para a covid-19 na Santa Casa e mais 40 no Hospital Metropolitano em Várzea Grande. A previsão é que ainda este mês o Estado abra 94 novas UTIs covid em todas as regiões de Mato Grosso, além de custear outras 159 que as prefeituras se comprometeram em abrir.

Veja Também  Sema apresenta resultados das ações de conservação ambiental à missão do Banco Mundial

Esforço para contratação

No momento, há um edital aberto para a contratação de médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, técnicos de laboratório e maqueiros, para atender a demanda nos Hospitais Regionais de Alta Floresta, Cáceres, Colíder, Rondonópolis, Hospital Metropolitano e Hospital Estadual Santa Casa.

Além disso, outro edital foi aberto nesta semana visando a contratação de 24 médicos para atuar no Centro de Triagem e Diagnóstico da Covid-19, em Cuiabá, que começará a atender nos próximos dias. As inscrições podem ser feitas por meio do link: cadastro.mt.gov.br

O Governo do Estado também vai enviar ainda nesta quinta-feira um projeto de lei à Assembleia propondo que os profissionais contratados da Saúde que porventura contraiam a covid-19, possam continuar a serem pagos enquanto estão em período de recuperação, de forma a não ficarem desassistidos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Governo apresenta plano de integração do transporte coletivo e BRT às prefeituras de Cuiabá e VG

Avatar

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), apresenta na sexta-feira (22.01), às 15h, a representantes técnicos das prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, o plano funcional da rede integrada do transporte coletivo para a  implantação do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT), movido a eletricidade.

O convite já foi enviado para os prefeitos de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e de Várzea Grande, Kalil Baracat, para indicação dos técnicos e participação na reunião, que acontece na sede da Sinfra. O objetivo é apresentar o plano funcional e as modificações necessárias para adequar toda a rede de transporte coletivo ao BRT, a fim de garantir conforto, agilidade e facilidade de locomoção dos usuários.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explica que essa será uma reunião técnica, na qual será apresentado o primeiro esboço do plano funcional para adequação das linhas do transporte coletivo decorrentes da estruturação do BRT, com a definição de quais linhas do transporte coletivo vão ser mantidas, quais deverão ser extintas e quais serão aquelas que irão utilizar o corredor exclusivo do BRT, por exemplo.

Veja Também  Sema apresenta resultados das ações de conservação ambiental à missão do Banco Mundial

Isso porque, com o BRT, será possível que o ônibus de transporte coletivo circule no mesmo corredor do modal. Desse modo, os ônibus poderão sair de um bairro, entrar no corredor exclusivo e, sem qualquer integração, seguir para outro bairro distante do corredor estrutural. Tudo isso sem afetar o trajeto fixo que o BRT fará.

“Essa será a primeira reunião para o Estado apresentar o primeiro desenho da rede integrada do transporte coletivo, de modificação das linhas existentes, como serão integradas com o trajeto do BRT. É a primeira troca de informações, pois além de apresentar, vamos pedir informações também aos municípios, sobre volume de tráfego, por exemplo, para refinar nosso trabalho”, explicou o secretário.

Michel Alvim

Foto: Michel Alvim

Também será apresentado, ainda dentro desse plano funcional, o planejamento sobre a estações do BRT, com o tamanho, a localização, o padrão, além de ser apresentado quais linhas de transporte vão parar em cada plataforma e de que forma ocorrerá a integração entre o BRT e os ônibus coletivos, bem como o padrão dos veículos que deverão compor as frotas.

“Já estamos trabalhando nesse plano funcional e vamos apresentar esse primeiro trabalho já desenvolvido por nós para as equipes técnicas das prefeituras. Isso vai ser apresentado para que as prefeituras possam entender nosso planejamento e também contribuir com a estruturação desse plano”, disse Marcelo de Oliveira.

Veja Também  55% dos servidores e 48% dos pais pedem aulas não presenciais; 43% dos estudantes querem voltar

A previsão é de que o plano seja finalizado em até 60 dias e será a partir deste documento que se iniciarão os processos legais de elaboração de projeto executivo e licitação para a implantação dos corredores estruturais de transporte coletivo para a instalação do BRT.

Para a implantação de toda a infraestrutura do BRT, o Governo do Estado se responsabilizará pela realização das obras: corredor segregado, as estações e terminais, os sistemas de monitoramento de frota e segurança e a aquisição dos ônibus movidos a eletricidade.

Os investimentos estimados serão de R$ 430 milhões, com aquisição de 54 ônibus elétricos. As obras devem durar até 24 meses, sendo que o BRT é considerado o que modal que apresenta o menor custo e tempo de implantação, além de menor impacto no trânsito e menor tarifa, na faixa de R$ 3,04.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Comissão de secretários define critérios de distribuição das vacinas aos 141 municípios

Avatar

Publicado


A Comissão Intergestores Bipartite do Estado (CIB) definiu o critério de distribuição das 126.160 mil doses de vacinas contra a Covid-19 aos 141 municípios de Mato Grosso. A Minuta de Resolução CIB será publicada nesta quarta-feira (20.01) no Diário Oficial do Estado e deverá ser seguida pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), de acordo com as prioridades estipuladas pelo Ministério da Saúde.

A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde e da SES.

Dentre os grupos prioritários, estão os trabalhadores da saúde – como vacinadores da Atenção Básica, profissionais dos hospitais pactuados no Plano de Contingência Estadual de enfretamento à Covid-19, trabalhadores de institutos de longa permanência para idosos -, indígenas que vivem em aldeias, pessoas idosas acima de 60 anos e pessoas com deficiência que vivem em asilos e/ou instituição psiquiátricas.

Após a distribuição, as vacinas deverão ser armazenadas pelos municípios, respeitando as condições de armazenamento estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

Veja Também  Sema disponibiliza formulário para autorização de limpeza de pasto no Pantanal

Veja em anexo quantas doses cada município vai receber em anexo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana