conecte-se conosco


Mato Grosso

ANS inclui teste sorológico na cobertura dos planos de saúde

Avatar

Publicado


.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu o teste sorológico para o novo Coronavírus na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde. A deliberação passou a valer a partir desta segunda-feira (29.06) e atende decisão judicial em Ação Civil Pública.

Conforme a ANS, os exames sorológicos – feitos com amostras de sangue, soro ou plasma – detectam a presença de anticorpos produzidos pelo organismo após exposição ao vírus.  Esse tipo de teste é indicado a partir do oitavo dia de início dos sintomas, pois a produção de anticorpos no organismo só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus. 

O procedimento passa a ter cobertura obrigatória para planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente ou tenha apresentado um dos quadros clínicos de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave.  

Síndrome Gripal: quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.

Síndrome Respiratória Aguda Grave: desconforto respiratório/dificuldade para respirar ou pressão persistente no tórax ou saturação de oxigênio menor do que 95% em ar ambiente ou coloração azulada dos lábios ou rosto.

Leia aqui a Resolução da ANS.

*Com informações da ANS.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Cadeia Pública Feminina de Nortelândia recebe doação de sabão líquido e água sanitária

Avatar

Publicado


.

A Cadeia Pública Feminina de Nortelândia recebeu uma doação de 500 litros de sabão líquido e 50 litros de água sanitária. A iniciativa é do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) – Campus Avançado Diamantino, que está trabalhando com a produção dos materiais na própria instituição. A entrega ocorreu na tarde desta terça-feira (07.07).

Os produtos de limpeza vão reforçar ainda mais o combate ao Covid-19 na unidade penitenciária. “Neste período de pandemia, doações como essas são muito importantes, principalmente porque aumentamos a quantidade de vezes que limpamos e higienizamos nossa unidade, passando a ser três vezes ao dia”, contou a diretora, Adriana Quinteiro.

A Cadeia Pública Feminina de Nortelândia atualmente conta com 69 recuperandas e, ainda segundo a diretora, o material já foi distribuído nas celas entre as presas, que também são responsáveis pela limpeza dos locais comuns. 

Responsável pela produção dos produtos de limpeza, o docente do IFMT, Givaldo Dantas Sampaio Neto, destacou que é muito comum que a população pense que a instituição esteja apenas voltada ao ensino. No entanto, a preocupação com os acontecimentos recentes e a contribuição da instituição trazem à tona um outro papel importante, que é o da extensão.

“O IFMT trabalha em cima de três pilares: ensino, pesquisa e extensão. E é justamente este fortalecimento não só do nome da instituição, mas também das atividades de extensão é que buscamos. Além claro, da contribuição social de nossa região neste momento difícil que estamos vivendo”, explicou o professor.

Além da unidade feminina de Nortelândia, o IFMT já realizou outras doações como essa às forças de segurança, entre elas a Polícia Judiciária Civil (PJC) e Polícia Militar de Diamantino e devem nos próximos dias fazer a doação à Cadeia Pública de Diamantino também.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Professores recebem certificado pela conclusão do curso de Mediação de Conflitos Escolar

Avatar

Publicado


.

Os 22 professores da rede estadual de ensino de Mato Grosso, que participaram do curso de Mediação de Conflitos Escolar, receberam os certificados de conclusão nesta terça-feira (07.07), durante solenidade realizada via videoconferência. O Mediação Escolar é um projeto promovido pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e o Poder Judiciário.

O foco principal do curso é oferecer aos profissionais da educação formação em práticas de resolução pacífica de conflitos, a fim de fomentar a adoção dessas habilidades pela comunidade escolar. Com isso, espera-se formar uma importante estratégia para mitigar os casos de violência nas escolas e possibilitar a construção de uma cultura de paz nesses ambientes.

Participaram do curso professores do Núcleo de Mediação Escolar da Seduc e coordenadores pedagógicos e diretores das Escolas Estadual Pascoal Ramos, Francisco Alexandre Ferreira Mendes, Leovegildo de Melo, Tancredo de Almeida Neves e André Avelino Ribeiro, de Cuiabá, e da Escola Deputado Emanuel Pinheiro, de Várzea Grande.

Esses profissionais já estão aptos a usar técnicas de mediação para solucionar conflitos como indisciplina, violência e intolerância nas unidades de ensino.

O Curso, realizado em 2019, teve carga horária de 100 horas, sendo 40 de formação teórica e 60 de prática. Esta foi a segunda turma de professores, coordenadores e diretores capacitados em Cuiabá e Várzea Grande.

Conforme destacou a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, essa é uma importante parceria com o MPE e o Tribunal de Justiça que proporciona a formação dos profissionais da educação para trabalhar práticas de resolução de conflitos nas escolas.

“Com ações educativas e preventivas é possível evitar conflitos e violência envolvendo professores, alunos e pais. Esse projeto vai muito além da cultura da paz dentro da escola, pois essas ações, realizadas na escola, vão refletir em toda a comunidade escolar, inclusive dentro de casa também”.

A líder da equipe de Mediação Escolar da Seduc, Lúcia Couto, destacou que a formação foi repleta de conhecimentos, ensinos e descobertas e que proporcionou a ela novos olhares enquanto pessoa e profissional. “Que possamos continuar com este trabalho promissor, com desafios, expectativas, erros e acertos. Que busquemos cada dia mais ajudar na transformação dos conflitos”.

Segundo o coordenador do projeto de Mediação Escolar, promotor de Justiça Miguel Slhessarenko Júnior, a intenção é ampliar o projeto para outros municípios do Estado e envolver muito mais escolas nessa ação. Ele destacou ainda, que essa é uma ação importante a qual os mediadores escolares terão que colocar em prática assim que as aulas presenciais retornarem na rede estadual.

Também participaram da solenidade o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, o procurador-geral de Justiça do Estado de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira, o procurador-geral do Estado, Francisco de Assis da Silva, a instrutora de mediação escolar Maria Helena Bezerra, a presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos, desembargadora Clarice Claudino da Silva.

Os certificados foram encaminhados por e-mail aos professores, coordenadores e diretores das escolas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana