conecte-se conosco


Cuiabá

Estamos em guerra contra o mesmo inimigo

Avatar

Publicado


.

Em março deste ano Cuiabá começou uma guerra contra um inimigo invisível: o coronavírus, causador desta doença terrível que é a COVID-19. O que muita gente não sabe, é que a Prefeitura começou a se armar para este combate em janeiro, quando ainda não tínhamos nenhum caso no Brasil. Nossa valorosa equipe técnica da Saúde enxergou que teríamos dias difíceis e começamos a nos organizar em fevereiro, fazendo a aquisição de insumos, EPIs e equipamentos para nossos hospitais. Também montamos um comitê com os mais diversos especialistas, que desde então vêm fazendo estudos e norteando as ações tomadas pela gestão frente à pandemia.

Todos nós da Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o prefeito Emanuel Pinheiro estamos trabalhando muito, até bem tarde, sem direito a sábados, domingos e feriados. Se administrar uma secretaria de saúde já é um desafio imenso, com milhares de problemas, imagine o que é conduzir uma secretaria de saúde durante uma pandemia? É algo inimaginável! Os problemas, que já eram muitos, não param de se multiplicar e é preciso resolver cada um deles para a engrenagem continuar a funcionar.

Neste momento todos nós, sem exceção, temos apenas um inimigo: o coronavírus. As medidas de contenção que tomamos ainda em março foram para diminuir a velocidade de transmissão do vírus para dar tempo de organizarmos nossos hospitais, pois sabíamos que teríamos muitas pessoas doentes. E conseguimos nos organizar.

Mas, como aconteceu no resto do mundo, além da população ficar doente, nossos profissionais de saúde começaram a ficar doentes também. Esse vírus é altamente contagioso, e, mesmo com todo o cuidado, muitos profissionais da saúde adoeceram. Para esses, que estão na linha de frente, cuidando da população, salvando vidas, eu só tenho a agradecer. Vocês são verdadeiros heróis, que honram as profissões que escolheram. É preciso gostar de gente para cuidar de gente, e vocês, médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, entre vários outros profissionais que atuam na linha de frente merecem o agradecimento e a admiração de toda a população.

Quando eu falo dos profissionais que se acovardaram, em momento algum me refiro a estes que estão lutando para salvar vidas. Também não me refiro aos que estão afastados por serem do grupo de risco, seja por idade ou por comorbidade. Me refiro aos que entraram com pedido de afastamento usando atestados sem terem motivos reais para isso. Tivemos pedidos de afastamento de mais de 1500 profissionais da saúde desde que a pandemia começou e cada pedido destes foi periciado. Muitos destes pedidos foram indeferidos pelo médico que fez a perícia, pois ele constatou que não havia motivos para estes profissionais não trabalharem. São esses profissionais que eu disse que se acovardaram, pois ao invés de se juntarem às equipes que estão combatendo a pandemia, decidiram se esconder atrás de um atestado fajuto.

Peço desculpas aos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia e que se sentiram ofendidos pela colocação que eu fiz. Tenham certeza de que a minha fala não foi direcionada a vocês. Como filho de médico que sou, tenho um grande respeito por quem trabalha nesta área, de maneira séria e comprometida.

Neste momento venho a público pedir que todos nós nos unamos para ganharmos essa luta contra o coronavírus. Estamos fazendo todo o possível para continuar salvando vidas. Estamos correndo contra o tempo para abrir mais 40 leitos de UTI na próxima semana, para que mais pacientes tenham chance de sobreviver. Agora não é hora de brigas políticas, de boicotes, de acusações… Agora é hora de união contra este inimigo que já ceifou mais de 60 mil vidas no país e quase 200 só aqui em Cuiabá. Precisamos do apoio da União, do Governo, dos Conselhos de Classe, sindicatos, dos políticos, da imprensa e de toda a população para vencermos este vírus. Nós, gestores e os profissionais da saúde não somos o inimigo! Nós estamos trabalhando arduamente para salvarmos vidas! Precisamos de toda a ajuda possível para ganharmos esta guerra e voltarmos ao normal. E só vamos ganhar se estivermos unidos!

 

Luiz Antonio Pôssas de Carvalho – Secretário Municipal de Saúde

Comentários Facebook

Cuiabá

Veja os dados do painel Covid-19 desta quarta-feira (5)

Avatar

Publicado


.

Nesta quarta-feira (5), Cuiabá tem 13.048 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 2.586 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 3.028 já estão recuperados da doença e houve 588 óbitos de residentes e 271 de não residentes.

Na rede hospitalar há 283 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 200 na UTI e 83 em enfermaria. Também estão internados 160 pacientes com suspeita da doença, sendo 75 na UTI e 85 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 173 são de residentes em Cuiabá e 102 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 124 pessoas são de Cuiabá e 44 de outros municípios.

Hoje Cuiabá registrou mais 9 óbitos, chegando a um total de 588 mortes. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente estes óbitos.

Segue abaixo a relação dos óbitos de residentes em Cuiabá:

-Mulher, 77 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 05/08.

-Homem, 70 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão e problema cardiovascular. Foi a óbito em 04/08.

-Mulher, 79 anos, internada em hospital privado. Tinha problema cardiovascular. Foi a óbito em 05/08.

-Homem, 76 anos, internado em hospital privado. Tinha hipertensão, obesidade e problema renal. Foi a óbito em 04/08.

-Mulher, 55 anos, internada em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 04/08.

-Mulher, 80 anos, internada em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 04/08.

-Homem, 68 anos, internado em hospital público. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 05/08.

-Homem, 69 anos, internado em hospital privado. Não tinha comorbidade. Foi a óbito em 05/08.

-Homem, 77 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 05/08.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

A pedido do Ministério Público, Ordem Pública fiscaliza área verde no Distrito Industrial

Avatar

Publicado


.

Na tarde desta quarta-feira (5), agentes de regulação e fiscalização da Secretaria Municipal de Ordem Pública estiveram na Rua I, bairro Distrito Industrial, verificando uma denúncia encaminhada pelo promotor de justiça Gerson Barbosa, da Promotoria de Justiça de Defesa Ambiental de Cuiabá, sobre poluição de uma área verde pertencente ao Município. 

No local, os fiscais constataram que as margens da via encontram-se poluídas com lixo jogado pelas pessoas, inclusive um para-choque de carro, e a vegetação encontra-se queimada, o que é crime ambiental, previsto na Lei federal nº 9.605, que estipula como sanções multa e/ou reclusão de 1 a 4 anos. O Código Sanitário da Capital também proíbe a utilização de terrenos como depósitos de lixo.

Apesar disso, não foi possível lavrar nenhum tipo de instrumento fiscal porque o autor das infrações não foi identificado. Por isso, o gerente de fiscalização Rafael Mestre destaca a importância da participação popular na identificação dos responsáveis por poluir o meio ambiente. “É de suma importância, para que a fiscalização possa identificar o infrator, indícios e pistas do infrator, por exemplo, a placa do veículo, do caminhão. Tirando a foto da placa e mandando pra gente, a gente consegue puxar quem é a empresa responsável, tanto a pessoa jurídica quanto física, para nós procedermos na ação fiscal”, explica. 

Denuncie

A população pode ajudar a fiscalização da Secretaria de Ordem Pública pelo Disque-denúncia (65) 3616–9614, que atende de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Nos demais horários, finais de semana e feriado, as denúncias devem ser feitas pelo 190.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana