conecte-se conosco


Nacional

Em março, MS já projetava 100 mil mortes por Covid-19, diz ex-secretário

Avatar

Publicado


source

Em março, quando restrições de mobilidade para conter a pandemia eram decretadas, o Ministério da Saúde já projetava a possibilidade de o País alcançar o marco de 100 mil mortes pela Covid-19 até setembro.

A informação é do ex-secretário de Vigilância da pasta Wanderson Oliveira, um dos responsáveis por formular a estratégia para enfrentar a pandemia de Covid-19 . Ele entrou no cargo na gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta  e pediu demissão após a saída de Nelson Teich .

O secretário de Vigilância em Saúde%2C Wanderson Oliveira
JOSE DIAS / Divulgação

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira

Para ele, o número atual de mortes pela doença, que já chega a 60 mil, poderia ser menor caso houvesse maior adesão a medidas de distanciamento social.

“Já imaginávamos uma situação delicada, embora os parâmetros vão mudando ao longo do tempo. Na prática, o que vemos hoje é um cenário muito preocupante e que ainda não está completamente desenhado”, disse ele à Folha .

“Em abril, pedi à minha equipe que cada um fizesse estimativa de quantos óbitos poderíamos ter em 1º de julho, baseado na percepção do que estávamos vivendo. Lembro que coloquei uma estimativa mais otimista [do que temos hoje], de 42 mil [mortes]. Outros colocaram outras”, continuou.

Questionado se chegou a avisar o Planalto sobre sua previsão, ele não pestanejou. “Foi avisado, tanto que tivemos reunião com a Economia. Em seis meses [o que seria setembro] era quando teria esse volume de óbitos mais largo, de 100 mil”.

“Na prática, se considerar um cenário nesse ritmo, não vejo muita diferença disso, não. Vai ter até mais. Estamos com 58 mil mortes [nesta quarta, foram 60 mil] no primeiro semestre. Se mantiver esse padrão, mesmo olhando a curva caindo ao longo do tempo, perto do fim do ano posso ter 110 mil, 120 mil”, deliberou ele sobre pandemia de Covid-19 .

Comentários Facebook

Nacional

Naja de Brasília: PMS são afastados de investigações sobre tráfico de animais

Avatar

Publicado


source
cobra
Ivan Mattos/Zoo de Brasília

Ensaio fotográfico da cobra naja que picou estudante de 22 anos

Dois oficiais do Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Distrito Federal foram afastados da corporação nesta quarta-feira (5) por suspeita de atrapalhar investigações sobre tráfico de animais iniciada a pós picada de naja em estudante .

Segundo a polícia, os afastados foram o comandante Joaquim Elias Costa e o capitão Cristiano Dosualdo Rocha. Os dois ficarão limitados a fazer trabalhos administrativos até o fim das investigações da Operação Snake .

Joaquim e Cristiano são suspeitos de atrapalhar as investigações do crime. Uma das motivações para a desconfiança em torno do comando do batalhão ambiental é o fato de que os policiais chegaram ao local no qual a naja que picou o estudante Pedro Krambeck foi abandonada um minuto após ela ser deixada no local.

Esse não é o primeiro afastamento de funcionário de órgão público após o início das investigações sobre tráfico de animais no Distrito Federal. Poucas semanas após a picada da naja no estudante Pedro Krambeck,  uma funcionária do Ibama também foi retirada do cargo por suspeita de emitir licenças ilegais facilitando o transporte das serpentes.

Uma professora do estudante investigado também foi afastada da função  após troca de mensagens sugerindo que animais nativos fossem soltos na natureza. Até o momento, Pedro Krambeck e o amigo dele, Rafael Ribeiro, foram presos temporariamente, mas soltos após emissão de habeas corpus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Covid-19 cresce 82% no sistema prisional em 30 dias, aponta CNJ

Avatar

Publicado


source
Unidade prisional.
Agência Pública

Unidade prisional.

Só nos últimos 30 dias o número de infectados pelo novo coronavírus (Sars-coV-2) no sistema prisional teve um aumento de 82,3%, chegando a 19.683 casos e 150 óbitos. Os dados foram divulgados, nesta quinta-feira (06), pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

O levantamento aponta que, das 27 unidades da Federação Brasileira, apenas 21 apresentaram atividades de seus comitês de combate à  Covid-19 .

Sobre os índices de testagem, dados de Tribunais de Justiça de 26 estados mostram que foram realizados 25.573 testes para a Covid-19 em pessoas presas no Brasil, cerca de 3,5% da população carcerária no país. Entre servidores, esse número é de 23.594 exames, 18,5% do total brasileiro.

No caso do sistema socioeducativo, que abrange menores de idade, houve testagem de 3.914 adolescentes privados de liberdade e em 8.173 trabalhadores dessas unidades, em 22 estados.

Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Santa Catarina são os estados com maior aumento de infectados nessa população, além de São Paulo . Sob comando do governador João Doria (PSDB), a região mudou seu método de contagem, incluindo resultados de testes rápidos, o que aumenta registro de ocorrências. Com informações do Uol .

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana