conecte-se conosco


Policial

Projeto promove palestra sobre inteligência emocional para policiais civis

Publicado

Policial


.

Assessoria | Polícia Civil -MT

A Polícia Civil de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) promoverá no dia 16 de julho uma palestra on-line com o tema “Inteligência Emocional – Nós nos importamos com você”. A palestra é direcionada aos servidores nos cargos de delegado, escrivão e investigador de polícia. 

A apresentação virtual e gratuita será no dia 16 de julho (quinta-feira), às 8h, com duração de 1 hora e meia.  A palestra on-line tem como objetivo atender os policiais civis de Mato Grosso que estão atuando na linha de frente no combate a coronavírus.

A palestra” Inteligência Emocional” será com o Grupo Polozi, que atua com coach. A ação integra o trabalho do projeto “Movimente-se Contra Violência”, desenvolvido pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis (DEDM).  

Para participar, o profissional deverá se inscrever direto com a investigadora de polícia Gislene Cabral, na sede da DEDM. As vagas são limitadas. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também  Governo de Mato Grosso entrega 250 viaturas na próxima sexta-feira (22)

Policial

Policiais descobrem tentativa de roubo e interceptam quadrilha em Cuiabá

Avatar

Publicado


Equipes do 1º BPM prenderam na noite desta terça-feira (19.01), três homens por porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha, no bairro Jardim Petrópolis, na capital.

A informação chegou via disque-denúncia que o trio planejava um roubo e estaria em um veículo Fiat Pálio branco. A informação descrevia até a placa do carro.

Em diligência pelo bairro Jardim das América, os policiais encontraram os denunciados que seguiam sentido região do coxipó. Foi solicitado apoio de outras equipes.

Durante o procedimento de abordagem e vistoria no Pálio foi encontrado um revólver calibre 38, sem munições. O motorista assumiu ser o dono da arma. Os outros dois homens eram monitorados por tornozeleiras eletrônicas que estavam desligadas.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também  Operação integrada identifica suspeitos de furto de gado e monitora zona rural na fronteira
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa

Avatar

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) esclareceu o homicídio de José Carlos Ribeiro, 50 anos, ocorrido no dia 25 dezembro, no bairro Altos da Glória, na Capital. A pessoa investigada como autora do crime, de 30 anos, foi presa na segunda-feira (18) pela Polícia Militar, no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca da Capital.

A vítima foi encontrada morta na cama, em sua residência, e o corpo apresentava lesões causadas por instrumentos contundente e cortante. Um pedaço de madeira, com um prego na ponta, foi encontrado no local.

Com o início das investigações abertas pela DHPP, a equipe coordenada pelo delegado Caio Fernando Albuquerque coletou informações de que no dia do crime uma pessoa monitorada por tornozeleira eletrônica esteve na residência da vítima.

Após ser identificada, a investigada foi ouvida em depoimento na DHPP e declarou como cometeu o crime. Segunda ela, três meses antes do fato, quando ainda não tinha relacionamento íntimo com José Carlos, estava tomando cerveja com a vítima junto com a sobrinha dela, de 14 anos. Logo após, saiu da casa para comprar e fazer uso de entorpecentes, quando momento depois sua sobrinha a procurou chorando e dizendo que a José Carlos havia tentado violentá-la sexualmente.

Veja Também  Governo de Mato Grosso entrega 250 viaturas na próxima sexta-feira (22)

A investigada retornou então à casa da vítima para tomar satisfação do ocorrido, mas o homem negou o ato de violência, embora a adolescente tenha confirmado o abuso. Após isso, ainda segundo depoimento da investigada, ela decidiu que mataria a vítima e pediu que a adolescente não comentasse a ninguém o ocorrido e que resolveria a situação.

Conforme narrado no depoimento, vendo que a vítima tentava uma aproximação, a investigada começou a ter encontros amorosos com José Carlos e afirmou ao delegado que passou a fazer isso para aproveitar a oportunidade e vingar o que ocorreu com sua sobrinha. Em um dos encontros, após se relacionarem, ela golpeou a vítima com o pedaço de madeira e com uma faca.

“Os elementos de prova colhidos durante as diligências comprovam que não houve homicídio privilegiado – quando a vítima provoca o cometimento do crime pouco antes de sua prática. Mas sim, que o crime foi motivado por vingança, configurando a qualificadora de torpeza na medida em que, premeditadamente, o autor planejou a ação homicida cerca de três meses depois do referido comportamento da vítima. Além disso, ficou configurada a qualificadora de impossibilidade de defesa pois, ao que tudo indica, ao contrário da versão da investigada, a vítima dormia quando foi golpeada”, explicou o delegado Caio Albuquerque.

Veja Também  Policiais descobrem tentativa de roubo e interceptam quadrilha em Cuiabá

Com base nos elementos coletados na investigação, o delegado representou à Justiça pela prisão preventiva da investigada. O inquérito segue para conclusão e ela será indiciada por homicídio qualificado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana