conecte-se conosco


Saúde

Vacinas poderão controlar a covid-19, diz diretor do Butantan

Avatar

Publicado


.

As vacinas em desenvolvimento no mundo contra o novo coronavírus, oficialmente denominado SARS-CoV-2, poderão conseguir controlar a doença causada por ele, a covid-19. No entanto, nenhuma delas será capaz de acabar com a circulação do coronavírus no planeta. A declaração é do médico Ricardo Palacios, diretor de Pesquisa Clínica do Instituto Butantan, um dos centros de pesquisa do mundo que participa do desenvolvimento de vacinas contra o vírus.

“Nós queremos gerar uma expectativa correta para a população. Nós não vamos acabar com o coronavírus com uma vacina. Qualquer uma que seja a vacina. O coronavírus veio e veio para ficar. Ele vai nos acompanhar. Durante todo o tempo de nossas vidas, nós teremos coronavírus circulando”, disse hoje (2), em um debate virtual promovido pela Agência Fapesp e o Canal Butantan.

De acordo com o diretor, as vacinas que estão em desenvolvimento no mundo pretendem controlar a covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. O pesquisador faz uma analogia entre a covid-19 (causada pelo coronavírus), e a gripe, causada pelo vírus influenza. 

Pessoas vacinadas contra o vírus influenza podem chegar a desenvolver a gripe, mas, na maioria das vezes, a doença não se desenvolve de forma grave, que poderia levar à morte. Segundo ele, o mesmo deverá ocorrer com as vacinas contra o novo coronavírus. Elas serão pouco eficientes em impedir a infecção das pessoas com o novo coronavírus, mas deverão proteger as pessoas de desenvolver a covid-19 em sua forma grave.

“O vírus influenza não desapareceu e segue conosco. Seguirá, talvez, durante toda a nossa vida. Mas a gente tem uma doença [a gripe] controlável. A maior parte das pessoas vacinadas consegue controlar a doença. Se chegar a se infectar, não terá uma doença grave, não morrerá dessa doença”, explicou.

Segundo Palacios, o objetivo de todas as vacina é proteger contra a doença e não contra a infecção. “Proteger contra a infecção é uma coisa a mais que, eventualmente, pode acontecer e até pode acontecer por um tempo limitado”, disse.

O Instituto Butantan, na capital paulista, é um dos centros do mundo que participa das pesquisas de construção de uma vacina contra o novo coronavírus. O instituto firmou uma parceria, no dia 10, com o laboratório chinês Sinovac Biotech, que possuiu uma vacina em fase avançada de desenvolvimento, a Coronavac – que utiliza o coronavírus inativado para estimular uma resposta imunológica do organismo. 

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook

Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

Avatar

Publicado


.

Com mais 326 notificações de covid-19 hoje (9), o estado do Rio de Janeiro chegou a 178.850 casos da doença. Segundo o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram contabilizados também dez óbitos, elevando o total de mortes pela doença no estado a 14.080. Há ainda 992 óbitos em investigação e 331 foram descartados. No total, 159.372 pacientes se recuperaram da covid-19.

A capital lidera o número de casos, com 74.421 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Em seguida estão Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambos na Região Metropolitana, depois Duque de Caxias (6.587), na Baixada Fluminense, Macaé (6.159), no Norte Fluminense, e Nova Iguaçu (4.443), na Baixada.

O número de mortos também é muito superior na capital do que nos demais municípios, com 8.612 registros. Em segundo lugar está São Gonçalo (601), em terceiro Duque de Caxias (593), depois Nova Iguaçu (454) e em quinto São João de Meriti (335), também na Baixada Fluminense.

Mais informações sobre os dados da pandemia de covid-19 no estado estão disponíveis no site painel.saude.rj.gov.br.

Edição: Nélio de Andrade

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Avatar

Publicado


.

O Ministério da Saúde divulgou hoje (9) novos números sobre a pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 3.035.422 casos confirmados da doença e 101.049 mortes registradas. Os casos recuperados somam 2.118.460. 

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 627.126 casos e 25.114 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (193.029 casos e 3.953 óbitos), Ceará (188.542 casos e 7.954 óbitos) e o Rio de Janeiro (178.850 casos e 14.080 óbitos)

De acordo com o Ministério da Saúde, 3.566 casos estão em investigação. 

Edição: Nélio de Andrade

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana